Insensatez – capítulo 33 (últimos capítulos)

Sensualidade-Seducao


Personagens:
Giuseppe Gouveia
Giane Gouveia
Fernanda Gouveia
Rayssa Gouveia
Francisco Gouveia
Amon Gouveia
Camilla Gouveia
Amelie Fontana
Sérgio Ramos
Marcos Rodrigues
Vânia Rodrigues
Roberto Carvalho
Marta
Thamires Lima
François Le Blanc
Monique Le Blanc
Claude Le Blanc
Cecile Le Blanc
Jean Le Blanc
Gabrielle Le Blanc



Capítulo 33

Cena 1
Mansão Gouveia
MARCOS: (olhando Fernanda) Diz Fernanda… Você está chegando agora?
FERNANDA: (olha muito Marcos, Giuseppe)… Sim estou chegando agora meu amor… Eu precisei sair de madrugada por que… A Marta passou mal.
MARCOS: Sei… E por isso você estava entrando assim… Sorrateiramente, com os sapatos na mão para não fazer barulho.
FERNANDA: Sim, eu não queria assustar e nem acordar o papai, eu levei Marta para o hospital, daí voltamos e eu fui buscar remédio para ela, mas estava em falta nessa farmácia.
MARTA: (se aproxima).
FERNANDA: Marta! Como você não deveria estar aqui volte já para a sua cama. (se aproxima de Marta, a olha muito) Quando você passou mal agora pouco fiquei muito preocupada.
MARTA: Eu não consigo ficar na cama muito tempo menina…
GIUSEPPE: Vocês deveriam ter me avisado…
FERNANDA: Não quisemos te preocupar papai.
MARCOS: (olha Marta) O que você estava sentindo?
MARTA: Tontura… Coisa de quem tem pressão alta.
FERNANDA: E você meu amor, o que veio fazer aqui tão cedo?
MARCOS: Eu vim te acordar com café da manhã na cama…
FERNANDA: (sorri) Não seja por isso meu amor, eu volto para meu quarto e você me leva o café está bem?
MARCOS: (sorri) Sim.
MARTA: Vem comigo Marcos, eu te mostro onde as coisas ficam.
MARCOS: (vai para cozinha com Marta).
GIUSEPPE: (olha Fernanda) Depois vamos conversar sobre você ter chegado agora…
FERNANDA: (esta aliviada) Tudo bem.
Cena 2
Dias Depois
Casa de Amelie
FRANCISCO: É hoje o casamento de Giane… (sorri).
AMELIE: Uma pena que não poder ir meu amor! Queria muito ver a cara dela.
FRANCISCO: (sorri) Hoje eu me vingo por tudo de ruim que Giane me fez…
Cena 3
Apartamento de Marcos
FERNANDA: Eu preciso ir meu amor, tenho que ajudar Francisco.
MARCOS: Eu ainda acho que você não deveria fazer isso…
FERNANDA: Giane não vai saber que eu estou por trás disso também, eu não vou ao casamento, quem vai dar a cara à tapa será Francisco e Rayssa.
MARCOS: Mesmo assim!… Você vai falar com Sérgio…
FERNANDA: Meu amor… Vamos fazer assim, você não me ajuda, mas também não se mete e nem fica me atormentando, nada disso vai adiantar, eu sempre termino tudo que começo.
MARCOS: Você quem sabe…
FERNANDA: (beija Marcos, o olha sorri) Até mais tarde. (sai).
MARCOS: (pensativo)… Não existe plano perfeito…
Cena 4
Mansão Gouveia
Sala
GIANE: (desce as escadas, está feliz, beija o rosto de Giuseppe) Bom dia papai!
GIUSEPPE: É um bom dia para você minha filha… Não para mim. (se afasta de Giane).
GIANE: (olha muito Giuseppe) Papai… Por favor, não fica assim…
GIUSEPPE: E como você quer que eu fique?… Você fez muitas coisas erradas para conseguir se casar com esse rapaz…
GIANE: (se aproxima de Giuseppe o olha muito) Porque eu o amo muito… Hoje o meu casamento será apenas no civil e vou dar um jantar na cobertura… Eu gostaria que você fosse papai, porque você é muito importante para mim e eu te amo muito.
GIUSEPPE: (olhando Giane) Não vou.
GIANE: Por favor, papai… Por mim…
GIUSEPPE:… Tá… Tá bom eu vou ao casamento, mas não vou ao jantar.
GIANE: (abraça Giuseppe) Obrigada papai!
RAYSSA: (desce as escadas) É hoje o espetáculo no circo que você armou Giane…
GIANE: Rayssa… Não começa, mesmo porque estou de saída, vou ver se tudo está como eu planejei. (sorri, sai).
RAYSSA: (sorri) Não vejo a hora de ir para esse circo…
GIUSEPPE: Espero que tudo saia como combinamos.
