Descaminhos – capítulo 13


11774386_666390326831582_265096495_n


 Descaminhos

Novela de Débora Costa


Capítulo 13

Personagens

Luigi Fiore

Giovanna Fiore

Enrico Salvatore

Paola Fiore

Carlo Mantovani

Mirella Fiore

Vitor Albuquerque

Elis Albuquerque

Jonas Albuquerque

Isaque Munhoz

Susana Albuquerque

José Almeida

Ana Clara Carvalho

Bruno Almeida

Nice Almeida

Silvio Almeida

Helena

Vitório Fiore

Doménica Fiore

PARTICIPAÇÕES:

Sérgio Medeiros – Investigador

Augusto Lopez – Delegado

Rafael Almeida – Policia Militar 



Cena 1

Mansão Fiore/Jardim

GIOVANNA: (olhando Vitório com raiva) Sai daqui!

VITÓRIO: Falando assim o seu amiguinho vai achar você sem educação prima.

ENRICO: Vitório… Você está sendo desagradável e está nos atrapalhando.

VITÓRIO: (sorri, cruza os braços) Olha, já está assim… Achando que pode falar como quer comigo só porque está transando com Giovanna.

GIOVANNA: (dá um tapa no rosto de Vitório) Você não tem direito de falar assim! Você é baixo!

VITÓRIO: (com a mão no rosto, olha Giovanna com raiva) Você não deveria ter feito isso… Quer se mostrar ao imbecil que está com você? É isso? (dá risada) Enrico, Giovanna é a pessoa mais fácil que conheci, foi moleza levar ela para a cama.

ENRICO: Eu acho melhor você calar a boca e sair daqui, ou eu não respondo por mim.

VITÓRIO: É sério isso? (dá risada) Gi você tirou esse palhaço de qual circo?

GIOVANNA: Não me chama de Gi! Quer ficar aqui no jardim, fica! Vamos Enrico… Vamos dar uma volta. (vai saindo).

VITÓRIO: (segura Giovanna pelo braço, a olha) Depois de tudo que aconteceu por sua causa você deve estar muito excitada, eu acho que ele não vai dar conta, então vem passar a noite comigo hoje. (sorri).

ENRICO: (da um soco em Vitório, está bravo) Eu mandei você parar!

VITÓRIO: (revida o soco, sorri) Eu vou adorar te quebrar todo, faz tempo que eu não mando um babaca para o hospital.

GIOVANNA: Vitório para com isso!

LUIGI: (estava de saída, ouve a voz de Giovanna, vai em direção do jardim).

VITÓRIO: (bate em Enrico, da risada) Você é fraco.

GIOVANNA: (entra na frente de Vitório, o encara) Eu mandei você parar! Qual é a sua hein!

VITÓRIO: (olhando Giovanna) Eu vou acabar com você… (sorri) E se não sair da minha frente… Vai acabar se machucando…

LUIGI: (se aproxima) Se você encostar um dedo na minha filha, eu acabo com a sua vida.

GIOVANNA: (ajuda Enrico se levantar).

VITÓRIO: (sorri olhando Luigi) Você gosta muito dela não é… Assim como meu pai gostava de mim… Só que eu nunca menti para meu pai, já a sua filha tão amada… Esconde uma coisa de você.

GIOVANNA: (olha muito Vitório) Para com isso…

LUIGI: (olhando Vitório) Nada o que você disser vai importar para mim, aliás, não quero nem te ouvir… Giovanna leva Enrico para dentro, e você Vitório… Quero você fora da minha casa, amanhã não te quero aqui.

VITÓRIO: Essa casa também é minha! Não vou sair! E amanhã vou até a empresa! Exijo que vocês estejam presentes porque vou provar que tudo o que vocês tem pertence a mim também!

LUIGI: Faça isso, estou louco para ver que tipo de provas você tem.

GIOVANNA: (vai entrando com Enrico).

