Insensatez – capítulo 13

labios_com_rosa_vermelha-36595 cópia


Personagens:

Giuseppe Gouveia

Giane Gouveia

Fernanda Gouveia

Rayssa Gouveia

Francisco Gouveia

Amon Gouveia

Catarina Gouveia

Amelie Fontana

Sérgio Ramos

Marcos Rodrigues

Vânia Rodrigues

Roberto Carvalho

Marta

Thamires Lima

Henrique

François Le Blanc

Monique Le Blanc

Claude Le Blanc

Cecile Le Blanc



Capítulo 13

Cena 1

Incorporadora Gouveia

Sala de Francisco

FRANCISCO: Isso que você está me falando é grave demais…

AMELIE: É verdade… Eu posso te provar… É só irmos até a corretora de imóveis.

FRANCISCO: Vamos imediatamente! (se levanta está nervoso).

AMELIE: (sorri sem ele ver, sai com Francisco).

Sala de Fernanda

SECRETÁRIA: Me chamou dona Fernanda?

FERNANDA: Chamei, porque meu escritório está imundo! Você não cuidou da limpeza?

SECRETÁRIA: Sim senhora mas aqui acumula muito pó.

FERNANDA: Não importa, se eu pegar o meu escritório assim novamente eu vou te demitir.

SECRETÁRIA: Desculpa dona Fernanda…

FERNANDA: Pode se retirar.

SECRETÁRIA: (sai).

FERNANDA: (se senta, o telefone toca) Alô.

AMON: Fernanda… Como você está?

FERNANDA: O que você quer?

AMON: (da risada) Tão cedo e você já está soltando os bichos.

FERNANDA: Amon eu tenho mais o que fazer.

AMON: Espera… Eu tenho uma coisa importante e do seu interesse para te contar.

FERNANDA: Vindo de você nada me interessa.

AMON: A minha mãe está no Brasil, você já deve estar sabendo, e ela me contou uma história muito interessante entre seu pai e aquela empregada que mora na fazenda e que veio cuidar de você.

FERNANDA:… O que ela contou?

AMON: (sorri) Você está interessada?

FERNANDA: Estou, vai contar ou não?

AMON: Claro que vou… (sorri) Você sabia que eles foram amantes?

FERNANDA:… Não…

AMON: Pois eles foram… E a minha mãe me disse que quando a sua mãe ficou grávida de você… Essa empregada também ficou… Mas que estranhamente só nasceu um bebê…

FERNANDA: (as lagrimas escorrem) E o que tem isso?…

AMON: (sorri) Você é tão inteligente prima… Vai me dizer que não sacou a jogada do seu pai… Ele levou sua mãe para a fazenda para que todos acreditassem que ela estava grávida mas na verdade… Quem teve o bebê foi a empregada.

FERNANDA: (desliga o telefone, está nervosa, chora) Isso… Não é possível… Eles não mentiriam pra mim assim…

SECRETÁRIA: (entra) Dona Fernanda…

FERNANDA: Meu pai está ai?

SECRETÁRIA: Ele não vai vir hoje.

FERNANDA: (sai).

Cena 2

Corretora

FRANCISCO: (esta olhando a documentação da cobertura que Giane comprou)… Por que Giane deu isso para Sérgio?

AMELIE: Francisco… Está claro… Giane tem um caso com ele.

FRANCISCO: (nervoso) Eu não admito que você fale assim da minha mulher! Sérgio ficou apenas um dia no Rio de Janeiro, ela ficou o tempo todo comigo!

AMELIE: Acalme-se… (olhando Francisco) Sérgio só voltou á trabalhar quando você voltou…

FRANCISCO:… Isso não é possível…

AMELIE: É sim…

FRANCISCO: Me deixa sozinho Amelie! (sai).

AMELIE: (sorri) Vai lá meu amor… Vai descobrir a verdade com sua mulherzinha.

Cena 3

Mansão Gouveia

Sala

RAYSSA: (se aproxima de Giuseppe) Você quer falar comigo?

GIUSEPPE: Quero… A sua irmã me contou o que você estava fazendo ontem.

RAYSSA: Por que ela sempre tem que fazer isso!

