Reviva: Relembre os “quem matou” na obra de Gilberto Braga – 105ª edição

Perto do fim de “Babilônia”, o autor, Gilberto Braga, presenteia o público com mais um “quem matou”, já uma tradição em suas novelas. Murilo, o gigolozinho da novela, vivido por Bruno Gagliasso, é a vítima da vez. A solução do mistério – que tem a intenção de aguçar a curiosidade do público nesta reta final da trama – será revelada apenas no último capítulo, em 28 de agosto. Vários são os suspeitos. Antes disso, relembre os “quem matou” na obra de Gilberto Braga!

Quem matou Miguel Fragonard? (Raul Cortez em “Água Viva”, 1980): O primeiro mistério criado por Gilberto Braga. O cirurgião plástico morreu com um tiro e o principal suspeito era seu irmão Nelson (Reginaldo Faria), com quem não se dava. No último capítulo, foi revelado que o assassino era Kleber (José Lewgoy), administrador dos bens da família Fragonard, que havia roubado Nelson e fora descoberto por Miguel. Kleber acabou preso e escreveu suas memórias na cadeia

Quem matou Olivério? (Arthur da Costa Filho na minissérie “Anos Dourados”, 1986): O jovem Marcos (Felipe Camargo) era o principal suspeito da morte do gerente da boate. Na noite anterior ao crime, Marcos havia discutido com Olivério, que se negara a emprestar-lhe dinheiro. Ao final descobriu-se que tudo era uma armação para incriminar o rapaz, arquitetada pelo Dr. Carneiro (Cláudio Corrêa e Castro), que não aceitava o namoro dele com sua filha, Lurdinha (Malu Mader). Olivério também vinha chantageando Carneiro, pois tinha em seu poder fotos comprometedoras do médico com uma amante, funcionária de sua boate. Ao ser descoberto, Carneiro suicidou-se antes de ser preso.

Quem matou Odete Roitman? (Beatriz Segall em “Vale Tudo”, 1988-1989): O mais famoso dos “quem matou” da história das nossas novelas. A megera morreu faltando poucos capítulos para o fim da trama. E por acidente. Leila (Cássia Kiss) matou Odete a tiros, achando que estava atirando em Fátima (Glória Pires), que estava tendo um caso com seu marido, Marco Aurélio (Reginaldo Faria). No final, a família foge do país com dinheiro de Odete, na famosa cena em que Marco Aurélio manda uma banana para o Brasil

Quem matou Otacílio Martins Fraga? (Paulo José na minissérie “Labirinto”, 1998): O empresário foi morto no primeiro capítulo, durante uma festa de réveillon. O suposto assassino, Ricardo Velasco (Antônio Fagundes) – amante da mulher de Otacílio, Leonor (Betty Faria) – fez com que a culpa recaísse sobre jovem André (Fábio Assunção), funcionário na empresa de Otacílio, que conseguiu fugir e iniciou uma luta para provar sua inocência. Ao final, revelou-se que o criminoso era o próprio filho do morto, Júnior (Marcelo Serrado), que sempre fora menosprezado pelo pai

Quem matou o Barão Henrique Sobral? (Reginaldo Faria em “Força de um Desejo”, 2000): O principal suspeito era o filho do barão, Inácio (Fábio Assunção), que estava tendo um caso com sua madrasta, Ester (Malu Mader). O assassinato tinha ligação com outros três crimes. Bárbara Ventura (Denise Del Vecchio) matou a Baronesa Helena (Sônia Braga), ex-mulher do barão, por ciúmes, já que ela havia sido a paixão da vida de seu marido, Higino (Paulo Betti). Quando o médico Xavier (Nelson Dantas) diagnosticou a morte, Bárbara o matou também. Depois a assassina se confessou com o padre Olinto (Abrahão Farc). Arrependida da confissão, matou o padre. Por fim, ela assassinou o barão, que descobriu a trama toda. Bárbara acabou louca num manicômio

Quem matou Lineu Vasconcellos? (Hugo Carvana em “Celebridade”, 2004): O rico empresário foi morto ao final da novela e o assassino foi o suspeito mais óbvio: a vilã Laura (Cláudia Abreu). Ela estava negociando com ele a entrega dos documentos que comprovavam o roubo da música ?Musa do Verão? e que ela vinha usando para destruir Maria Clara Diniz (Malu Mader), amiga dele. Enquanto discutiam, Lineu recebeu em mãos os documentos que haviam sido roubados por um empregado seu. Laura, desesperada por ter perdido a sustentação de tudo que havia conseguido, disparou um tiro contra o empresário. Ela confessou o crime antes de morrer, após ter sido baleada por Renato Mendes (Fábio Assunção), no último capítulo.

Quem matou Taís? (Alessandra Negrini em “Paraíso Tropical”, 2007): A gêmea má da novela foi morta porque sabia demais. Ela descobriu o plano do vilão Olavo (Wagner Moura) de se apoderar da fortuna de Antenor Cavalcanti (Tony Ramos). Olavo descobrira que seu irmão Ivan (Bruno Gagliasso) era filho de Antenor e pretendia usurpar-lhe a herança. Taís propôs participação no dinheiro que Olavo iria levar, mas acabou morta por ele: dopada, ele a abandonou num ambiente com o gás aberto. No final, ao saber da trama de Olavo, Ivan atirou nele e acabou também baleado. Os dois morreram.

Quem matou Norma (Glória Pires em “Insensato Coração”, 2011): Norma empreendia uma vingança ferrenha contra o vilão Léo (Gabriel Braga Nunes). Fazia dele gato e sapato e o ameaçava entregar à polícia, por todos os seus crimes. A mãe dele, Wanda (Natália do Valle), não aguentou mais ver o filho humilhado, na iminência de ser preso, e matou Norma. No último capítulo, após a confissão, Wanda foi parar numa clínica psiquiátrica. Mas Norma foi precavida: antes de morrer, orientou a secretária Jandira (Cristina Galvão) a entregar Léo ao empresário Cortez (Herson Capri) que, a essa altura, estava preso, por causa do bandido. Léo também foi para a cadeia e Cortez tratou pessoalmente de sua morte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s