Descaminhos – capítulo 5

11774386_666390326831582_265096495_n


Descaminhos

Novela de Débora Costa


Personagens

Luigi Fiore

Giovanna Fiore

Enrico Salvatore

Paola Fiore

Carlo Mantovani

Mirella Fiore

Vitor Albuquerque

Elis Albuquerque

Jonas Albuquerque

Isaque Munhoz

Susana Albuquerque

José Almeida

Ana Clara Carvalho

Bruno Almeida

Nice Almeida

Silvio Almeida

Helena

Vitório Fiore

Doménica Fiore



Capítulo 5

Cena 1

Mansão Fiore/Escritório

LUIGI: (olhando Vitório) Você não é bem vindo nessa casa!

VITÓRIO: Essa casa também é minha, tenho todo o direito de estar nela.

LUIGI: Não tem! Seu pai nunca colaborou com um tostão em nada do que pertence a mim e a Doménica!

VITÓRIO: Não seja mentiroso tio… É feio… Meu pai te ajudou quando você ficou na sarjeta.

LUIGI: A única coisa que meu irmão fez por mim, foi me dar abrigo, e isso nunca vou esquecer, mas de resto… Não fez nada Vitório, tudo que temos é com nossa luta e esforço.

VITÓRIO: Eu tenho uma surpresa para você tio… Vou buscar nas minhas coisas, aliás… Peça para arrumarem um quarto para mim, porque eu vim para ficar aqui e na empresa… (sorri).

Cena 2

Apartamento de Jonas

GIOVANNA: (entra) Jonas eu não tenho muito tempo, preciso ir para a casa e resolver algumas coisas com meu pai.

JONAS: (segura a mão de Giovanna, se senta, puxando Giovanna para se sentar também, a olha muito) Meu amor… Eu tomei algumas decisões e você será a primeira, a saber… Vou vender a minha empresa para você.

GIOVANNA: (sorri) É a melhor coisa que você faz querido.

JONAS: Tem mais… Eu vou me divorciar de Susana para me casar com você… (entrega a Giovanna as joias) Essa é a prova do meu amor por você, são as joias da família da Susana.

GIOVANNA: (fica feliz, beija Jonas, o olha muito) Isso é maravilhoso meu amor… Sobre a empresa quero que você passe para o nome do meu pai.

JONAS: Como você quiser… (sorri, beija Giovanna).

GIOVANNA: (beijando Jonas, o olha) Eu tenho que ir…

JONAS: Não meu amor… Fica comigo…

GIOVANNA: (sorri)… Está bem… (beija Jonas).

Cena 3

Vila/ Casa de Helena/Cozinha

ANA CLARA: (está cozinhando).

HELENA: (entra) Nossa, mas que cheiro delicioso!

ANA CLARA: (sorri) Estou preparando o nosso jantar!

HELENA: Que maravilha!

ANA CLARA: Eu convidei o Bruno para jantar conosco, tem algum problema?

HELENA: De jeito nenhum, Bruno é sempre bem vindo aqui.

ANA CLARA: Ele é muito bacana.

HELENA: Verdade, vocês formam um belo casal.

ANA CLARA: Não! Nós não temos nada demais Helena, só amizade mesmo.

HELENA: Pois tenha! Vale a pena Ana Clara, o Bruno é um rapaz muito bom.

ANA CLARA: Eu não vim aqui para arrumar namorado (sorri), eu vim aqui para arrumar um emprego, ter uma vida melhor.

HELENA: Aproveita quando a vida te der uma oportunidade… Eu tive a minha e perdi.

ANA CLARA: É mesmo?

HELENA: Sim… Eu… Fui muito apaixonada por um homem, fiquei um tempo com ele… Mas ele era a pessoa errada, só me usou.

ANA CLARA: Poxa… Quem é esse homem?

HELENA: Não vale a pena nem falar Ana Clara… (sorri) Não vejo a hora do jantar ficar pronto, eu já volto. (sai).

ANA CLARA: (pensativa, com pena de Helena).

Cena 4

Mansão Fiore/Sala

LUIGI: (está esperando Vitório).

VITÓRIO: (entra com um papel na mão) Aqui está tio. (entrega á Luigi).

LUIGI: (pega o papel) Me faz um favor? Não me chama de tio! (olha o papel, começa a ler)… Isso não é possível!

VITÓRIO: Como você vê… Esse é o testamento do meu pai.

LUIGI: Ele nunca poderia dar algo que nunca foi dele!

VITÓRIO: Mas deu, é tudo legal Luigi… Parte dessa casa e da empresa me pertencem. (sorri).