VITÓRIO: (sorri) Tio… Não quer mesmo saber o podre da sua filha?…

GIOVANNA: (olhando Luigi).

LUIGI: (olha Giovanna) Não… (entra).

GIOVANNA: (olha Vitório com raiva, entra com Enrico).

VITÓRIO: (começa a dar risada) Eu vou transformar a vida de vocês num inferno…

Balada

ENZO: (está sentado, pensativo).

MOÇA: (se aproxima, sorri) Enzo vem dançar!

ENZO: Não estou a fim…

MOÇA: (se senta ao lado de Enzo) Aconteceu alguma coisa?…

ENZO: Eu queria falar com a Elis…

MOÇA: Eu a vi agora pouco, antes de vir para cá passei no velório do pai dela, está sendo aqui perto.

ENZO: (olha a moça) Como ela está?

MOÇA: Está triste claro, mas conformada, o irmão e a mãe dela estão mais acabados.

ENZO: Você pode me ajudar a falar com ela, eu vou até lá com você, mas não entro você sim, daí você dá um jeito de fazer a Elis sair e eu falo com ela, você faria isso por mim?

MOÇA: (sorri, acaricia o rosto de Enzo) Claro que faço Enzo.

ENZO: (abraça a moça) Obrigado gatinha! Vamos até lá!

Vila/Casa de José/Quarto de José

ANA CLARA: (está na cama com José o beijando, o olha sorri) Eu não esperava encontrar um amor assim que chegasse aqui…

JOSÉ: (sorri) Amor?…

ANA CLARA: (sorri) Sim… Eu gosto muito de você, desde o início você chamou a minha atenção.

JOSÉ: E você a minha… Você é tão linda… (acaricia o rosto de Ana Clara, a beija).

ANA CLARA: (beijando José).

JOSÉ: (a olha sorri) Mas acho que é cedo para falar de amor…

ANA CLARA: (olhando José)… Como assim?

JOSÉ: Estamos nos conhecendo… Só isso.

ANA CLARA: (fica com vontade de chorar) Eu não acredito no que estou ouvindo! Você… Como você pode falar assim depois do que acabamos de fazer!

JOSÉ: Para fazer o que acabamos de fazer não precisamos nos amar, basta ter vontade…

ANA CLARA: (da um tapa no rosto de José, se levanta, está brava, com vontade de chorar, começa a se arrumar) Eu deveria ter ouvido a Helena! Ela tinha me falado o tipo que você era mas eu não dei atenção!

JOSÉ: (se levanta) Fica calma… A noite não precisa terminar assim Ana Clara.

ANA CLARA: Você é muito sínico! (chora).

JOSÉ: (olhando Ana Clara, se aproxima) Ana Clara… Calma… Eu não disse nada demais…

ANA CLARA: (olha muito José)… Como não?… Eu disse que te amo e você diz que estamos nos conhecendo…

JOSÉ: E é verdade…

ANA CLARA: Você e eu… Não vamos ficar juntos?

JOSÉ: (olhando Ana Clara, pensativo)… Eu fico agradecido por seu sentimento por mim… Mas eu não te amo…

ANA CLARA: (da um tapa no rosto de José, está com raiva, as lágrimas escorrem) Nunca mais eu quero falar com você! (sai chorando).

JOSÉ:… Desculpa Ana Clara… Mas Paola é rica… (se senta).

Sala

BRUNO: (entra).

ANA CLARA: (vem chorando).

BRUNO: Ana Clara, o que aconteceu?

ANA CLARA: (olha muito Bruno)… Aconteceu que eu sou uma idiota Bruno… (sai).

BRUNO: (pensativo).

Casa de Helena/sala

HELENA: (está vendo TV).

ANA CLARA: (entra, encosta na porta chora).

HELENA: (desliga a TV, se levanta, se aproxima de Ana Clara) O que foi?…

ANA CLARA: (abraça Helena, chora) Você estava certa…

HELENA:… Sinto muito…

Mansão Fiore/Suíte de Giovanna

GIOVANNA: (está fazendo curativo na testa de Enrico)… Eu estou tão constrangida pelo o que aconteceu…

ENRICO: Não se preocupa… Eu estou bem.

