Insensatez – capítulo 31 (últimas semanas)

Sensualidade-Seducao


Personagens:
Giuseppe Gouveia
Giane Gouveia
Fernanda Gouveia
Rayssa Gouveia
Francisco Gouveia
Amon Gouveia
Camilla Gouveia
Amelie Fontana
Sérgio Ramos
Marcos Rodrigues
Vânia Rodrigues
Roberto Carvalho
Marta
Thamires Lima
François Le Blanc
Monique Le Blanc
Claude Le Blanc
Cecile Le Blanc
Jean Le Blanc
Gabrielle Le Blanc



Capítulo 31
Cena 1
Casa de François
FRANÇOIS: Eu não vou voltar á Paris, embora seja muito bom te ver, você está perdendo o seu tempo.
CLAUDE: Monique deixe-nos á sós.
MONIQUE: (sobe as escadas).
CLAUDE: (olhando François) Eu reconheço que errei ao não investigar sobre o seu suposto roubo…
FRANÇOIS: Tudo bem papai.
CLAUDE: Mas com tudo… Não posso acreditar em seus atos, largou tudo que tinha para vir atrás dessa mulher, deixou Monique ser modelo.
FRANÇOIS: Monique escolheu o caminho dela papai e quanto a minha decisão não vou voltar atrás papai, eu estou apaixonado por Fernanda.
CLAUDE: Você é um homem casado!
FRANÇOIS: Eu nunca amei Cecile e você sabe, eu me casei com ela porque você quis.
CLAUDE: Ouça bem François… Se você gosta mesmo dessa mulher, é pelo bem dela que você vai voltar á Paris, ou eu vou fazer da vida dela um inferno.
FRANÇOIS: Não se atreva papai… Isso não tem nada com você, é um assunto meu.
CLAUDE: Está avisado. (sobe as escadas).
FRANÇOIS: (pensativo).
Cena 2
Hospital
Consultório de Roberto
FERNANDA: E foi isso Roberto… Não pude suportar a pressão, ver Marcos e você sofrendo e… Fugi…
ROBERTO: Thamires acabou com tudo…
FERNANDA: Agora tudo voltou ao normal…
ROBERTO: Eu sofri sem você… Estou sofrendo…
FERNANDA: Você merece alguém que seja livre Roberto… Infelizmente eu não sou.
ROBERTO: Ontem eu conheci uma moça… Ela disse que te conheceu em Paris, ela se chama Monique Le Blanc.
FERNANDA: (sorri) Claro que conheço, Monique é uma jovem linda e determinada.
ROBERTO: (sorri) É sim… A convidei para jantar…
FERNANDA: (olhando Roberto) O que eu posso dizer é, conquiste Monique… Vocês merecem serem felizes…
ROBERTO: Eu ainda te amo Fernanda…
FERNANDA: (olhando Roberto)… Ame Monique… (se levanta) Com licença…
ROBERTO: Fernanda… Eu quero te pedir uma coisa…
FERNANDA: O que?
ROBERTO: Eu quero um último beijo…
FERNANDA: (fica com vontade de chorar o olha) Não faz isso com você… Não faz isso comigo Roberto…
ROBERTO: Por favor… Só dessa vez Fernanda… Uma despedida… (se aproxima de Fernanda a olha muito).
FERNANDA: (olhando Roberto)… A última vez…
ROBERTO: (beija Fernanda devagar, com amor).
FERNANDA: (retribui, beijando).
ROBERTO: (beijando Fernanda demoradamente).
FERNANDA: (se afasta, as lagrimas escorrem)… Até doutor…
ROBERTO: (enxugando as lagrimas)… Até Fernanda.
FERNANDA: (sai).
Cena 3
Mais Tarde
Mansão Gouveia
RAYSSA: (entra com Giuseppe, se senta).
MARTA: (se aproxima) Oi Rayssa como você está?
RAYSSA: Fisicamente bem… Obrigada Marta.
MARTA: Eu sei como você se senti… Também perdi um bebe… A minha menina chegou a nascer, mas… Ela morreu… Assim como eu tive uma chance você também terá meu amor.
RAYSSA: (sorri um pouco) Obrigada.
GIUSEPPE: Você não quer descansar um pouco?