PAOLA: (entra).

VITORIO: (sorri olhando Paola) Bela como sempre.

PAOLA: (sorri) Obrigada, o que você faz por aqui?

LUIGI: Ele veio me atormentar! Isso não vai ficar assim! Eu vou mostrar isso para meu advogado! (sobe as escadas).

PAOLA: Vitório… O que você fez?

VITORIO: Nada demais prima, eu só mostrei o testamento do meu pai, disse que essa casa e a empresa também pertencem a mim.

PAOLA: Já entendi… Você não tem jeito mesmo.

VITORIO: (se aproxima de Paola) Paola você sempre mexeu comigo sabia… Nunca vou me esquecer da noite que passamos juntos.

PAOLA: (se afasta, da risada) Coisa de adolescente Vitorio… Mas se você quiser matar a saudade… (se aproxima, entrega um cartão á Vitório) Entra nesse site amanhã. (pisca para Vitorio, sobe as escadas).

VITÓRIO: (olhando o cartão, sorri).

CARLO: (entra, olha Vitorio).

VITÓRIO: Já sei, vai me perguntar o que estou fazendo aqui? (sorri) Acertei?

CARLO: Não, vendo você já sei que veio trazer problemas.

VITÓRIO: Eu gostaria de ficar aqui conversando com você, mas vou subir e ver como está o meu quarto, com licença. (sobe as escadas).

ENZO: (entra).

CARLO: Enzo quer ir comigo hoje á corrida?

ENZO: Hoje não vai dar Carlo, combinei de ver uns amigos.

CARLO: Leva eles também! (sorri) Hoje quem vencer leva o carro de quem perder.

ENZO: (sorri) Está bem, vou sim, que horas vai ser?

CARLO: Eu vou confirmar e te falo daqui a pouco.

ENZO: Está bem.

CARLO: Vou convidar Paola. (sobe as escadas).

Cena 5

Suíte de Paola

PAOLA: (está tirando a roupa).

CARLO: (entra).

PAOLA: Você não sabe bater antes de entrar!

CARLO: (olhando Paola) Eu vim te chamar para ver minha corrida hoje…

PAOLA: Hoje meu dia foi cansativo, não vou.

CARLO: (encosta Paola na parede, a beija).

PAOLA: (beija Carlos, o afasta) Para com isso!

CARLO: Não…

PAOLA: (se afasta de Carlo) Sai do meu quarto! Você não tem nada que fazer aqui.

CARLO: Por que você me trata assim?

PAOLA: Porque eu te quero bem longe de mim, você me tratou como um objeto que você exibe, usa, e guarda! Cansei disso!

CARLO:… Você tem outro?

PAOLA: Tenho! Aliás… Outros… (olhando Carlo) Eu fico com quem eu quiser, se eu olhar gostar… Eu fico.

CARLO: (da um tapa no rosto de Paola).

PAOLA: (coloca a mão no rosto, olha Carlo com raiva) Seu animal! Nunca mais encosta em mim!

CARLO: (olhando Paola) Não saia por ai feito uma vadia… Ou vai se arrepender. (sai, bate a porta).

PAOLA: (chora).

Cena 6

Mais Tarde/ Vila/Casa de Helena

BRUNO: Estava tudo uma delicia Ana Clara! Por isso as pessoas gostaram do que você preparou no restaurante!

ANA CLARA: (sorri) Obrigada, eu queria ter feito uma sobremesa, mas não deu.

BRUNO: Se você quiser eu vou comprar sorvete.

HELENA: Eu não quero sobremesa, por eu não vão os dois na sorveteria aqui perto.

BRUNO: (sorri) Você quer ir Ana Clara?

ANA CLARA: (olhando Bruno, sorri) Sim, Helena eu não demoro, venho logo para te ajudar com a louça.

HELENA: Não precisa se preocupar você já fez o jantar a louça é por minha conta.

HELENA: Está bem.

BRUNO: Até logo Helena, obrigado por tudo. (sai com Ana Clara).

Cena 7

Rua

JOSÉ: (está chegando em casa, vê Ana Clara com Bruno, sorri se aproxima) Boa noite!

ANA CLARA: Boa noite! Tudo bem?

JOSÉ: Tudo ótimo Ana Clara… Vocês estão indo ou vindo de algum lugar?

BRUNO: Estamos indo tomar sorvete, com licença.

JOSÉ: Posso ir também? Está muito quente hoje.

