Insensatez – capítulo 36 (última semana)

Sensualidade-Seducao

Personagens:
Giuseppe Gouveia
Giane Gouveia
Fernanda Gouveia
Rayssa Gouveia
Francisco Gouveia
Amon Gouveia
Camilla Gouveia
Amelie Fontana
Sérgio Ramos
Marcos Rodrigues
Vânia Rodrigues
Roberto Carvalho
Marta
Thamires Lima
François Le Blanc
Monique Le Blanc
Claude Le Blanc
Cecile Le Blanc
Jean Le Blanc
Gabrielle Le Blanc


Capítulo 36
Cena 1
Mansão Gouveia
Sala
GIANE : (olhando Amelie) Você e nem ninguém pode me acusar do que está acontecendo com Francisco, eu estava presa naquela clinica!
GIUSEPPE: Ela tem razão Amelie, infelizmente hoje em dia isso é comum, o que temos que fazer é depositar logo esse dinheiro.
GIANE: Quanto que pediram?
GIUSEPPE: Quinhentos mil dólares.
GIANE: (da risada) Francisco não vale nem cinquenta centavos, é muito dinheiro papai.
AMELIE: Se você não gosta de Francisco, respeite quem gosta! Quem o ama de verdade!
GIANE: (sorri) Você sempre amou ele é verdade… Mas tem que se contentar com o resto… Porque ele sempre me amou e quando eu joguei ele no lixo… Você pegou. (sorri) Papai eu não quero participar disso, vou dar uma volta.
GIUSEPPE: Está tarde minha filha.
GIANE: Eu sei me cuidar, e depois de ficar presa por horas mereço isso, não demoro. (Chanel vem correndo, Giane a olha, sorri) De quem é essa gracinha papai?
GIUSEPPE: Da Fernanda.
GIANE: É dela é… (sorri, pega Chanel no colo) Vou levar ela comigo. (sai).
AMELIE: Desculpa Giuseppe… Mas a minha vontade é de bater em Giane!
GIUSEPPE: Ela diz coisas cruéis mesmo mas não leve á sério está bem?
AMELIE: Sim… O importante é encontrar Francisco.
AMON: (desce as escadas com Camilla, olha Giuseppe) Qualquer coisa é só me ligar titio.
GIUSEPPE: Está bem.
AMON: (sai com Camilla).
Cena 2
Rua
GIANE: (esta andando pela Praça com Chanel) Então quer dizer que você é de Fernanda… Bem acho que já sei como me vingar por ela ter ajudado a me prender, vou te deixar por aqui gracinha. (solta Chanel na Praça, sorri, se afasta, da sinal para um taxi, entra , da o endereço e segue).
CAMILLA: (esta caminhando com Amon) Que coisa isso… Espero que Francisco fique bem.
AMON: Eu também, mas não vamos estragar a nossa noite falando de algo tão desagradável meu amor… (sorri, beija Camilla).
CAMILLA: (beijando Amon,sorri) Eu te amo.
AMON: Eu também, me diz… Para onde você quer ir agora.
CAMILLA: Naquele restaurante que fomos outro dia. (olha Chanel) Amon… Ali… É Chanel. (vai ate ela, a pega).
AMON: Quem?
CAMILLA: Chanel é a cachorra que Fernanda ganhou… Como ela veio parar aqui na rua?
AMON: Eu nem sabia que aquela cobra gostava de cachorro.
CAMILLA: É melhor eu levar ela pra casa, daí vamos ao restaurante. (sorri, beija Amon).
Cena 3
Apartamento de Marcos
Quarto
FERNANDA: (esta deitada, beijando Marcos, o olha sorri) Eu estava com saudades de nossos momentos juntos…
MARCOS: (sorri) E eu também… (a olha) Eu quero te perguntar uma coisa… Mas quero que você seja sincera na resposta.
FERNANDA: (olhando Marcos) O que é?
MARCOS: O que você senti por François?
FERNANDA: Meu amor… Agora não é momento para falar disso.
MARCOS: É sim, eu prometo não brigar, eu prefiro saber a verdade.
FERNANDA: (olhando Marcos) Quer mesmo a verdade?
MARCOS: (com medo) Quero.
FERNANDA: Eu não amo François, porque meu coração é seu… Mas eu sinto algo por ele sim… (olhando Marcos) Gosto de estar perto dele, das coisas que ele faz, de ouvir o que me diz… Pode ser que o veja como um grande amigo.