RAYSSA: Não eu passei horas deitada… Prefiro ficar por aqui.
GIANE: (entra, sorri) Rayssa… Que bom te ver aqui e bem.
RAYSSA: Giane eu dispenso a sua falsidade.
GIANE: Não estou sendo falsa.
RAYSSA: Você deve estar feliz porque perdi meu filho.
GIANE: Você está sendo injusta… Eu até dei permissão ao Sérgio para ele vir aqui te visitar, daqui a pouco ele deve chegar.
RAYSSA: (olhando Giane) Foi você não foi?… Você fez alguma coisa para eu perder o bebe.
GIANE: Eu! Rayssa agora você passou dos limites.
RAYSSA: Se eu descobrir que foi você… Sérgio vai ficar sabendo.
GIANE: Não fui eu!
GIUSEPPE: Parem de brigar! Não suporto mais isso! Vocês são irmãs e não inimigas! É por isso que eu odeio esse Sérgio!
Cena 4
Clinica Psiquiátrica
Administração
MÁRCIO: Seja bem vinda Fernanda.
FERNANDA: Obrigada.
MÁRCIO: Em que posso ajuda-la?
FERNANDA: (olha Márcio) Márcio… Eu vim pedir a sua ajuda para internar a minha irmã Giane… Ela apesar de fria, não tem problema mental algum… Mas ela precisa ficar alguns dias aqui.
MÁRCIO: (olhando Fernanda) Entendi… Mas eu não posso fazer isso assim…
FERNANDA: Se me ajudar será muito bem recompensado…
MÁRCIO:… Está bem… Sua irmã pode ficar internada aqui.
FERNANDA: (sorri) Muito bem Márcio, obrigada, eu não quero que ela fique com os internos, já que eles são realmente loucos, eu quero que ela fique em um quarto particular, presa se necessário.
MÁRCIO: Se você me permite te fazer uma pergunta… Por que está fazendo isso?
FERNANDA: Para impedir que Giane cometa uma loucura… (sorri).
Cena 5
Incorporadora Gouveia
Sala de Marcos
AMELIE: (entra) Marcos, tem um senhor que quer falar com você, ele disse que é importante.
MARCOS: Que senhor?
AMELIE: Claude Le Blanc.
MARCOS: Não conheço, mas deixa ele entrar.
AMELIE: (sai).
CLAUDE: (entra, olha Marcos, o cumprimenta) Como vai Marcos? Eu sou Claude Le Blanc.
MARCOS: Bem… Em que posso ajuda-lo?
CLAUDE: (olhando Marcos) Você pode me ajudar mantendo a sua noiva longe do meu filho.
MARCOS:… Do que o senhor está falando?
CLAUDE: Eu sou pai de François Le Blanc, você o conhece?
MARCOS: (pensativo)… Só o vi uma vez…
CLAUDE: A sua noiva entrou em minha casa através do meu filho mais novo, Jean, não satisfeita ela seduziu o meu filho mais velho François que está nesse país por ela!
MARCOS: (fica triste)… Desde quando ele está aqui?
CLAUDE: Há alguns dias… Faça alguma coisa, ou eu farei e garanto que será algo definitivo. (sai).
MARCOS: (as lagrimas escorrem, pega o celular, liga para Fernanda) Fernanda… Onde você está?
FERNANDA: Oi meu amor, estou quase chegando em casa, por que?
MARCOS: Porque preciso falar com você… Estou indo ai.
FERNANDA: Aconteceu alguma coisa?
MARCOS: Quando eu chegar eu falo. (desliga, sai).
Cena 6
Mansão Gouveia
SÉRGIO: (entra).
GIANE: (sorri se aproxima o beija) Oi meu amor.
SÉRGIO: (sorri) Oi e Rayssa como está?
GIANE: De mau humor, mas pode subir, ela está no quarto dela.
SÉRGIO: Eu já volto.
FERNANDA: (entra, olha Sérgio)… O que ele faz aqui?
GIANE: Sérgio veio ver Rayssa, e não sei por que você está implicando.
FERNANDA: Ele não vai ver ninguém, fora da minha casa Sérgio.
GIANE: Essa casa também é minha!
