Insensatez – capítulo 28 (últimas semanas)

Sensualidade-Seducao


Personagens:

Giuseppe Gouveia

Giane Gouveia

Fernanda Gouveia

Rayssa Gouveia

Francisco Gouveia

Amon Gouveia

Camilla Gouveia

Amelie Fontana

Sérgio Ramos

Marcos Rodrigues

Vânia Rodrigues

Roberto Carvalho

Marta

Thamires Lima

François Le Blanc

Monique Le Blanc

Claude Le Blanc

Cecile Le Blanc

Jean Le Blanc

Gabrielle Le Blanc



Capítulo 28

Cena 1

Mansão Gouveia

Sala

FERNANDA: (olhando François) O que você está fazendo aqui?

FRANÇOIS: Eu vim te ver. (sorri).

GIUSEPPE: (se levanta, olha François) Quem é o rapaz filha?

FERNANDA: Ninguém papai, ninguém… François vá embora.

FRANÇOIS: Não é assim que se trata uma visita Fernanda, eu mesmo me apresento ao seu pai, eu sou François Le Blanc, amigo da sua filha, a conheci em Paris, e ela me falou do senhor, muito bem por sinal, é um prazer conhecê-lo.

GIUSEPPE: Prazer François… Eu sou Giuseppe Gouveia… Como você já esta sabendo.

FERNANDA: (nervosa e preocupada) François… Marcos está para vir aqui e eu não quero que ele te veja, ou ele vai achar que eu te trouxe escondido na mala… Por favor, vá embora.

FRANÇOIS: Em uma casa tão grande deve ter um lugar em que você possa falar comigo á sós sem que nos vejam.

FERNANDA: (olha François com raiva) Isso é um pesadelo…

GIUSEPPE: Minha filha… O que está acontecendo aqui?

FERNANDA: Depois eu explico papai… Se Marcos aparecer invente algo… Eu já volto. (olha François) Vem comigo seu imbecil! (vai saindo).

FRANÇOIS: (sorri, segue Fernanda).

GIUSEPPE: (pensativo).

Cena 2

Piscina

FERNANDA: (olha François, está brava) O que você está fazendo aqui? Por que veio ao Brasil?

FRANÇOIS: (olha Fernanda a beija) Senti sua falta.

FERNANDA: (da um tapa no rosto de François) Não me beija! E não me procure mais! O que aconteceu em Paris morreu em Paris!

FRANÇOIS: (sorri, com a mão no rosto, olha Fernanda, segura os braços dela, a beija com vontade).

FERNANDA: (tenta resistir, beija François, o olha muito) Você é louco?

FRANÇOIS: (olhando Fernanda) Fique mais depois que te conheci…

FERNANDA: François… Você não entende… Nós não podemos ter nada… Eu voltei com Marcos.

FRANÇOIS: (olhando Fernanda) Não vou desistir de você, não tenho mais nada em Paris, Jean destruiu tudo e eu quero recomeçar aqui, ao seu lado.

FERNANDA: Como não tem nada em Paris, e Monique?

FRANÇOIS: (sorri) Veio comigo…

FERNANDA:… Eu não posso ter nada com você… Vá embora.

FRANÇOIS: Eu vou… Mas amanhã quero te ver.

FERNANDA: Vai ficar querendo!

FRANÇOIS: Se você não for me encontrar amanhã eu virei aqui te procurar novamente.

FERNANDA: Eu odeio você… Você não sabe o quanto.

FRANÇOIS: (sorri) Amanhã eu te ligo… (beija Fernanda).

FERNANDA: (beijando François, se afasta) Some daqui…

FRANÇOIS: Até amanhã cherie… (sorri, sai).

FERNANDA: (se senta, passa a mão no cabelo, pensativa) O que eu faço agora?…

GIANE: (estava olhando tudo pela janela de seu quarto, fuma, sorri).

Cena 3

Quarto de Rayssa

RAYSSA: (esta deitada, pensativa, sorri, pega o celular, liga para Sérgio) Sérgio… Desculpa te incomodar essa hora… Mas eu preciso de um favor seu…

SÉRGIO: (sonolento) Aconteceu alguma coisa Rayssa?

RAYSSA: É que… Você se lembra quando passamos um fim de semana juntos e você fez pra mim um lanche maravilhoso.

SÉRGIO:… Lembro.

RAYSSA: Então… Me deu muita vontade agora… Você pode vir aqui em casa preparar pra mim?

SÉRGIO: Agora?

RAYSSA: Sim… Estou com muita vontade… É um desejo de grávida Sérgio…

SÉRGIO: Você não pode esperar até amanhã?

RAYSSA: Não… Eu estou com um desejo enorme.

SÉRGIO: Eu vou com duas condições… Primeira, eu vou dizer á Giane que estou indo ai, segunda deixa avisado para Fernanda que eu estou indo ai porque você pediu.