MARCOS: (um pouco chateado, a olha) Vocês… Se beijam? Fazem amor?
FERNANDA: Marcos…
MARCOS: Eu preciso saber…
FERNANDA: Quando ele me beija… Beijo ele também… E já fiz amor com ele…
MARCOS: (fecha os olhos)… Mesmo isso faça com que eu sofra… E me sinta um fracasso, precisa saber…
FERNANDA: Marcos… Isso de fracasso me ofende… Eu não sou esse tipo de mulher, aconteceu… Conheci François por causa de Jean, eu não planejei nada.
MARCOS: (olha Fernanda) Eu não sou homem suficiente para você…
FERNANDA: Não diga mais isso! E eu já disse que assim você me ofende! (o olha muito) Eu te amo Marcos.
MARCOS: Mas outro está te conquistando…
FERNANDA: Eu nunca vou te deixar por François… Confesso que me sinto muito bem com ele, mas ele tem outro padrão de vida, e eu não o amo!
MARCOS: Não vejo a hora desse homem ir embora…
FERNANDA: Eu também meu amor, pois tudo voltaria ao normal.
MARCOS: Obrigado por ser sincera comigo.
FERNANDA: (beija Marcos, o olha, sorri) Tenho que ser afinal em breve vamos nos casar.
MARCOS: (sorri) Adoro ouvir isso meu amor. (beija Fernanda).
Cena 4
Cativeiro de Francisco
Quarto
FRANCISCO: (esta muito ferido, acorda, olha em volta, quer dar um jeito de sair, esta com as mãos amarradas, tenta se levantar, cai, faz barulho).
BINHO: (entra) Que foi isso?
FRANCISCO: Eu… Tentei ficar de pé…
BINHO: (chuta Francisco) Seu lugar é ai, no chão!
FRANCISCO: Eu te pago o dobro do que estão oferecendo… Me solta…
BINHO: Cala a boca! Não vou te soltar e se você insistir nesse papo chato eu tampo a sua boca.
FRANCISCO: (tosse) Eu quero um pouco de água…
BINHO: (da risada) Você só vai ganhar água quando a dona Giane chegar amanhã… E se ela quiser te dar água… (sai dando risada).
FRANCISCO: (chora).
Cena 5
No Dia Seguinte
Mansão Gouveia
Sala
GIUSEPPE: (esta aflito) Eu não entendo Marta… Já transferi o dinheiro para a conta que me deram… Nada do Francisco voltar…
MARTA: Fica calmo seu Giuseppe, daqui a pouco ele deve estar chegando.
GIANE: (desce as escadas) Bom dia.
MARTA: Bom dia, você vai querer o que para o café Giane?
GIANE: Nada, eu vou ao clube e como algo por lá Marta, obrigada.
RAYSSA: (entra).
GIUSEPPE: Rayssa onde você estava?
RAYSSA: Eu fui dar uma volta papai, tem noticias de Francisco?
GIUSEPPE: Ainda não.
FERNANDA: (entra sorri) Bom dia.
GIUSEPPE: Bom dia meu amor…
FERNANDA: Aconteceu alguma coisa?…
RAYSSA: O Francisco foi sequestrado…
FERNANDA: Agora? Como foi isso?
GIUSEPPE: Ontem á noite querida, eu já paguei o resgate mas nada do Francisco aparecer.
FERNANDA: Você deveria ter me avisado, quanto você pagou?
GIANE: Quinhentos mil dólares Fernanda. (sorri) Já disse que não daria nem cinquenta centavos para ter ele de volta. (sai).
FERNANDA: Você deu muito dinheiro… Deveria ter feito um acordo, uma troca.
GIUSEPPE: Mas eu estava nervoso, por isso queria você aqui, mas Rayssa não deixou falar com você.
CAMILLA: (vem do jardim com Chanel no colo, sorri) Bom dia Fernanda, aqui está a sua fujona.
FERNANDA: (pega Chanel no colo) Fujona?
CAMILLA: É você acredita que eu a achei ontem na aqui perto na Praça, não sei como ela fugiu.
FERNANDA: Só pode ter sido descuido da empregada!
GIUSEPPE: Não minha filha… Não foi culpa da empregada e nem a cachorrinha se perdeu… Ontem Giane disse que a levaria junto com ela para um passeio…
FERNANDA: (pensativa) Por que Giane faria algo assim papai?