FERNANDA: (olhando Giane) Eu quero falar agora com você.
GIANE: Não! Para de ser implicante!
FERNANDA: (se aproxima de Giane, fala baixo) Se ele não sair agora, eu vou contar o que você fez com o filho dele…
GIANE: (olhando Fernanda) Como?…
FERNANDA: Eu sei que você sabotou o chá de Rayssa…
GIANE: (fica seria olhando Fernanda).
SÉRGIO: Fernanda… Eu só vou ver Rayssa e vou embora.
FERNANDA: Você vai sair daqui agora.
GIANE: Vamos meu amor… Vamos sair…
SÉRGIO:… (olhando Fernanda) O que eu te fiz? Por que você me odeia?
FERNANDA: (encara Sérgio) Você é um rapaz pobre que estava namorando Rayssa, depois você a traiu com Giane e desde então as duas vivem brigando, você é um Zé ninguém querendo subir na vida e para isso usa essas tontas.
SÉRGIO: Não é nada disso! Eu amo Giane!
FERNANDA: Vai embora rapaz.
GIANE: (esta com raiva de Fernanda, segura a mão de Sérgio) Vamos meu amor. (sai com Sérgio).
FERNANDA: (se senta).
MARCOS: (entra).
FERNANDA: (sorri) O que você quer me falar meu amor?
MARCOS: Aqui não… Vamos ao escritório.
Cena 7
Casa de François
FRANÇOIS: Você fez o que?
CLAUDE: Eu disse que faria algo, e isso é só o começo se você não voltar á Paris comigo.
FRANÇOIS: Você não entende! Você está colocando tudo que eu conquistei á perder!
CLAUDE: Ótimo, é isso mesmo que eu quero.
FRANÇOIS: Papai… Se você me fez perder tudo que ganhei com Fernanda… Eu nunca vou te perdoar.
CLAUDE: Você é um homem casado! Não tem que ficar feito um cão atrás dessa mulher!
FRANÇOIS: (olhando Claude) Se Fernanda me pedir eu me prostro como um cão e lambo os pés dela com o maior prazer do mundo. (sorri).
CLAUDE: (fica com raiva) Para de falar bobagens!
MONIQUE: (se aproxima) Papai eu vou sair, já volto.
FRANÇOIS: Está bem.
MONIQUE: (sai).
CLAUDE: (olha François) Você nunca foi assim meu filho, trate de voltar o mesmo François de sempre.
FRANÇOIS: Eu sou assim papai, só não tinha encontrado alguém que merecesse a minha atenção, meu carinho, minha paixão… (sorri) Meu tesão, agora encontrei e não vou perder.
Cena 8
Mansão Gouveia
Escritório
MARCOS: (olhando Fernanda) Por que você não me disse que François veio atrás de você?
FERNANDA: (olhando Marcos) O que?
MARCOS: Fernanda é melhor você falar a verdade… Eu quero e mereço a verdade.
FERNANDA: Está bem… Eu não contei porque fiquei com medo da sua reação… Eu não esperava que ele fosse vir atrás de mim.
MARCOS:… Eu soube que você teve um caso com o irmão dele também.
FERNANDA: Você não quis saber o que aconteceu em Paris, por que isso agora?
MARCOS: Porque agora eu quero saber.
FERNANDA: Eu não tive nada demais com Jean além de amizade e alguns beijos.
MARCOS:… E com esse tal François?
FERNANDA: Com ele teve mais… Eu estava mal porque quando você me disse adeus senti que aquilo era definitivo… Quando fique com François nós não tínhamos mais nada.
MARCOS: E agora? Você ainda tem algo com ele?
FERNANDA: Não… Eu confesso que já sai com ele desde que ele chegou, mas não teve nada entre nós.
MARCOS: Fernanda eu te amo muito e sei que você está me falando a verdade, mas eu vou te pedir que não se encontre mais com esse sujeito.
FERNANDA: Marcos… Como você soube disso tudo?
MARCOS: O pai dele foi até a incorporadora hoje me pedir que te mantenha longe do filho dele.
FERNANDA: Esse homem esta aqui no Brasil?… Ele não me suporta.
MARCOS: Eu percebi… (olha muito Fernanda) Você gosta de François?