GIUSEPPE: Foi para o seu bem… Ela se preocupou porque você estava bebendo e… Usando drogas… Minha filha… O que está acontecendo para você agir assim?

RAYSSA: Nada papai.

GIUSEPPE: Detesto quando a resposta é essa quando eu sei que tem tudo, me conta… (segura a mão de Rayssa).

RAYSSA: (fica com vontade de chorar) Você quer mesmo saber?… A sua filha Giane… Roubou o meu namorado!

GIUSEPPE: (olhando Rayssa) O que?…

RAYSSA: Isso mesmo… Giane está tendo um caso com Sérgio.

FRANCISCO: (entra) Giane está aqui?

RAYSSA: Na piscina…

FRANCISCO: (vai para a piscina).

RAYSSA: (olhando Giuseppe) Ela não vale nada papai e logo todo mundo vai saber.

Cena 4

Piscina

GIANE: (esta sentada, tomando sol).

FRANCISCO: (a levanta, tira o óculos de sol dela, a olha) Por que você deu á Sérgio uma cobertura?

GIANE: (olhando muito Francisco) Como você descobriu…

FRANCISCO: (grita) Não interessa! Diz pra mim por que você fez isso!

GIANE: (começa a chorar) Eu não queria te contar… Mas para que você não pense mal de mim… Vou te contar a verdade.

FRANCISCO: (olhando Giane) É o que estou esperando.

GIANE: (olhando Francisco) Na nossa viagem ao Rio de Janeiro… Eu tratei esse rapaz muito mal… E… (começa a chorar) Eu descobri que ele está muito doente meu amor… Tão jovem… E ele não tem condições nem de se sustentar… Fiquei com tanta pena… E comprei essa cobertura pra ele… Só assim me senti em paz depois do fiz…

FRANCISCO: (olhando Giane, a abraça)… Você deveria ter me consultado antes meu amor…

GIANE: (olha Francisco, com o rosto molhado) Você já pensou mal de mim não é…

FRANCISCO: Desculpa meu amor, eu me deixei envenenar por Amelie…

GIANE: Ela ama você… Ela quer te tirar de mim… (chora).

FRANCISCO: (abraça Giane) Não fica assim meu amor… (a olha, sorri) Vamos dar uma volta?

GIANE: Claro meu amor.

FRANCISCO: (beija Giane) Eu vou me arrumar.

GIANE: Eu vou daqui a pouco, vou aproveitar mais um pouco o sol.

FRANCISCO: Está bem. (sai).

GIANE: (da risada, se senta) Idiota… Então Amelie está colocando as manguinhas de fora… Antes de cuidar dela… Vou falar para Sérgio se fingir de doente… Pobrezinho… (da risada).

Cena 5

Quarto de Giane e Francisco

FRANCISCO: (entra).

RAYSSA: (entra) Francisco…

FRANCISCO: Oi Rayssa. (sorri).

RAYSSA: Eu preciso te contar uma coisa…

FRANCISCO: O que é?

RAYSSA: (olhando Francisco) Sérgio terminou comigo para ficar com Giane.

FRANCISCO: Você também com essa história…

RAYSSA: É verdade! Deixa de ser banana! Eu estou mal por isso e vim te contar! Giane mesmo me disse que está com Sérgio, claro que pra você ela deve negar e eu nem sei por que.

FRANCISCO: Você tem provas?

RAYSSA: Não… Mas você quer provas?… Contrata um detetive, aposto que um dia seguindo Giane… Ele vai descobrir os podres dessa vadia.

FRANCISCO:… Eu vou fazer isso… Mas que isso fique apenas entre nós, porque se isso for mentira…

RAYSSA: Mas não é, infelizmente é verdade… Abre o olho seu idiota… Giane te traia com Amon e agora está com Sérgio, ela até deixou Amon.

FRANCISCO: Amon foi atrás de Giane no Rio e ela dispensou ele na minha frente…

RAYSSA: Claro ela é inteligente, ela realmente estava deixando Amon, porque só quer Sérgio, da mesma forma que ela chutou Amon vai fazer com você se você não fizer nada antes.

FRANCISCO:… Você sabe o tamanho do amor que tenho por Giane?

RAYSSA: Eu imagino Francisco… Já que você não quer ver o que está na sua cara.