RAYSSA: E você ainda pergunta… Ela já deve estar sabendo do que fizemos… Pra mim o sequestro de Francisco é coisa de Giane.
FERNANDA: Quer saber… Eu vou para meu quarto, me trocar e comprar algumas coisas para a Chanel, Camilla leva ela para o jardim. (da Chanel para Camilla, sobe as escadas).
Cena 6
Quarto de Fernanda
FERNANDA: (entra, abre o closet).
FRANÇOIS: (estava escondido, se aproxima por trás, a abraça) Sentiu a minha falta?
FERNANDA: (se assusta, se vira) François! O que você está fazendo aqui? Como você entrou?
FRANÇOIS: (sorri) Eu vim te ver e entrei porque seu pai deixou, eu disse que queria te fazer uma surpresa.
FERNANDA: O meu pai te deixou entrar? Será que ele perdeu o juízo? Vai embora.
FRANÇOIS: (sorri) Vamos almoçar juntos.
FERNANDA: Eu vou almoçar com meu noivo, aliás, sabia que eu já marquei a data do meu casamento?
FRANÇOIS: (olhando Fernanda, sorri) Eu quero ser o padrinho. (beija Fernanda).
FERNANDA: (beijando François, se afasta) François… Estou falando sério, não posso mais te ver, e nem quero, entenda!
FRANÇOIS: Você não está mentindo para mim e sim para si mesma…
FERNANDA: Vai embora…
FRANÇOIS: (abraça Fernanda) Só vou se você aceitar jantar comigo hoje.
FERNANDA: (abraçada, fecha os olhos) Não posso…
FRANÇOIS: Pode sim… Você é inteligente… Vai saber dar uma desculpa para seu noivo. (a olha muito, sorri) No meu apartamento cherie… O que me diz?
FERNANDA: (olhando François) Se eu aceitar, você vai embora?
FRANÇOIS: (da risada) Vou.
FERNANDA: Então está bem… Eu vou jantar com você.
FRANÇOIS: (beija Fernanda devagar, a olha sorri) Combinado então… E caso você não for, eu venho te buscar. (vai saindo, joga um beijo para Fernanda sorri, sai).
FERNANDA: (fecha os olhos, pensativa) Eu preciso acabar com isso… Embora eu queira, tem que acabar…
Cena 7
Rua
GIANE: (esta em seu carro, indo para o cativeiro de Francisco, pega o celular, liga para Sérgio) Meu amor…
SÉRGIO: (sorri) Giane, é tão bom ouvir a sua voz meu amor.
GIANE: (sorri) Eu já sai daquele lugar horrível, falta pouco para ficarmos juntos, onde você está?
SÉRGIO: No interior, tenho parente aqui.
GIANE: (da risada) Precisamos ver urgente outro lugar, não me vejo numa cidadezinha cheia de caipira, podemos até ir para outro país, recomeçar do zero meu anjo.
SÉRGIO: (sorri) Eu faço tudo que você quiser.
GIANE: (sorri) Mais tarde te ligo, te amo, beijos. (desliga, entra em uma estrada de terra, para o carro, desce).
AMON: (se aproxima sorri) Linda como sempre… (beija Giane).
GIANE: (beijando Amon sorri) Estou louca para ver Francisco.
AMON: Eu vou guardar o seu carro, mas é só você seguir reto, Binho estará na porta te esperando, não demoro.
GIANE: Está bem. (beija Amon, o olha sorri) Obrigada querido, por tudo que está fazendo por mim.
AMON: Faço por mim também, não vejo a hora de me casar com você.
GIANE: Eu também… (sorri) Vai lá guardar o carro.
AMON: (entra no carro de Giane, da a partida segue).
GIANE: (segue reto pela estrada de terra).
Cena 8
Cativeiro de Francisco
BINHO: (esta esperando Giane).
GIANE: (entra, olha Binho) Francisco está onde?
BINHO: No quarto.
GIANE: Abre, eu quero falar com ele, e me dá uma faca.
BINHO: (pega uma faca entrega a Giane, destranca a porta do quarto).
Cena 9
Quarto
FRANCISCO: (esta deitado no chão, com as mãos amarradas, muito ferido).
GIANE: (entra, se aproxima de Francisco, sorri) Era exatamente assim que queria te encontrar…
FRANCISCO: (olha Giane, está fraco) Você… Não tem limites…
GIANE: (coloca o pé em cima de Francisco) Não, e você vai ter o que merece!