FERNANDA: Claro que não! Eu só amo uma pessoa, você.
Cena 9
Restaurante
SÉRGIO: Eu não sei por que Fernanda me odeia…
GIANE: O problema não é você… Fernanda age assim porque pra ela o melhor para mim é Francisco, ela mesma disse o que pensa de você, ela acha que você quer nosso dinheiro.
SÉRGIO: Mas isso só existe na cabeça dela!
GIANE: Eu sei meu amor, mas temos que provar pra ela que você me ama e que não quer nada do que ela pensa, e com o tempo ela vai ver a pessoa maravilhosa que você é.
SÉRGIO: Eu só suporto isso por sua causa… Porque eu tenho vontade de falar poucas e boas para Fernanda!
GIANE: Pois diga meu amor, eu não me importo, não deixa nem Fernanda e nem ninguém te humilhar, diga tudo que desejar. (sorri).
SÉRGIO: (sorri) Te amo sabia.
GIANE: (sorri) Sei, mas adoro ouvir isso sempre.
SÉRGIO: Estou contando os minutos para ser seu marido.
GIANE: (segura a mão de Sérgio, sorri) Eu também estou ansiosa Sérgio.
Cena 10
Em Outra Mesa
ROBERTO: (esta esperando Monique).
MONIQUE: (se aproxima sorri) Oi.
ROBERTO: (sorri) Oi, achei que você não viria. (se levanta, puxa a cadeira para Monique sentar).
MONIQUE: (se senta) Desculpa ter demorado.
ROBERTO: (se senta) O importante é que você veio. (sorri).
THAMIRES: (se aproxima) Então é sua amante Roberto!
ROBERTO: (olha Thamires com raiva) Eu não acredito que você estava me seguindo!
MONIQUE: Quem é ela?
THAMIRES: Eu sou Thamires, noiva de Roberto!
MONIQUE: Noiva…
ROBERTO: Ela não é nada minha! Thamires me deixa em paz!
THAMIRES: (olha Monique) Eu acho bom você se afastar de Roberto ou vai se ver comigo!
MONIQUE: Roberto nunca me disse nada sobre você…
ROBERTO: (se levanta, segura Thamires pelo braço) Eu já estou farto de você!
MONIQUE: (se levanta assustada).
THAMIRES: Eu não vou deixar você me trocar por outra Roberto!
MONIQUE: Roberto… É melhor eu ir… Vamos marcar algo para a noite.
THAMIRES: (se solta, da um tapa no rosto de Monique) Você não vai mais ver Roberto!
ROBERTO: (segura o braço de Thamires com força) Não faça isso!
MONIQUE: (chora, sai do restaurante).
GERENTE: (se aproxima) Eu vou pedir para vocês se retirarem, estão incomodando as pessoas.
ROBERTO: (paga a conta) Olha bem para a cara dessa louca! E a proíba de entrar aqui! Ela armou esse circo todo! (sai).
THAMIRES: (da risada olha o gerente) Desculpe o transtorno, mas estou lutando pelo que quero. (sai).
Cena 11
Mansão Gouveia
Quarto de Fernanda
FERNANDA: (entra, pega o celular, liga para François) François… O seu pai foi procurar Marcos!
FRANÇOIS: Eu sei… Qual foi a reação dele?
FERNANDA: Ele agiu calmamente, ainda bem, mas o seu pai não pode se meter assim na minha vida!
FRANÇOIS: Eu quero muito que ele volte á Paris…
FERNANDA: François nós não podemos mais nos ver…
FRANÇOIS: Não diga isso… Eu estou preparando uma noite especial para nós hoje.
FERNANDA: Você não está entendendo! Ver você pode colocar em risco muita coisa.
FRANÇOIS: Melhor… Afinal o proibido é mais gostoso, precisamos de adrenalina. (sorri) Se encontre comigo hoje á noite no meu apartamento, mas de madrugada… Assim meu pai estará dormindo e ninguém te verá saindo de casa.
FERNANDA: (pensativa)… Não sei
FRANÇOIS: (sorri) Fernanda… Vai ser algo muito bom, isso eu François Le Blanc garanto!
FERNANDA: (sorri) Está bem… Eu vou.


FIM DE CAPÍTULO 


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s