Descaminhos – capítulo 3

11774386_666390326831582_265096495_n

Descaminhos

Novela de Débora Costa


Personagens

Luigi Fiore

Giovanna Fiore

Enrico Salvatore

Paola Fiore

Carlo Mantovani

Mirella Fiore

Vitor Albuquerque

Elis Albuquerque

Jonas Albuquerque

Isaque Munhoz

Susana Albuquerque

José Almeida

Ana Clara Carvalho

Bruno Almeida

Nice Almeida

Silvio Almeida

Helena

Vitório Fiore

Doménica Fiore



Capítulo 3

Cena 1

Hospital

GIOVANNA: (abraçada á Luigi) Babbo… Calma, ela vai ficar bem.

LUIGI: (se senta, está triste) Ela não pode fazer quimioterapia…

ENZO: (se aproxima) Posso falar com ela?

LUIGI: (olha Enzo com raiva) Não! Se não fosse você fazer toda aquela cena, nada disso teria acontecido!

GIOVANNA: Babbo deixa Enzo ver a mamma, quem sabe não pode ajudar.

ENZO: Eu não preciso da sua ajuda, não estou pedindo permissão para ele e sim quero saber se o médico deixa entrar.

PAOLA: Vai lá Enzo, se não puder você volta.

ENZO: (sai).

MIRELLA:… A mamma já passou por isso antes… Ela vai sair dessa de novo.

CARLO: Eu preciso voltar para a casa, amanhã vou cedo para empresa.

LUIGI: Pode ir Carlo, todos vocês podem ir, vou ficar aqui.

GIOVANNA: Eu fico com o senhor.

LUIGI: Não precisa meu anjo… Você está cansada da viagem, e ainda teve que fazer a reunião… Pode ir descansar qualquer coisa eu aviso.

GIOVANNA: Não quero te deixar sozinho…

PAOLA: Eu fico Giovanna, pode ir descansar.

GIOVANNA: Bem… Eu vou, mas volto cedo… Fica bem babbo. (abraça Luigi).

LUIGI: (abraçado á Giovanna) Vou tentar…

Cena 2

Quarto de Doménica

ENZO: (entra se aproxima).

DOMÉNICA: (estava com os olhos fechados, abre, sorri ao ver Enzo) Oi…

ENZO: (segura a mão de Doménica) Mamma… Me desculpa pelo que fiz hoje…

DOMÉNICA: Não se preocupe querido… Está tudo bem…

ENZO: Não está… Você ficou nervosa… A culpa é minha.

DOMÉNICA: Não diga isso… A culpa não PE de ninguém e sim da minha doença…

ENZO: (começa a chorar) Mamma… Por favor, fica boa… Preciso de você, eu prometo mudar se você ficar comigo.

DOMÉNICA: (sorri) Se as coisas fossem assim meu querido… Isso quem decide é Deus.

ENZO: Eu vou pedir á ele para te deixar mais tempo comigo… Vou prometer mudar…

DOMÉNICA: Não prometa isso Enzo, eu gosto de você assim, do jeito que você é. (sorri).

ENZO: (abraça Doménica, chora).

Cena 3

Vila

Casa de Helena

SILVIO: (entra, sorri) Com licença Helena, tudo bem?

HELENA: (sorri) Sim e você?

SILVIO: Indo… A moça que mudou pra cá, Ana Clara… Está ai?

HELENA: Está Silvio… Por quê?

SILVIO: Porque eu preciso falar com ela, chama ela pra mim por favor.

HELENA: Tudo bem… (acha estranho, vai chamar Ana Clara).

SILVIO: (sem graça, olhando em volta).

ANA CLARA: (entra na sala) Oi… O senhor quer falar comigo?

SILVIO: (olha Ana Clara, sorri) Não é pra menos que meus filhos estão se matando por sua causa menina, você é linda.

ANA CLARA: (sorri, sem graça) Obrigada, mas… Que história é essa de… Seus filhos estarem se matando por mim?…

SILVIO: Eu sou o Silvio, pai de Bruno e José… Eu vim te dizer que não vai ter jantar com o José por que… Ele estava brigando com Bruno por sua causa e eu dei esse castigo á ele.

ANA CLARA: (sem graça) Eu não queria causar problemas… Desculpa… Eu…

SILVIO: Não precisa ficar assim menina… Eu é que peça desculpas.

ANA CLARA: Eu estou muito sem graça…

SILVIO: Não fique a culpa não é sua, com licença e foi um prazer te conhecer. (sai).