RAYSSA: Giane está dormindo, ela nem vai te ver, e pode deixar Fernanda comigo.

SÉRGIO: Então está bem… Estou indo.

RAYSSA: (sorri) Obrigada Sérgio! Vem logo! Beijos. (desliga o celular, da risada) Agora sim… Giane vai soltar fogo de tanto ódio.

Cena 4

Sala

GIUSEPPE: (esta sentado).

FERNANDA: (entra) Papai…

GIUSEPPE: Você pode me explicar o que foi aquilo tudo e quem é François?

FERNANDA: Não… Não agora, François acabou com meus nervos, eu acabei de ligar para Marcos pedindo que ele não venha hoje, estou cansada…

GIUSEPPE: Mas antes de você dormir, você vai me contar a sua ideia.

FERNANDA: Vou.

RAYSSA: (desce as escadas) Fernanda eu preciso falar com você.

GIUSEPPE: Meu amor, depois você fala eu estou na fila faz tempo.

RAYSSA: É rápido.

GIUSEPPE: Venha conosco ao escritório, assim quando você terminar eu falo com Fernanda. (se levanta).

FERNANDA: (sorri, ajuda Giuseppe).

Cena 5

Escritório

RAYSSA: (entra).

FERNANDA: (entra com Giuseppe) Pode falar Rayssa.

RAYSSA: Sérgio está vindo para cá a pedido meu, ele virá preparar um lanche para mim, então não implique com ele.

GIUSEPPE: (se senta).

FERNANDA: (olha Rayssa) É impressão minha ou você está fazendo isso para irritar Giane?

RAYSSA: É isso mesmo.

FERNANDA: Então não vou implicar com Sérgio, mesmo porque assim que falar com papai pretendo dormir.

RAYSSA: (sorri) Ótimo! Boa noite. (sai).

FERNANDA: (se senta, olha Giuseppe, sorri) Agora eu vou te contar a minha ideia papai.

GIUSEPPE: Até que enfim.

FERNANDA: (conta para Giuseppe que pretende internar Giane em uma clinica psiquiátrica no dia do casamento dela com Sérgio, alegando insanidade mental, olha Giuseppe) O que você acha?

GIUSEPPE:… (olha Fernanda) De certa forma sua irmã não está bem da cabeça… Eu permito que você faça isso contanto que Giane não fique perto dos outros loucos e não quero que a machuquem.

FERNANDA: (sorri) Pode deixar papai… Agora com licença, eu preciso descansar. (se levanta, beija o rosto de Giuseppe) Eu te amo muito.

GIUSEPPE: (sorri) Eu também te amo.

FERNANDA: (sai do escritório).

Cena 6

Sala

SÉRGIO: (entra).

FERNANDA: (olha Sérgio, sobe as escadas).

Cena 7

Corredor

RAYSSA: (sai de seu quarto).

FERNANDA: Seu amiguinho chegou.

RAYSSA: (olha Fernanda) Por que você… Não conta á Giane o que Sérgio veio fazer aqui…

FERNANDA: (sorri) Pode deixar…

RAYSSA: (sorri, desce as escadas).

Cena 8

Suíte de Giane

GIANE: (esta se arrumando para deitar).

FERNANDA: (bate na porta, entra) Posso falar com você?

GIANE: (sorri) Que conhecidencia… Terminando aqui eu iria para o seu quarto, quero falar com você também.

FERNANDA: Sobre o que?

GIANE: (olhando Fernanda) Eu vi você beijando um homem agora pouco na piscina.

FERNANDA: (olhando Giane) Já que você estava bisbilhotando, deve ter visto que eu não queria.

GIANE: Você queria sim, o clima entre vocês estava quente.

FERNANDA: Isso não é da sua conta.

GIANE: Assim como meu relacionamento com Sérgio não é da sua… Ou você para de implicar com Sérgio e devolve o cargo dele na incorporadora, ou eu conto o que vi para Marcos.

FERNANDA: Nem morta eu vou me redimir com ele… Você me conhece bem, eu aposto o meu compromisso com Marcos, posso perder, mas não vou me rebaixar para esse Zé ninguém!

GIANE: Por que você está contra mim?

FERNANDA: Não estou contra você, estou contra ás suas loucuras por causa desse rapaz!

GIANE: Eu sei que fiz coisas erradas, mas no amor e na guerra vale tudo…

FERNANDA: Antes que você conte qualquer coisa á Marcos, eu mesma conto…

GIANE: Eu não vou contar nada porque sei que se eu fizer isso… Você vai fazer algo contra mim e também sei que ter você como inimiga é algo péssimo.

FERNANDA: Não sou sua inimiga, sou sua irmã e te amo… Por isso estou brava com as coisas que estão acontecendo.