Cena 5
Rua
FERNANDA: (se aproxima de seu carro).
FRANÇOIS: (a abraça por trás, sorri) Sentiu minha falta?
FERNANDA: (sorri) Não tem como sentir, você me persegue…
FRANÇOIS: (vira Fernanda de frente para ele a beija).
FERNANDA: (se afasta) Não! Alguém pode ver.
FRANÇOIS: Vim te desejar boa sorte… (sorri)
FERNANDA: (sorri) Obrigada… (entra em seu carro).
FRANÇOIS: Depois quero saber os detalhes…
FERNANDA: (sorri) Pode deixar… Até logo. (da a partida e sai com o carro).
Cena 6
Cobertura de Sérgio
GIANE: (entra beija Sérgio, o olha muito, está feliz) É hoje nosso dia meu amor!
SÉRGIO: (sorri, também está feliz) Eu nem acredito, parece um sonho.
GIANE: Meu pai disse que vai!
SÉRGIO: Que bom meu amor.
GIANE: Eu passei aqui para te dar um beijo, eu tenho que ver como as coisas estão e me arrumar. (sorri).
SÉRGIO: (beija Giane, a olha muito) Você é a mulher da minha vida, te amo.
Cena 7
Á Noite
Cartório
SÉRGIO: (esta esperando Giane).
CAMILLA: (entra, se aproxima de Sérgio, sorri) Oi, tudo bem?
SÉRGIO: (sorri) Sim, obrigado por ter vindo.
CAMILLA: Giane está vindo com Giuseppe.
SÉRGIO: Quem mais da família dela virá?
CAMILLA: Mais ninguém…
GIANE: (entra com Giuseppe, olha Sérgio sorri).
SÉRGIO: (olhando Giane, sorri) Você está linda meu amor.
GIANE: Você também está. (sorri, beija Sérgio).
JUIZ: (se aproxima) Giane Gouveia?
GIANE: (sorri) Sim.
JUIZ: Você e Sérgio não poderão se casar…
MÁRCIO: (entra, fica na porta do cartório, observando).
GIANE: (olhando muito o juiz) Por que não?
JUIZ: Porque você já é casada…
SÉRGIO: Mas isso é um absurdo! Giane se separou de Francisco!
FRANCISCO: (se aproxima) Não Sérgio… (olha Giane) Eu nunca dei documento algum para a minha mulher assinar…
GIANE: (as lagrimas escorrem, está com raiva) Deixa de ser mentiroso! Você me trouxe em casa o documento do divórcio!
FRANCISCO: (olha Giane com ternura) Não meu amor… Eu nunca fiz isso…
GIUSEPPE: Francisco para com isso, Giane me disse que você tinha aceitado amigavelmente se separar dela.
FRANCISCO: Giuseppe… Eu nunca fiz isso, eu sai de casa por causa da traição dela, mas nós tínhamos feito as pazes.
GIANE: (grita) Eu nunca voltei com você!
SÉRGIO: (olhando Francisco) Eu acho melhor você parar com isso.
FRANCISCO: (pega a certidão de casamento com Giane, entrega á Sérgio) Nós não nos separamos…
GIANE: (da um tapa no rosto de Francisco, esta nervosa, com raiva, grita) Maldito!
MÁRCIO: (se aproxima).
GIUSEPPE: Quem é esse homem?
FRANCISCO: É diretor de uma clinica psiquiátrica…
SÉRGIO: E o que ele está fazendo aqui?
FRANCISCO:… Veio buscar Fernanda para ficar uns dias internada…
GIUSEPPE: Eu não vou permitir que façam isso com a minha filha!
GIANE: (com raiva, chorando)… Isso é uma armação… (olha Francisco com ódio) Você planejou tudo isso… Eu bem que estava estranhando sua atitude… Aceitando bem meu relacionamento com Sérgio…
FRANCISCO: Meu amor… Tente recobrar o juízo…
GIANE: (grita de ódio).
SÉRGIO: (abraça Giane) Calma meu amor.
CAMILLA: (esta assustada).
GIUSEPPE: Eu vou levar Giane para a casa!
FRANCISCO: Se o senhor fizer isso pode colocar em risco Fernanda e Rayssa…
GIUSEPPE: Por que você está falando isso?
RAYSSA: (se aproxima, olhando Giane) Porque Giane tentou me matar uma vez, quando me empurrou da escada… (olha Sérgio) E misturou Sene ao meu chá por isso perdi o bebe.
SÉRGIO: (olha muito Giane)
Cena 8
Lado de Fora do Cartório
FERNANDA: (olha dois enfermeiros) É melhor vocês entrarem agora, eu vou para a casa porque não quero que ninguém me veja.
ENFERMEIRO: Esta bem. (entra no cartório com o outro enfermeiro).
