Vamos Recordar? Corpo a Corpo (1984)

Autoria: Gilberto Braga
Colaboração: Leonor Bassères
Direção: Dennis Carvalho e Jayme Monjardim
Direção geral: Dennis Carvalho
Período de exibição:26/11/1984 – 21/06/1985
Horário: 20h
Nº de capítulos: 179

Busca por ascensão social, sede de vingança e discussão sobre racismo conduziam as tramas da novela. Em destaque, a história de Eloá (Débora Duarte), uma mulher envolvente e ambiciosa, sempre em busca de projeção social e profissional. Para tal, ela se empenha para se destacar na empresa de engenharia onde ela e o marido, Osmar (Antonio Fagundes), trabalham, a Fraga Dantas S.A. Osmar é um homem sem grandes ambições, casado com Eloá há 16 anos, com quem teve Ronaldo (Selton Mello).

Durante uma festa, no primeiro capítulo da novela, Eloá, frustrada por não ter conseguido uma promoção na empresa, conhece o misterioso Raul (Flávio Galvão), que seria a personificação do demônio, e faz um pacto com ele. Raul lhe garante que poderá fazer com que ela ascenda  socialmente. Eloá, por sua vez, aceita a proposta, que transforma inteiramente sua vida. Ela começa a se destacar profissionalmente, e essa ascensão é o principal motivo da crise em seu casamento.

Outra personagem importante na trama é a enfermeira Tereza (Glória Menezes). A viúva cria com toda dedicação a filha de 16 anos, Heloisa (Isabela Garcia), uma menina aparentemente doce, mas muito sonsa. Tereza fora desprezada no passado por Osmar, seu grande amor, e sonha com o dia em que vai destruí-lo. Une-se a Raul para pôr em ação seu plano de vingança.

O casamento de Eloá e Osmar vai de mal a pior. A situação entre os dois fica insustentável quando ela assume um cargo de direção na empresa de engenharia e, por chantagem de Raul, é obrigada a demitir o marido. Ela se torna presidente da Fraga Dantas Internacional e viaja com o filho para o Cairo. Nessa decisão, é mais uma vez influenciada por Raul. Cansada de ser atormentada por ele, Eloá decide voltar para o Brasil e descobrir a verdadeira identidade e os interesses do homem que não a deixa em paz.

Enquanto isso, Raul promete a Tereza que pode fazer Osmar se apaixonar por ela, mas com uma condição: ela teria de matar o empresário Alfredo Fraga Dantas (Hugo Carvana), dono da firma em que Eloá trabalha. Tereza chega a preparar a injeção letal, mas recua na hora de aplicá-la. A enfermeira, então, revela a Osmar que foi ela quem fez Raul se aproximar de Eloá, no intuito de separar o casal. A partir de então, desiste do amado, pois sabe que, no fundo, ele ama Eloá.

Osmar, então, decide investigar a razão de Raul desejar matar Alfredo e descobre que seu irmão, Amauri (Stênio Garcia), um ex-presidiário, é quem está por trás de tudo. Ao longo da trama, Alfredo se envolve com Lúcia Gouveia (Joana Fomm), ex-mulher de Amauri, e chega a se casar com ela. Lúcia Gouveia é uma mulher ambiciosa e muito inteligente, que busca o sucesso financeiro por meio de casamentos com homens ricos. Revoltado com a união, Amauri planeja matar o rival. Ao ter suas intenções descobertas, foge do irmão e, cheio de ódio, encontra-se com Lúcia. Ciente de seu descontrole emocional, ela consegue acalmá-lo, mas o local onde eles estavam pega fogo, e os dois morrem queimados no último capítulo da novela. Osmar e Eloá se reconciliam, e Tereza envolve-se com Alfredo.

 

CURIOSIDADES

Assim como em Dancin’ Days, também de Gilberto Braga, Joana Fomm brilhou no papel de vilã. Em Corpo a Corpo, ela interpretou Lúcia Gouveia. A atriz lembra que a vilania era tamanha que houve casos de telespectadores confundindo atriz e personagem.

Antonio Fagundes conta que, a princípio, recusou o convite para integrar o elenco da trama de Corpo a Corpo, pois tinha uma viagem agendada. O ator ia passar um mês em Nova York e não havia como cancelar o compromisso. Gilberto Braga, então, propôs que ele gravasse, antes da viagem, todas as cenas em que seu personagem apareceria no primeiro mês de novela. O autor escreveu antecipadamente as cenas de Fagundes, que gravou todas as sequências iniciais de Osmar, seu personagem, antes do resto do elenco.

Corpo a Corpo marcou a estreia de Lilia Cabral, Andréa Beltrão e Luiza Tomé na TV Globo. Andréa Beltrão destaca a importância dos ensinamentos que lhe foram passados por Lauro Corona e sua primeira grande cena na novela.

O ator Marcos Paulo, intérprete de Cláudio, foi convidado a ser um dos diretores de Armação Ilimitada, cuja estreia aconteceu em maio de 1985. Marcos Paulo chegou a se engajar no projeto, a gravar algumas cenas, mas precisou deixá-lo para se dedicar à novela Corpo a Corpo. Além dos longos deslocamentos diários – a novela era gravada no Jardim Botânico, Zona Sul do Rio de Janeiro, e o seriado, na Tijuca, Zona Norte –, as gravações do seriado coincidiram com o período em que o personagem dele deslanchou na novela, exigindo-lhe mais tempo.

Stênio Garcia se inspirou na obra Fausto, de Goethe, para desenvolver o seu personagem, o perverso Amauri.

A novela foi vendida para vários países, como Argentina, Bolívia, Bulgária, Canadá, Chile, Colômbia, Equador, Espanha, Honduras, Nicarágua, Panamá, Paraguai, Peru, Portugal, República Dominicana, Turquia, Uruguai e Venezuela.

Fonte: Memória Globo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s