ANA CLARA: (olhando José, olha Bruno) Não leva a mal José, mas… Eu estava indo com Bruno…

BRUNO: (sorri, olha José) Isso mesmo… Depois você vai toma sorvete… Sozinho. (sai com Ana Clara).

JOSÉ: (da risada) Pego fácil essa Ana Clara.

Cena 8

Mansão Albuquerque

JONAS: (entra).

SUSANA: (se aproxima) Precisamos conversar Jonas, eu vou amanhã ao banco pedir um empréstimo, assim podemos manter nossa empresa.

JONAS: (olhando Susana) Não precisa Susana, eu vou vender nossa empresa para Giovanna Fiore.

SUSANA: Não! Isso nunca.

JONAS: Já acertei tudo com ela Susana, amanhã o negócio será feito.

SUSANA: (nervosa, da um tapa no rosto de Jonas, grita) Eu não vou permitir!

JONAS: (da um tapa no rosto de Susana) Nunca mais faça isso! Não quero mais a empresa e nem você! Nosso casamento acabou! (sobe as escadas).

SUSANA: (com a mão no rosto, com raiva) Isso não é possível! Maldita… Desgraçada!

VITOR: (entra, olha Susana) O que foi mamãe?…

SUSANA: (chorando) Seu pai… Vai vender nossa empresa para Giovanna… Não vamos ter mais nada meu filho… Mais nada.

VITOR: (abraça Susana) Não fica assim… Eu vou arrumar um emprego, Elis também vai, e juntos vamos vencer.

SUSANA: Não meu filho… (olha muito Vitor) Eu quero vencer de outra forma… Vingança.

Cena 9

Mansão Fiore/Sala

GIOVANNA: (entra).

PAOLA: (desce as escadas).

GIOVANNA: (a olha) Como está a mamma?

PAOLA: (sorri) Ótima! O médico disse que ela está se recuperando.

GIOVANNA: (sorri) Que boa notícia!

PAOLA: (olhando Giovanna) Eu também tenho uma má notícia…

GIOVANNA: Mais uma?… Hoje meu dia foi cheio de más notícias… Fala.

PAOLA: Nosso primo Vitório… Está aqui em casa.

GIOVANNA: O que? Mas o que ele está fazendo aqui?

PAOLA: Babbo te explica sorella (“irmã”), agora tenho que sair beijos. (sai).

GIOVANNA: (sobe as escadas).

Suíte de Luigi e Doménica

DOMÉNICA: (está dormindo).

LUIGI: (está lendo).

GIOVANNA: (entra, sorri, fala baixo) Oi, tudo bem?

LUIGI: (sorri, fala baixo) Sim, vamos conversar no seu quarto. (beija a testa de Doménica, sai com Giovanna).

Suite de Giovanna

GIOVANNA: (entra com Luigi) Babbo fiquei muito feliz em saber sobre a mamma!

LUIGI: (sorri) E eu então meu anjo… Senti um alivio enorme, agora sim vou poder voltar a trabalhar em paz.

GIOVANNA: (olhando Luigi) Babbo… Tenho algumas coisas desagradáveis para te falar…

LUIGI: Minha filha… Nada é mais desagradável do que ter Vitório nessa casa…

GIOVANNA: Já soube… Depois quero falar disso com certeza, mas agora tenho que te contar… Eu demiti um funcionário hoje, ele era chefe de produção e não sei como ele deixou distribuir nos mercados, nossos produtos com data de validade vencida.

LUIGI: Você fez muito bem minha filha, eu faria o mesmo.

GIOVANNA: (olhando Luigi) A outra coisa é que… Enrico nosso novo contador, descobriu que há seis meses estão nos roubando.

LUIGI: (olhando Giovanna) Quem está nos roubando e como isso chegou tão longe?

GIOVANNA: Acredito que quem roubou foi o nosso antigo contador, ele aproveitou que você e eu não estávamos e nos roubou.

LUIGI: Desgraçado! Ele vai ter que devolver cada centavo!

GIOVANNA: E ir para a cadeia que é lugar de ladrão, mas deixa isso comigo babbo, eu mesma vou atrás desse sujeito.

LUIGI: Leve Carlo com você, não quero que corra perigo meu anjo.

GIOVANNA: (sorri) Pode deixar babbo, sei me cuidar… Agora me fala… O que Vitório veio fazer aqui? (olhando Luigi).

Cena 10

Local Escolhido para a corrida

CARLO: (está bebendo).

ENZO: (se aproxima) Carlo, é melhor você parar, vai correr daqui a pouco.

CARLO: Só bebi essa… É culpa da Paola, que me deixou nervoso!

ENZO: Relaxa Carlo, e se acalma.