FRANCISCO: Giane me disse que Sérgio está muito doente… É verdade?

RAYSSA: (da risada) Se Safadeza for doença ele vai morrer logo, porque de resto ele está ótimo.

FRANCISCO:… Vou fazer o que você falou… Agora, não conte nada a ela… Giane está na piscina, diga a ela que eu precisei resolver uma coisa urgente na incorporadora. (sai).

RAYSSA: Faço isso com prazer. (sorri).

Cena 6

Escritório

GIUSEPPE: (esta vendo uns documentos).

FERNANDA: (entra, está chorando) Papai…

GIUSEPPE: O que aconteceu? Você está bem?

FERNANDA: (olhando Giuseppe) É verdade que eu sou filha da Marta?

GIUSEPPE: O que? Você ficou louca? De onde você tirou isso?

FERNANDA: É verdade ou não é?

GIUSEPPE: Claro que não meu amor.

FERNANDA: Você e Marta foram amantes?

GIUSEPPE:… Sim…

FERNANDA: (olhando Giuseppe, triste)… A minha mãe sabia?

GIUSEPPE: Quando ela soube eu já não tinha mais nada com a Marta, e ela me perdoou… Quem te contou essas coisas?

FERNANDA: Amon…

GIUSEPPE: É claro… Catarina deve ter contado a ele a versão errada de tudo.

FERNANDA: Papai… Como é possível que tenha duas mulheres grávidas e que só uma tenha dado a luz…

GIUSEPPE: Eu vou chamar Marta aqui e ela mesma vai te contar… Porque tudo que eu te contar você não vai acreditar, mas vou chamar Catarina aqui também!

FERNANDA: Está bem…

Cena 7

Mais Tarde

Restaurante

FRANCISCO: (esta com o detetive) Então… Você pode filmar o que minha mulher faz e eu vejo na mesma hora?

DETETIVE: Tudo como o senhor desejar, posso filmar, tirar fotos, conseguir informações…

FRANCISCO: Eu quero tudo… Quero que você comece hoje mesmo.

DETETIVE: Que horas?

FRANCISCO: Esse é o endereço da nossa casa… Assim que Giane sair você já pode começar.

DETETIVE: Certo, então o senhor vai começar me ajudando… Se o senhor quer o flagrante nela com o amante… Para que ela saia o senhor tem que dizer que vai chegar tarde hoje.

FRANCISCO: Vou ligar pra ela…

DETETIVE: Liga agora, eu já estou indo para a sua casa. (sai).

FRANCISCO: (pega o celular, liga para Giane) Meu amor…

GIANE: (sorri) Oi, e ai já resolveu o problema na incorporadora?

FRANCISCO: Não… Estou ligando para te avisar que hoje vou chegar tarde em casa.

GIANE: Que pena meu amor, vou sentir sua falta.

FRANCISCO: Quando chegar eu vou te encher de beijos para compensar…

GIANE: Vou esperar ansiosa meu amor, te amo.

FRANCISCO: (as lagrimas escorrem) Eu também te amo muito… (desliga, chora) Giane… Se você estiver me traindo… Vou acabar com a sua vida.

Cena 8

Mansão Gouveia

Quarto de Francisco e Giane

GIANE: (liga para Sérgio) Meu amor, tenho boas noticias, Francisco vai chegar tarde hoje e eu vou te visitar.

SÉRGIO: (sorri) Que delicia, adoro suas visitas, mas não vejo a hora de morar com você.

GIANE: Eu também, a coisa está ficando cada vez mais complicada, hoje contei uma mentira tão imbecil que só Francisco para acreditar… Até logo, te amo. (desliga, sorri).

Cena 9

Mais Tarde

Escritório

GIUSEPPE: Marta primeiramente eu vou te pedir desculpas por te fazer passar por isso, mas acontece que minha irmã mentiu, e a minha filha precisa saber a verdade.

CATARINA: Eu não menti.

GIUSEPPE: Mentiu sim!

FERNANDA: Deixem a Marta falar…

MARTA: (olha Fernanda) Fernanda… Quando a sua mãe ficou grávida, seu pai a levou para a fazenda, ela mesma quis ir… E eu também estava grávida.