ANA CLARA: (se senta pensativa, com vergonha).

Cena 4

Mansão Albuquerque/Suíte de Susana e Jonas

JONAS: (está sozinho, pega o celular, faz uma ligação) Eu preciso falar com você… Senti sua falta… Vamos nos encontrar amanhã no hotel de sempre… Se você não for, eu vou te buscar na sua casa… Te amo. (desliga).

SUSANA: (entra).

JONAS: (disfarça, guarda o aparelho).

SUSANA: Estava falando com sua amante?

JONAS: Que amante? Você está louca?

SUSANA: Não… Ainda não… Mas eu te conheço Jonas…

JONAS: (se levanta) Se me conhece sabe muito bem que não tenho amante nenhuma. (sai).

SUSANA: (fica com raiva).

Cena 5

Mansão Fiore

CARLO: (entra com Giovanna) Podemos falar agora?

GIOVANNA: Estou cansada Carlo…

CARLO: Não, você está fugindo do assunto… Por favor, Gi… Me diz… É por causa de Vitor que Paola me deixou?

GIOVANNA: Sim, Paola e Vitor tem um relacionamento… Escondido mas tem.

CARLO: (triste, pensativo) E essa história que você também ficou com ele.

GIOVANNA: É mentira, Enzo não sabe o que diz, eu nunca tive nada com Vitor… Você sabe muito bem porque deixei Isaque… Infeliz… Roubou a minha ideia… Nunca vou esquecer a vergonha que passei quando ele deu a minha ideia na reunião.

CARLO: Eu lembro… Bem não vou mais te segurar… Obrigado por me contar.

GIOVANNA: Carlo… Esquece a Paola ela não quer mais nada com você, e você é lindo, tem muitas mulheres atrás de você.

CARLO: Mas eu só quero uma…

GIOVANNA: (beija o rosto de Carlo) Lamento… Boa noite. (sobe as escadas).

Cena 6

No dia Seguinte

Ind. De Alimentos Fiore/Estacionamento.

CARLO: (desce de seu carro).

ENRICO: (se aproxima, sorri) Bom dia Carlo.

CARLO: (sorri) Bom dia Enrico! O que está achando do Brasil?

ENRICO: Um lugar muito agradável.

CARLO: Que bom, depois te levo para os lugares que frequento você vai gostar, mas agora vamos trabalhar, Giovanna me pediu para te mostrar nossas planilhas de vendas, e quando ela chegar explica como ela quer que você organize tudo.

ENRICO: Você não disse que ela era a primeira a chegar?

CARLO: E é, mas a mãe dela está doente, ela foi até o hospital e depois vem para cá, vem vamos entrar. (entra com Enrico).

Cena 7

Hotel/Suíte de Luxo

JONAS: (está ansioso, batem na porta, vai abrir, sorri ao ver a pessoa) Meu amor…

GIOVANNA: (entra séria) Não gostei da sua ameaça Jonas.

JONAS: (segura Giovanna pela cintura, a olha muito) Se eu não fizesse isso você não viria me ver logo.

GIOVANNA: (se afasta) Já me viu? Já matou a saudade?

JONAS: Por que está tão fria comigo?

GIOVANNA: Odeio que me faça pressão, agora eu deveria estar no hospital e não aqui… Mas enfim… (olha Jonas) Já fez o que pedi?

JONAS: (olhando Giovanna) Já… Vendi mais uma propriedade… Foi bom mas a empresa está falindo.

GIOVANNA: (olhando Jonas, sorri) Venha trabalhar para mim… Você é um ótimo administrador… Só que foi burro quando confiou no seu amigo… Ele te roubou.

JONAS: Não me lembra disso… E Susana jamais vai permitir isso, você sabe como ela odeia vocês.

GIOVANNA: (se aproxima de Jonas lentamente, sorri) Sei… Mas não vai ter outra solução a não ser… Vender a sua empresa para mim…

JONAS: Você está gostando disso?

GIOVANNA: (sorri) Se seu inimigo estivesse a ponto de cair e você passar por cima dele… Não estaria contente?

JONAS: (acaricia o rosto de Giovanna, a olhando) Às vezes penso que… Você está me usando pra atingir Susana…

GIOVANNA: (da risada) Eu não sou mulher disso…

JONAS: (sorri) Eu sei… Ainda bem… Por que não sei do que seria capaz se você estivesse me enganando esse tempo todo… Eu sou louco por você. (beija Giovanna).