GIANE: Tudo vai mudar depois do meu casamento.

FERNANDA:… Tomara… (vai saindo, volta) Falando em Sérgio… Eu o vi aqui na sala e quando perguntei o que ele veio fazer aqui, ele disse que iria preparar um lanche para Rayssa.

GIANE: O que?

FERNANDA: Sérgio está aqui para satisfazer um desejo de Rayssa… Boa noite. (sai).

GIANE: (fica com raiva).

Cena 9

Cozinha

RAYSSA: (esta sentada perto de Sérgio) Obrigada por ter vindo.

SÉRGIO: (preparando o lanche, sorri) Eu não quero que meu filho nasça com cara de salame. (da risada).

RAYSSA: (sorri) Nem eu… (olha Sérgio) Eu tenho certeza que você vai ser um ótimo pai.

SÉRGIO: Obrigado Rayssa… Eu espero ser mesmo. (sorri).

RAYSSA: (se levanta se aproxima de Sérgio, o olha muito) E talvez você seja um ótimo amante… (beija Sérgio).

GIANE: (entra, olha Rayssa beijando Sérgio, fica com raiva, grita) Sérgio!

SÉRGIO: (se assusta, olha Giane) Meu amor, eu posso explicar.

GIANE: Pode? Então explica!

SÉRGIO: A Rayssa me ligou e disse que estava com vontade de comer um lanche que fiz pra ela, estávamos conversando e ela me beijou.

RAYSSA: (sorri, olha Giane) Meu filho não vai ser o seu sobrinho e enteado? Podemos dividir o pai dele também. (da risada).

GIANE: (da um tapa no rosto de Rayssa, esta com ódio).

SÉRGIO: (segura Giane).

GIANE: (olhando Rayssa com raiva) Nunca… Sérgio é só meu! Nada do que você fizer vai fazer ele te amar!

RAYSSA: (com raiva) Vamos ver…

SÉRGIO: Parem com isso! As duas são irmãs e não inimigas! E você Rayssa… Pode parar porque Giane está certa, nada do que você fizer vai me fazer te amar como amo Giane. (solta Giane).

GIANE: (sorri) Ouviu bem o que Sérgio disse.

RAYSSA: Ouvi… Mas não ligo… Sérgio e eu vamos ter um filho, você nunca vai poder dar isso á ele, já que você foi a um açougueiro para fazer o segundo aborto… (sorri).

SÉRGIO: Rayssa… O seu lanche está pronto, essa foi a primeira e ultima vez que eu faço algo assim por você.

RAYSSA: (pega o lanche sorri) Obrigada. (sai).

GIANE:… Não vejo a hora desse inferno acabar…

SÉRGIO: (abraça Giane) Se eu soubesse que daria nisso não teria vindo.

GIANE: (olha Sérgio) Desconfie de tudo que Rayssa disser.

SÉRGIO: Desculpa meu amor. (beija Giane).

GIANE: (beijando Sérgio, o olha sorri) Já que você está aqui… Hoje você e eu vamos passar a noite juntos…

SÉRGIO: Eu adoraria mas…

GIANE: Mas nada. (sorri, beija Sérgio) Essa casa também é minha, e você fica.

Cena 10

No dia seguinte

Incorporadora Gouveia

Sala de Fernanda

FERNANDA: (esta olhando o que Sérgio fez).

MARCOS: (entra, sorri) Bom dia meu amor.

FERNANDA: (sorri) Bom dia.

MARCOS: (se senta) Você mal chegou e já está cheia de trabalho assim?

FERNANDA: Isso não é meu… Era o trabalho que Sérgio estava fazendo e você não vai acreditar… Ele é um ótimo negociador, conseguiu fechar ótimas construções para a empresa.

MARCOS: Você vai readmiti-lo para o cargo que estava?

FERNANDA: Não…

MARCOS: Você mesma disse que ele é ótimo negociador.

FERNANDA: Sim, mas isso não muda nada.

MARCOS: Muda, Sérgio é um ótimo funcionário mesmo sendo ruim para a sua família.

FERNANDA: Eu quero ele bem longe de todos nós.

Cena 11

Casa de Ervas

GIANE: (entra, se aproxima da vendedora, sorri) Olá, bom dia.

VENDEDORA: Bom dia, em que posso ajuda-la?

GIANE: (olha a vendedora) Eu estou com um problema… É algo sério… Eu estou grávida… Mas não quero ter esse filho…

VENDEDORA: Entendi… Aqui tem um chá que vai te fazer abortar.

GIANE: Demora quanto tempo?

VENDEDORA: O chá é muito forte, depois de algumas horas que você tomar… Vai começar a sentir que está perdendo o bebe.

GIANE: Eu vou querer esse chá…

Cena 12

Casa de François

Sala

FRANÇOIS: Monique eu vou sair o dia todo, só me procure em caso de urgência, não saia longe sozinha entendeu.