FERNANDA: (vai até seu carro, olha em volta, entra, o celular toca) Alô.
CLAUDE: Fernanda… É Claude.
FERNANDA: … O que você quer comigo?
CLAUDE: Preciso falar com você agora, marque um lugar.
FERNANDA: Acontece que agora não dá, estou resolvendo um problema, nos falamos outro dia.
CLAUDE: Você não entendeu, eu quero falar com você agora, e se você não der um jeito, eu vou atrás de você seja onde for.
FERNANDA:… Esta bem eu vou.
Cena 9
Apartamento de Amon
AMELIE: (entra sorri) Você não foi convidado para o casamento?
AMON: Fui mas não quis ir.
AMELIE: Uma pena… Você e eu estamos perdendo o maior espetáculo.
AMON: Como assim?…
AMELIE: (sorri) Porque a sua amada não vai se casar… Ela já é casada com Francisco… A certidão que ele deu para ela assinar… Era falsa. (sorri).
AMON: (sorri) Olha só o tapado soube se vingar, gostei…
AMELIE: (sorri) E tem mais Amon… Só não sei se você vai gostar…
Cena 10
Cartório
SÉRGIO: (olhando Giane) Você fez isso?… Você… Foi a culpada pelo que aconteceu com Rayssa?
GIANE: (chorando) Eu empurrei ela da escada sim! Mas não porque sou louca, eu sabia o que estava fazendo! E não fiz isso que ela falou!
GIUSEPPE:… Infelizmente Giane… Vou ter que deixar te levarem para a clinica…
GIANE: (chora muito) Não papai, eu não estou louca!
FRANCISCO: Vai ser melhor para você meu amor…
GIANE: (grita) Eu não sou seu amor!
MARCIO: (olha os enfermeiros) Podem leva-la…
SÉRGIO: Não! Giane não é louca… Ela pode ser má… Mas louca ela não é.
GIUSEPPE: Não se mete rapaz… Eu sou o pai dela e estou dando permissão para levarem a minha filha…
SÉRGIO: (olha muito Giane) Eu vou te ajudar… Fica calma…
ENFERMEIRO: (segura Giane).
GIANE: (grita) Não! Eu não quero ir!
ENFERMEIRO: (pede ajuda ao outro enfermeiro, os dois seguram Giane, a levando para fora).
GIANE: (sai carregada falando que não é louca).
SÉRGIO: (com vontade de chorar)… Seu Giuseppe… Temos que fazer alguma coisa…
FRANCISCO: (olha Sérgio sorri) Você achou mesmo que eu deixaria você se casar com Giane…
GIUSEPPE: (olha Francisco) Te espero lá fora…
RAYSSA: (olhando Sérgio) Giane não deixou o seu filho nascer… Eu sei disso… (sai).
CAMILLA: (sai com Rayssa).
SÉRGIO: Isso… Foi tudo armação?…
FRANCISCO: Giane está tendo o que merece e você se não se afastar dela… Será o culpado por mais coisas ruins que possa acontecer com ela.
SÉRGIO: (as lagrimas escorrem).
Cena 11
Restaurante
CLAUDE: (esta esperando Fernanda).
FERNANDA: (se aproxima, se senta) Seja breve.
CLAUDE: (olhando Fernanda) Serei breve e direto, eu quero que você fique bem longe de François.
FERNANDA: O senhor perdeu seu tempo e o meu, não é para mim que você tem que dizer isso, é para ele, seu filho que vive correndo atrás de mim.
CLAUDE: (olha Fernanda nos olhos) Se você não se afastar de François… Você estará colocando em risco seu pai, suas irmãs, seu noivo e sua empregada… E depois você.
FERNANDA: (olhando Claude)… Você está me ameaçando?
CLAUDE: Não, eu estou avisando Fernanda… Eu posso fazer muito mal para quem você ama e para você também… (se levanta, olha Fernanda) Faça algo para deixar François. (sai).
FERNANDA: (pensativa).
Cena 12
Cartório
SÉRGIO: Você armou tudo isso?…
FRANCISCO: Isso não te interessa, eu não tenho mais que fingir que gosto de você! Giuseppe foi para a casa dele e quer falar com você. (vai saindo).
SÉRGIO: (com raiva) Eu não vou!
FRANCISCO: (da um soco no rosto de Sérgio)… Você tem que ir!… (sai).
SÉRGIO: (esta com raiva começa a chorar).
Cena 13
Mais Tarde
Clinica Psiquiátrica
Quarto de Giane
GIANE: (esta desesperada, andando de um lado para o outro, chorando) Eu quero sair daqui…
ENFERMEIRO: (abre a porta).
FRANCISCO: (entra, olha muito Giane).
ENFERMEIRO: (fecha a porta).
GIANE: (olha Francisco com ódio, vai pra cima dele) Você armou tudo isso!