GIOVANNA: (beijando Jonas, o olha sorri) Temos que tomar cuidado… Se meu irmão não estivesse bêbado no dia que nos viu juntos… Estaria perdida, a sorte foi que ele viu o carro do Vitor e achou que você era ele.

JONAS: Falando no seu irmão, ele bateu no carro da minha filha, fez um estrago horrível.

GIOVANNA: Isso não é problema meu agora eu tenho que ir.

JONAS: (olhando Giovanna) Você não vai ficar um pouco comigo?…

GIOVANNA: Não, agora não posso… Depois vemos outro dia Jonas.

JONAS: Hoje á noite… Aqui…

GIOVANNA: (olhando Jonas sorri) Posso fazer melhor… Se você vender a empresa para mim… Passo uma semana com você onde desejar.

JONAS: (olhando Giovanna) Faço isso e vivo do que?

GIOVANNA: Você vai falir Jonas… Está sem nada… Eu vou pagar bem por ela, você pode investir esse dinheiro em outra coisa.

JONAS: Não sei…

GIOVANNA: Pensa querido… Você tem uma semana… (sorri, beija o rosto de Jonas) Até logo. (sai).

JONAS: (se senta na cama pensativo).

Cena 8

Vila/Restaurante Mamma Doménica

ANA CLARA: (entra, se aproxima do gerente, sorri) Bom dia.

GERENTE: Bom dia Ana Clara, vai até a cozinha e pergunta o que é para você fazer, não vou poder te dar atenção hoje… Tenho um problema para resolver.

ANA CLARA: O que foi?

GERENTE: A nossa cozinheira ficou doente, e não encontro outra, já liguei para todas que deixaram o nome aqui e nada…

ANA CLARA: (olhando o gerente) Eu posso ajudar se quiser.

GERENTE: (olha Ana Clara) Você sabe cozinhar?

ANA CLARA: (sorri, faz que sim).

GERENTE: (pensativo, pega o cardápio, entrega para Ana Clara) Hoje o prato do dia é esse… Mas tem cliente que pede outras coisas, você acha que pode fazer esses pratos?

ANA CLARA: (olhando o cardápio) Algumas coisas não, mas se alguém pedir o que não sei fazer podemos dar um jeito…

GERENTE: Vamos fazer um teste, se eu gostar do que você fazer, você fica na cozinha hoje e isso morre aqui, porque se os donos descobrem que eu coloquei uma ajudante geral para cozinhar, vamos os dois para a rua.

ANA CLARA: (sorri) Nem tanto… Sou ajudante geral não é…

GERENTE: (da risada) Sim…

ANA CLARA: Então vamos lá, o que tenho que fazer? (sorri).

Cena 9

Mansão Fiore/Sala

PAOLA: (desce as escadas).

ENZO: (a olha sorri) Paola… Aonde vai tão cedo assim…

PAOLA: Assinar um contrato… (sorri) Depois te conto… Tem notícias da mamma?

ENZO: Não… Eu vou até o hospital daqui a pouco.

PAOLA: Qualquer coisa me liga.

ELIS: (invade a sala, encara Enzo) Eu vim falar com você.

EMPREGADA: (nervosa, atrás de Elis) Eu tentei fazer ela esperar lá fora mas…

ENZO: Pode deixar…

EMPREGADA: (vai para a cozinha).

PAOLA: (olhando Elis) Você não pode invadir a casa das pessoas assim sabia você não é bem vinda aqui.

ELIS: Fica na sua Paola, eu sei bem do seu caso com meu irmão.

PAOLA: Mas que atrevida! Que isso não se repita nunca mais! Ouviu? (sai).

ENZO: (sorri olhando Elis) Você é sempre agressiva assim?

ELIS: Escuta… Você acabou com a frente do meu carro e vai ter que pagar pelo concerto, afinal você estava bêbado, a culpa não foi minha.

ENZO: (da risada) Eu disse que você estava sem dinheiro…

ELIS: (séria) Estou… Mas vou precisar do meu carro inteiro, então você manda concertar e quando eu tiver dinheiro eu te pago, mesmo você tendo toda a culpa do acidente.

ENZO: (olhando Elis) Tudo bem… Eu pago o concerto do seu carro…

ELIS: Ótimo, já mandei arrumar e hoje mesmo vão me informar o valor.

ENZO: (sorri) Me liga me informando o valor… (anota o telefone, entrega á Elis).