GIOVANNA: (olha Enrico) Mas eu não… Tudo que ele disse é mentira, eu te contei que namorei Vitório, mas não foi como ele contou.

ENRICO: Nada disso me importa. (segura a mão de Giovanna, a olha) Eu queria ter te defendido mais, eu te devo desculpa.

GIOVANNA: (sorri) Você enfrentou Vitório, poucas pessoas fazem isso…

ENRICO: Descobri porque, ele sabe lutar… (sorri).

GIOVANNA: (sorri, beija Enrico).

LUIGI: (entra) Pelo visto Enrico está muito bem e já pode ir embora.

GIOVANNA: Babbo!

ENRICO: (sorri, se levanta) O senhor tem razão… (olha Giovanna) Até amanhã…

GIOVANNA: (sorri) Até amanhã…

ENRICO: (sai).

LUIGI:… Não gostei de ver ele aqui te beijando…

GIOVANNA: (sorri) Ciúmes?

LUIGI: (sorri) Pode ser…

GIOVANNA: (abraça Luigi) Você é meu amor babbo.

LUIGI: (sorri) Agora sim… (olha Giovanna, sério) Minha filha… Eu preciso falar com você. (se senta na cama de Giovanna).

GIOVANNA: (se senta ao lado de Luigi, o olha) Sobre o que?

LUIGI: (olhando Giovanna) Vitório não diria que você menti para mim sem ter certeza do que estava falando…

GIOVANNA:… Não quero falar sobre isso.

LUIGI: Minha filha… Seja lá o que for, eu prefiro saber de você do que de Vitório… Conta pra mim o que está escondendo…

GIOVANNA: (abaixa a cabeça) Hoje não… Depois.

LUIGI: Amanhã… Quero saber amanhã pela manhã… Tudo bem?

GIOVANNA: (olha Luigi) Eu não quero te contar…

LUIGI: Mas Vitório quer…

GIOVANNA: (as lagrimas escorrem).

LUIGI: (olhando Giovanna)… É algo grave não é? O que você fez?

GIOVANNA: (olhando Luigi, se levanta) Não quero falar!

LUIGI: Eu vou perguntar á Vitório.

GIOVANNA: (chora)… Para com isso, por favor…

LUIGI: (se aproxima de Giovanna) Filha… Por que você está assim? Conta pra mim…

GIOVANNA: (olha muito Luigi, as lagrimas escorrem) Você não vai desistir não é?…

LUIGI: Não… Me conta, que mentira é essa que Vitório falou?

GIOVANNA: (olhando Luigi).

Rua

ALANIS: (está em seu carro).

VITÓRIO: (entra no carro, sorri, beija Alanis).

ALANIS: (beijando Vitório, o olha sorri) Achei que você também não viria me ver.

VITÓRIO: O velho só não veio porque eu briguei com Giovanna.

ALANIS: Ele me ligou e disse que tinha um assunto de família para resolver.

VITORIO: (sorri) O bom é que agora nós vamos nos divertir… (a beija com vontade).

ALANIS: (beijando Vitório, sorri) Você me deve muita diversão sabia.

VITÓRIO: Vou pagar com juros… (sorri).

Velório de Jonas

ELIS: (está com Manuella)… A imprensa está lá fora… Mamãe está louca para falar o que aconteceu.

MANUELLA: Eu no lugar dela falaria tudo! Acabaria com a reputação da Giovanna.

ELIS: A mamãe que vai sair prejudicada… A mulher traída e falida que esta jogando a culpa em Giovanna Fiore, até já sei.

MOÇA: (se aproxima de Elis) Elis… Eu preciso falar com você.

ELIS: Aconteceu alguma coisa?

MOÇA: Não, mas é que prefiro falar lá fora… Você pode vir comigo?