CATARINA: De Giuseppe…

GIUSEPPE: Cala essa boca Catarina!

FERNANDA: (olhando Marta) Era do meu pai?

MARTA:… (fica com vontade de chorar).

GIUSEPPE: Era… Mas a sua mãe nem desconfiava…

FERNANDA: (as lagrimas escorrem).

MARTA: … As duas meninas nasceram com dias de diferença… A minha filha nasceu primeiro, mas eu fiquei doente por isso as pessoas não me viam… E nem a minha filha porque… Ela também ficou doente. (começa a chorar).

FERNANDA: (fica com pena de Marta).

CATARINA: Conta logo e para de chorar.

FERNANDA: Não fala assim com ela!…

MARTA:… A minha filha morreu… (olha Fernanda) A sua mãe meu amor… Ficou com pena de mim ela viu a minha dor… E disse que eu poderia ajuda-la a criar você… Por isso todos viram duas grávidas e uma menina… Foi tudo muito rápido… Você não é a minha filha mas eu te considero assim…

GIUSEPPE: (olha Catarina) Satisfeita agora.

FERNANDA:… Agora eu entendo porque você sempre me tratou tão bem… Com amor… E esse amor não me fez ver você como empregada e sim em alguém em que eu posso confiar.

MARTA: Obrigada menina.

CATARINA: Eu vou embora porque essa historinha melosa já deu.

GIUSEPPE: Eu quero falar com você.

FERNANDA: Tem uma coisa que eu gostaria de falar… (olha Catarina) Desde quando a minha mãe morreu eu cuido para que interesseiras não fiquem com meu pai… Apenas uma mulher é digna de ocupar o lugar dela, e essa mulher é a Marta.

CATARINA: Não seja ridícula, Marta traiu a sua mãe.

GIUSEPPE: Não foi nada disso.

CATARINA: A não? Que eu saiba vocês foram amantes.

MARTA: Eu amava o seu Giuseppe… Juro que não queria trair ninguém… Mas na época o meu amor falou mais alto.

FERNANDA: (olhando Marta)… Se a minha mãe perdoou… Eu também perdoo… (abraça Marta) Eu amo você.

MARTA: (abraça fica emocionada) Eu também menina.

Cena 10

A Noite

Apartamento de Francisco

FRANCISCO: (esta arrumando o notebook na mesa, se senta, o telefone toca) Alo…

DETETIVE: Francisco… Sua mulher acabou de entrar em um prédio de luxo, o rapaz já estava aqui.

FRANCISCO: (fecha os olhos)… Eu quero ver o que está acontecendo lá…

DETETIVE: Eu estou no prédio em frente, vou tentar filmar.

FRANCISCO: (desliga o celular, chora)… Ela não pode estar me traindo…

Cobertura de Sérgio

GIANE: (entra, beija Sérgio).

SÉRGIO: (sorri) Que história é essa de eu estar doente.

GIANE: (da risada) Foi o que eu inventei na hora, não sei como a fofoqueira da Amelie descobriu que comprei essa cobertura.

SÉRGIO: Giane… Você precisa deixar Francisco.

GIANE: Eu sei, vou fazer isso assim que conseguir tirar dele o que é meu de direito… Agora meu amor… Vamos aproveitar essa noite que está linda… (beija Sérgio, fala no ouvido dele) Eu quero fazer amor com você naquela varanda maravilhosa…

SÉRGIO: (sorri safado) Ao ar livre delicia…

GIANE: (olhando Sérgio, começa a tirar o vestido).

DETETIVE: (consegue filmar dentro da cobertura, começa a passar as imagens para Francisco).

SÉRGIO: (beija o pescoço de Giane).

GIANE: (fica nua, sorri, vai para a varanda).

SÉRGIO: (vai atrás de Giane a beija com vontade).

Cena 11

Apartamento de Francisco

FRANCISCO: (olhando Giane e Sérgio, começa a chorar, fica com raiva, joga o notebook na parede, esta desesperado)… Por que Giane?… Você vai pagar caro… Você e esse desgraçado! Vão se arrepender… (liga para o detetive) Eu quero que você tire fotos… Continue filmando… E quero que você siga Giane amanhã, para onde ela for.


FIM DE CAPÍTULO


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s