ELIS: (pega o papel, guarda, olha Enzo) Temos uma divida agora, eu assim que puder pago a minha parte.

ENZO: Você não me deve nada, eu bati no seu carro.

ELIS: Faço questão de pagar… Assim você não joga na minha cara depois. (vai saindo).

ENZO: Elis… Como você vai voltar pra casa?

ELIS: A pé, não é tão longe assim.

ENZO: Eu te levo.

ELIS: Não obrigada. (sai).

ENZO: (sorri)… Que vontade de dar um beijo na boca dessa garota! (da risada).

Cena 10

Ind. Alimentícia Fiore/Administração/Sala de Carlo.

CARLO: (olhando uma lista) Isso não é possível… Como isso aconteceu?

ISAQUE: Não sei acabei de receber essas reclamações.

CARLO: Eu quero falar com o chefe de produção imediatamente!

ISAQUE: Vou chamar. (sai).

CARLO: (olhando a lista inconformado).

GIOVANNA: (entra, olha Carlo) Aconteceu alguma coisa?

CARLO: Está vendo essa lista… É de reclamação de alguns supermercados… Entregaram produtos vencidos á eles.

GIOVANNA: (pega a lista, brava) O que? Como isso aconteceu?

CARLO: Não faço ideia, isso acabou de chegar aqui.

ISAQUE: (entra, olha Giovanna) O chefe de produção não veio trabalhar hoje.

GIOVANNA: Ligue para ele, e mande ir direto para o meu escritório! Carlo resolva isso! (sai).

Cena 11

Corredor

ENRICO: (está tomando água, não vê Giovanna, esbarra nela, molhando a roupa dela, a olha sem ação).

GIOVANNA: (parada, olhando a roupa molhada, brava) Você não olha por onde anda!

ENRICO: Perdonami! (“perdoa-me”)

GIOVANNA: No! (“não!”) Estou cercadas de idiotas! (passando a mão onde molhou).

ENRICO: (tentando ajudar Giovanna).

GIOVANNA: Tira a mão de mim! (entra em sua sala, bate a porta).

ENRICO: (olha para os lados, chateado)… Começou bem Enrico… Muito bem, jogar água na mulher que está interessado é um belo passo…

Cena 12

Hospital/Quarto de Doménica

LUIGI: (está ao lado de Doménica).

DOMÉNICA: (acorda sorri) Amore… Vai descansar…

LUIGI: Não estou cansado. (sorri).

MÉDICO: (entra) Bom dia.

DOMÉNICA: Bom dia doutor.

MÉDICO: (sorri) Eu tenho boas notícias.

LUIGI: (olha muito o médico, sorri) Mesmo?

MÉDICO: Sim. (olhando Doménica, sorri) Os remédios que a senhora está tomando estão tendo um ótimo resultado, as células estão reagindo bem.

LUIGI: Então… Ela está sendo curada do câncer doutor?

MÉDICO: Isso… Mas ainda vai levar um tempo, a senhora passou mal devido ao estresse.

DOMÉNICA: (sorri) Fico muito feliz em saber… Terei mais tempo com meus filhos e com você meu amor.

LUIGI: (fica emocionado) Poxa doutor… Você não sabe a nuvem negra que acabou de sair da minha vida…

Cena 13

Mansão Albuquerque

JONAS: (entra).

SUSANA: (se aproxima) Jonas eu tenho uma novidade! (sorri feliz).

JONAS: (olhando Susana) O que aconteceu?

SUSANA: Recebemos uma ótima proposta! Podemos recuperar o que perdemos claro que vai levar tempo, mas já é alguma coisa.

JONAS: Não me interessa… Já tenho um comprador…

SUSANA: Eu acho melhor você estudar a nova proposta ela é perfeita para nós.

JONAS: (olhando Susana)… Vou vender a empresa está tudo certo… E também essa casa, vamos nos mudar para o antigo apartamento.

SUSANA: (pasma) Você está louco? Eu não vou permitir isso! E nem vou morar naquele cubículo!

JONAS: Eu já decidi.

SUSANA: E eu posso saber pra quem você vai vender a nossa empresa?

JONAS: (olhando Susana) Giovanna Fiore me fez uma proposta e eu aceitei.

SUSANA: (fica com raiva) Presta atenção Jonas… Eu nunca vou dar esse gostinho á ela… E nem para ninguém daquela maldita família!

Fim do Capítulo 


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s