MOÇA: (se aproxima de Carlo, coloca a mão no ombro dele) Carlo, a corrida vai começar. (sorri).

CARLO: (vira o copo de bebida, toma tudo) Vamos lá. (vai até seu carro, entra).

ENZO: (se aproxima) Arrebenta Carlo!

CARLO: (sorri) Vou vencer e nós vamos beber e pegar quantas mulheres tiver!

ENZO: (da risada) Só quero ver! (se afasta).

CARLO: (começa a lembrar de Paola, dos momentos com ela, se lembra da briga que teve com ela, fecha os olhos, o competidor fica ao lado de Carlo, esperam o sinal da largada).

ENZO: (vai assistir a corrida).

CARLO: (o sinal de largada é dado, Carlo sai em primeiro lugar, está indo muito rápido, fazendo curvas arriscadas).

ENZO: (vendo a corrida, preocupado).

CARLO: (está quase na chegada, faz uma curva, o carro perde o controle, capota quatro vezes).

ENZO: (sai correndo, vai até o carro de Carlo, preocupado) Carlo! (a equipe que trabalha com Carlo se aproxima).

CARLO: (perde os sentidos por alguns segundos, abre os olhos, sai do carro pela janela, se deita no chão).

ENZO: Você está bem?

CARLO: Não… Perdi a corrida.

ENZO: Você se machucou muito?

CARLO: O braço… Não estou sentindo o braço… Mas assim quero ir beber e ficar com quantas mulheres tiver…

ENZO: Só depois que você for examinado.

CARLO: (fecha os olhos).

Cena 11

Vila/Praça

ANA CLARA: (está sentada na praça).

JOSÉ: (olhando pela janela do seu quarto, vê Ana Clara sozinha, sorri) Aquele idiota deixou ela sozinha… Vou lá.

ANA CLARA: (olhando o movimento).

JOSÉ: (se senta ao lado de Ana Clara, sorri) Oi.

ANA CLARA: Oi. (sorri).

JOSÉ: Por que você está aqui sozinha?

ANA CLARA: Eu gosto de ficar sozinha as vezes, voltei da sorveteria com o Bruno e quis ficar aqui.

JOSÉ: E eu irmão deixou uma mulher linda como você aqui sozinha? Eu faria como estou fazendo agora, me sentaria ao seu lado para te fazer companhia.

ANA CLARA: (sorri) Vocês são diferentes, Bruno é mais comportado, já você…

JOSÉ: (sorri) Eu…

ANA CLARA: É mais atirado. (da risada).

JOSÉ: (da risada) Sou mesmo, nunca gostei de perder tempo, se tenho vontade vou lá e faço… Você prefere qual personalidade, a minha ou do meu irmão?

ANA CLARA: Os dois são legais, não tenho porque escolher o melhor.

JOSÉ: Meu irmão já te beijou?

ANA CLARA: (olha muito José) Não, nós somos amigos.

JOSÉ: (sorri, olhando Ana Clara) Que bom.

ANA CLARA: Por quê?

JOSÉ: Porque eu não quero ser seu amigo. (beija Ana Clara).

Cena 12

Mansão Fiore/Corredor

GIOVANNA: (está saindo de sua suíte).

VITÓRIO: (sai de seu quarto, a olha sorri) Giovanna… Como vai?

GIOVANNA: (olha altiva para Vitório) Presta atenção porque só vou falar uma vez.

VITÓRIO: (cruza os braços, prestando atenção em Giovanna, com um ar sínico).

GIOVANNA: Eu não vou permitir que você atormente o meu pai com essa história mal contada de herança! Você vai sair dessa casa que nunca te pertenceu! E não vai ter nada da empresa! Se você insistir nisso, vai se ver comigo!

VITÓRIO: (treme a mão para Giovanna) Fiquei com medo prima! (da risada, a olha) Nada e nem ninguém vai me tirar daqui, e nem vai me impedir de pegar o que e meu.

GIOVANNA: Nada é seu você é como seu pai… Um monte de lixo! Não vai usufruir do que meu pai e minha mãe lutaram para ter!

VITORIO: (sério) Lixo?… (sorri, se aproxima de Giovanna, fala no ouvido dela) Que eu me lembre… Fui eu que te descartei… Eu te joguei no lixo. (sorri olhando Giovanna).

GIOVANNA: (da um tapa no rosto de Vitório, com raiva) Se é guerra que você quer, é guerra que você vai ter!

VITÓRIO: (com a mão no rosto, olhando Giovanna).

Fim do Capítulo 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s