FRANCISCO: (segura Giane, sorri) Sim! Fui eu! Eu Giane! Esse idiota que a vida toda te amou! Esse imbecil que você transformou em corno! Eu! Eu te coloquei aqui!
GIANE: (grita, se afasta de Francisco) Me tira daqui…
FRANCISCO: Ainda não… Você vai passar alguns dias aqui.
GIANE: Não! Eu não vou… (olha muito Francisco) Eu faço tudo que você quiser… Mas me tira daqui.
FRANCISCO: (da risada) Não vou te tirar daqui tão cedo… Sabe por que? Porque eu quero te ver assim… Humilhada… Na lama que é o seu lugar. (bate na porta).
GIANE: (sorri, começa a dar risada, olha Francisco) Você não faz ideia Francisco… Eu vou acabar com a sua vida…
FRANCISCO: (sorri) Estou com medo…
ENFERMEIRO: (abre a porta).
FRANCISCO: (olha Giane, sorri) Espero que você sofra muito aqui. (sai).
GIANE:… Vou acabar com você…
Cena 14
Mansão Gouveia
FERNANDA: Amanhã vou ver Giane… Vou dizer á ela que estamos movendo céus e terra para tira-la daquele lugar.
GIUSEPPE: Não foi fácil… Mas eu fiz pelo bem de Giane.
FERNANDA: Acredite papai, é melhor assim.
SÉRGIO: (entra)… Com licença.
FERNANDA: (olha Sérgio) Sente-se Sérgio, vamos ter uma longa conversa.
SÉRGIO: Não precisa porque já sei o que vocês vão falar… Eu já entendi tudo isso que aconteceu foi porque Giane resolveu se casar comigo… O que vocês vão me pedir é para que eu me afaste de Giane para tirarem ela da clinica.
GIUSEPPE: Sim, mas também vamos te dar dinheiro para que você vá morar em outro estado, até mesmo país, você escolhe.
SÉRGIO: Não quero um centavo de vocês… Eu amo a Giane… Não quero que ela sofra… Então eu vou embora…
FERNANDA: (sorri) Atitude sensata…
SÉRGIO: Amanhã eu vou para outro lugar… Peço que soltem Giane…
GIUSEPPE: Faremos isso rapaz… Então já que nos entendemos… Pode se retirar.
SÉRGIO: Eu gostaria de falar com a Rayssa antes.
FERNANDA: Ela está no quarto dela, vou deixar você subir porque já sei sobre o que vocês vão falar…
SÉRGIO: (sobe as escadas).
GIUSEPPE: (olha Fernanda sorri) Conseguimos…
Cena 15
Quarto de Rayssa
RAYSSA: (esta olhando pela janela).
SÉRGIO: (entra, a olha) Rayssa, preciso falar com você.
RAYSSA: Você acreditou no que te falei?
SÉRGIO: Não… Não acredito que Giane tenha sido capaz de algo tão perverso.
RAYSSA: (olhando Sérgio) Ela foi capaz! Sérgio a face de Giane que você conhece é a que ela quer, a verdadeira Giane é ruim, é capaz de qualquer coisa para ter o que quer, olha o que ela fez comigo… Com Francisco… Você só não vê essas coisas porque não quer.
SÉRGIO: (as lagrimas escorrem)… Eu não queria que nada disso tivesse acontecido Rayssa…
RAYSSA: Eu sei…
SÉRGIO: Eu vou embora… Assim vão tirar Giane da clinica.
RAYSSA: Mesmo com tudo você a ama?
SÉRGIO: Sim… Você não faz ideia do tamanho do meu amor por ela.
Cena 16
Clinica psiquiátrica
Sala de Visitas
GIANE: (esta sentada, pensativa com raiva).
MARCIO: (se aproxima, a olha) Giane… Você tem dez minutos com ele, nada mais que isso.
GIANE: Tudo bem…
MARCIO: (sai).
AMON: (entra).
GIANE: (abraça Amon) Que bom que você veio!
AMON: Eu não poderia deixar você sozinha assim…
GIANE: (olha muito Amon) Francisco armou isso para mim…
AMON: Não foi só ele Giane… A sua família toda está nisso, Amelie me contou.
GIANE:… Com eles eu me entendo depois… (olha Amon nos olhos) Não posso demorar então vou ser direta… Eu quero que você mate Francisco.
AMON: O que ganho em troca Giane?
GIANE: (olhando Amon) Se você matar Francisco, enquanto eu estiver aqui para ninguém desconfiar de mim… Eu me caso com você.
AMON: (olha muito Giane) Isso é sério?
GIANE: É, mata Francisco, e eu me caso com você.
AMON: (sorri, olhando Giane) Então é melhor você escolher um belo vestido preto… Francisco não passa dessa semana.
GIANE: (sorri, beija Amon, da risada).




Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s