MONIQUE: Hoje eu vou á uma agencia e depois ao shopping.

FRANÇOIS: Depois volte para cá. (o celular toca) Alô.

CLAUDE: Volte imediatamente á Paris! E traga a minha neta!

FRANÇOIS: Papai… Você era a última pessoa de quem esperaria um telefonema…

CLAUDE: Jean me contou tudo, eu sei que tudo aquilo não passou de uma armação feita por ele.

FRANÇOIS: (sorri) Jean é muito inteligente…

CLAUDE: Ouça bem François… Volte logo á Paris, você tem mulher, um nome a zelar, não vale a pena perder isso por causa dessa mulher! E eu não quero a minha neta saindo em revistas!

FRANÇOIS: Papai… Fico feliz em saber que tudo foi esclarecido, mas eu não vou voltar agora, e acredito que nem Monique quer.

CLAUDE: É uma ordem François!

FRANÇOIS: Eu estou apaixonado por Fernanda… Você me conhece, estou decidido á ficar aqui ao lado dela.

CLAUDE: François… Se você não voltar, eu vou te buscar e isso não vai ser nada bom.

FRANÇOIS: Eu não tenho mais cinco anos papai! Não vamos voltar e ponto! (desliga).

MONIQUE: (olha François) O vovô está muito bravo?

FRANÇOIS: (sorri) Furioso… Mas não me importo Monique, eu faço o que quero.

MONIQUE: Eu vou ficar aqui também?…

FRANÇOIS: Claro que sim, eu te dei permissão, agora eu vou sair.

MONIQUE: (sorri) Vai infernizar a Fernanda logo cedo papai?

FRANÇOIS: Sim! (da risada).

Cena 13

Mansão Gouveia

Sala

GIUSEPPE: (esta conversando com Marta) Eu estava tentando ver a relação de Giane e Sérgio com bons olhos, mas depois do que Giane fez… Jogar a própria irmã da escada…

MARTA: Giane está com um medo desesperado de perder esse rapaz…

GIUSEPPE: Mas não justifica o que ela fez…

CAMILLA: (desce as escadas, sorri) Bom dia!

GIUSEPPE: (sorri) Bom dia Camilla, como você está?

CAMILLA: Bem primo, e o senhor? Está melhor?

GIUSEPPE: Pode me chamar de você, e sim estou sim obrigado.

CAMILLA: Eu gostaria de te pedir um favor… Não quero ficar aqui sem fazer nada, e gostaria de trabalhar na incorporadora, eu posso ser auxiliar de escritório, secretária, ou o que você sugerir.

GIUSEPPE: (sorri) Claro que você pode trabalhar conosco… Eu pretendo em breve fazer uma reunião para anunciar algo que não quero falar o que é, nesse dia você estará presente e saberá o seu novo cargo.

CAMILLA: (sorri) Obrigada!

MARTA: Você já tomou café?

CAMILLA: Não, todos já tomaram?

MARTA: Sim, mas não tem problema, eu coloco para você.

GIUSEPPE: Marta também não tomou café e quem vai servir as duas serei eu, podem ir lá esperar.

MARTA: Mas seu Giuseppe…

GIUSEPPE: Pode ir com Camilla.

MARTA: (sorri) Está bem. (vai com Camilla para a sala de jantar).

Cena 14

Mais Tarde

Incorporadora Gouveia

Sala de Fernanda

AMELIE: (entra, trazendo uma cesta) Dona Fernanda com licença, chegou isso para a senhorita. (coloca a cesta em cima da mesa de Fernanda).

FERNANDA: (sorri) Marcos e suas surpresas… Obrigada.

AMELIE: (sai).

FERNANDA: (olha dentro da cesta, tem rosas vermelhas, um estojo de joias, pega abre, tem um colar de diamante, olha muito) Meu Deus… É lindo… Marcos ficou louco? (sorri, pega um cartão dentro da cesta lê “Espero que goste dos meus presentes cherie, te espero hoje ao meio dia nesse endereço, se você não vier eu vou te buscar, beijos do seu François” Para de ler, pega o celular, liga para François) François! Você ficou louco?

FRANÇOIS: (sorri) Fernanda você não sabe dizer obrigado?

FERNANDA: Não! O que deu na sua cabeça para me mandar essas coisas na incorporadora! E eu não posso sair com você!

FRANÇOIS: Cherie, você é inteligente, vai dar um jeito de sair ao meio dia e já deixa avisado ai que você só vai voltar á noite.

FERNANDA: O que!

FRANÇOIS: (sorri) Traga o colar… Até já. (desliga).

FERNANDA: (fica sem saber o que fazer) Esse François… (sorri um pouco) É totalmente louco…


FIM DE CAPÍTULO


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s