FRANCISCO: Vai fazer o que? Me matar?
GIANE: Isso, porém… Vai ser de um jeito especial… Você vai morrer queimado que é para ir se acostumando ao inferno… (da risada).
FRANCISCO: Você está louca…
GIANE: (pisa o rosto de Francisco) Para de falar isso! Por sua culpa eu fiquei naquele lugar nojento! Eu não sou louca! Eu sou ruim… O que é bem diferente!
FRANCISCO: (tosse) Giane… Por favor… Eu quero um pouco de água…
GIANE: (da risada) Por mim você morre de sede… (se abaixa perto de Francisco, o olha) Fizeram um estrago em você… Bem feito! (sorri).
FRANCISCO: Por que você me odeia assim?
GIANE: A culpa é sua! Antes não era ódio era nojo, entojo, nosso casamento tinha caído na rotina, mas depois do que você me fez… Virou ódio mesmo! (mostra a faca para Francisco) Está vendo isso… Antes de colocar fogo nesse lugar com você dentro… Pretendo me divertir muito te torturando… Eu vou cortar lugares… Que você nem imagina… (da risada).
Cena 10
Sala
AMON: (entra) E Giane?
BINHO: Esta lá dentro e pelo jeito a coisa vai ficar boa, ela até pediu uma faca.
AMON: Eu não queria estar no lugar de Francisco… (sorri).
Cena 11
Quarto
FRANCISCO: (olhando Giane) Eu te amei tanto…
GIANE: (da um tapa no rosto de Francisco) Porque quis! Eu gostava de você sim, mas você passou a ser um saco! Uma chatice!
FRANCISCO: Me deixa ir embora… Eu faço tudo que você quiser…
GIANE: Agora é tarde… (corta o braço de Francisco, sorri) Eu vou ter que sair para ninguém suspeitar de mim, não demoro á voltar, hoje mesmo você vai morrer, antes que eu saia vou deixar você sangrando… Pena aqui não ter ratos… (da risada).
Cena 12
Pet Shop
FERNANDA: (esta comprando vestidinhos, coleiras, colares, perfume, caminha, tudo para Chanel, vai até o caixa).
CAIXA: Só isso?
FERNANDA: (olha uma caixa de veneno para rato, pensativa) Esse veneno… É bom?
CAIXA: Sim senhora, ele mata ratos e todos os tipos de peste.
FERNANDA: Eu vou querer levar uma caixa dessas… Mas não coloca na minha nota… Ninguém precisa saber que quero me livrar de uma peste… (paga, pega as coisas que comprou, sai do Pet Shop).
Cena 13
Rua
FERNANDA: (para em frente a uma lixeira, pega a caixa de veneno, joga a embalagem no lixo, guarda o frasco na bolsa, entra em seu carro, segue para a casa).
Cena 14
Mansão Gouveia
FERNANDA: (entra, cheia de sacolas).
GIUSEPPE: Fernanda, tudo isso é para a cachorra?
FERNANDA: (sorri) Sim, comprei muitas coisas lindas para ela, e vou colocar um vestido nela agora, pede para a empregada levar ela até meu quarto. (sobe as escadas).
Cena 15
Quarto de Fernanda
FERNANDA: (entra, coloca as coisas que comprou para Chanel na mesa, pega o veneno, coloca em outra bolsa)… Só assim me livro de tudo isso…
Cena 16
Cativeiro de Francisco
Sala
GIANE: Eu vou ter que ir ao clube, vou pagar o gerente para que ele diga que estou lá desde cedo, volto pra cá já para terminar com isso.
BINHO: Vai ser como combinado? Vamos colocar fogo aqui?
GIANE: Isso, e quero que Francisco esteja vivo.
AMON: Giuseppe já fez o depósito assim que Francisco estiver morto eu mando o dinheiro para a sua conta.
BINHO: Pode deixar.
GIANE: Amon vem comigo, quero saber onde você guardou meu carro. (sai com Amon, anda até a estrada de terra, o olha) Presta atenção… Você vai matar Binho.
AMON: O que?
GIANE: Isso que você ouviu… Você vai matar Binho, não quero que mais tarde ele venha com ameaças, não precisamos mais dele.
AMON: E como vou fazer isso?
GIANE: Isso é com você, o mate de deixa o corpo dele para queimar junto com Francisco.
AMON: (sorri) Você fica tão sexy falando essas coisas… (beija Giane).




Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s