Especial: Qual seria a grande solução de Babilônia?

A novela Babilônia não anda bem das pernas desde a estréia e já ganhou o título de pior audiência dos 50 anos da Globo. Pois sinceramente eu não sei o que ouve com os autores que errou feio na mão, Gilberto Braga já havia feitos ótimos textos como: Corpo a Corpo, Vale Tudo, Celebridade entre outros, Ricardo Linhares com Saramandaia e João Ximenes Braga com Lado a Lado.

Pois qual seria a GRANDE solução da atual novela das nove? Foram milhares de notícias dizendo que os autores estavam mudando a trama, mas eu não vi as tamanhas mudanças. Será que um “quem matou?” cairia bem? Ou uma explosão? Ou um terremoto? Como disse Nilson Xavier.

Raul Cortez foi assassinado em Água Viva

Esse tipo de coisa já salvou algumas novelas e outras não. O clássico “quem matou?” deu certo em Véu de Noiva (1969, quem matou Luciano) em o Astro (1977, quem matou Salomão Hayala) e Água Viva (1980, quem matou Miguel Fragonard), porém essas novelas iam bem de audiência. Já teve algumas que passaram despercebidas, como em As Três Marias (1980) que ia mal à audiência, Walter Negrão foi chamado para salvar a história, o que ele fez? Transformou a trama em uma história policial, a início caiu bem, foram três “quem matou?”, porém hoje esses mistérios foram esquecidos. Em 1990 a novela Gente Fina, também não tava indo bem, optaram pelo “quem matou Artur?”, mas o mistério não ajudou muito a novela subir de audiência.

No caso da explosão, Torre de Babel (1998) de Silvio de Abreu conseguiu agradar o público a partir do capítulo 42 onde ocorreu a explosão do shopping Tropical Tower. A novela tava mal na audiência, motivos: os assassinatos cometidos friamente, o drogado vivido por Marcelo Antony, o casal de Lésbicas vividas por Christiane Torloni e Silvia Pfeifer e por causa do violento Agenor vivido por Juca de Oliveira. Na explosão todos os personagens foram mortos (Angenor retornaria vivo no final). Ai então a novela explodiu na audiência, todo mundo querendo saber “quem explodiu o Shopping?”.

No caso do terremoto, em 1966 a novela Anastácia, a Mulher sem Destino, andava mal na audiência. A trama de Emiliano Queiroz não estava dando certo. O que foi feito? Janete Clair, a maga das oito, foi chamada para salvar a trama, o que ela fez? Como a novela estava com personagens demais, ela fez um terremoto matando todos os personagens e depois ela fez uma passagem de 20 anos, com apenas os personagens necessários, e o truque dela deu certo.

E Babilônia?Será que se tentasse fazer isso dava certo? Eles poderiam criar um terremoto no morro da Babilônia, ou uma explosão na empresa Souza Rangel, ou até um quem matou Beatriz? Inês? Evandro? Otávio? Até a dupla de xarope Regina e Vinícius? Ou nem isso daria certo, talvez Babilônia não tenha mais jeito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s