ELIS: Claro. (vai com a moça).

Lado de fora do velório

MOÇA: (olha Elis) Tenho uma surpresa para você.

ENZO: (se aproxima) Oi…

ELIS: Você está louco! Se a minha mãe te vê aqui!

ENZO: Calma… Preciso te falar uma coisa boa.

ELIS: Melhor não Enzo…

ENZO: Por favor… Não vou demorar.

ELIS: Está bem, mas rápido, minha mãe vai surtar se nos ver juntos.

ENZO: (olhando Elis) O meu pai disse que vai te ajudar…

ELIS: Ajudar como?

ENZO: Eu disse a ele que gosto muito de você… Que te amo… E ele disse que ajuda com quanto for para que você abra um negócio contanto que eu te ajude.

ELIS: (olha muito Enzo) É sério isso?

ENZO: (sorri) Sim… Você escolhe o negócio e ele dá o dinheiro.

ELIS: (sorri) Poxa… Obrigada Enzo… Eu vou pensar no negócio para nós.

ENZO: (olhando Elis) Eu te amo…

ELIS: (olhando Enzo, sorri) Eu também te amo… (beija Enzo).

ENZO: (beijando Elis).

ELIS: Agora eu preciso voltar depois nos falamos. (entra).

ENZO: (fica feliz).

Mansão Fiore/Suíte de Giovanna

LUIGI: Estou esperando Giovanna…

GIOVANNA: Eu namorava Vitório, você deve se lembrar… E… (não consegue falar, fica com vontade de chorar) Babbo… Não quero te contar.

LUIGI: Para de agir feito criança e me conta!…

GIOVANNA: (olha Luigi) Eu fiquei grávida…

LUIGI: (olhando Giovanna, se senta)… Grávida?…

GIOVANNA: Sim… Mas nem eu e nem Vitório queríamos ter o bebê… (as lagrimas escorrem).

LUIGI: (fecha os olhos)… Não sei se quero ouvir mais.

GIOVANNA: Eu era muito jovem…

LUIGI: Você poderia ter me contado… (olha Giovanna) Mesmo sendo filho de Vitório que eu odeio mais do que qualquer coisa no mundo, era meu neto! Eu ficaria muito feliz, ainda mais sendo um filho seu.

GIOVANNA: (chora).

LUIGI: (se levanta abraça Giovanna)… Não fica assim filha… Embora eu esteja triste… Está tudo bem… Você pode ter outro filho.

GIOVANNA: (abraçada, fecha os olhos) Vitório estava me ameaçando com isso, eu tive que deixa-lo entrar na nossa empresa com medo que ele te contasse… (olha muito Luigi) Você me perdoa?…

LUIGI: (olhando Giovanna) Filha eu não tenho o que perdoar… Como falei eu lamento muito que você não tenha me contado… Eu ficaria muito feliz… Sua Mamma sabe?

GIOVANNA: Sabe… Eu pedi que ela guardasse segredo.

LUIGI: Bem… Agora vou te deixar descansar agora… (beija o rosto de Giovanna, a olha) Você deveria ter confiado em mim… (sai).

GIOVANNA: (pensativa, enxuga as lágrimas, sorri) Agora você não tem mais nada contra mim Vitório…

No Dia Seguinte…

Ind. Alimentícia Fiore

CARLO: (entra).

ISAQUE: (se aproxima) Bom dia Carlo, eu achei que você ficaria mais tempo se recuperando em casa.

CARLO: Eu não consigo ficar parado, meu braço já está bem melhor, ontem até já fui treinar. (sorri).

ISAQUE: (sorri) Fico feliz por você.

JOSÉ: (entra) Bom dia.

CARLO: Bom dia…

JOSÉ: Luigi não virá hoje e me pediu para receber o dono do supermercado na sala dele.

CARLO: (olhando José) Não precisa, eu faço isso.

JOSÉ: (olhando Carlo, sorri) Você não entendeu… Luigi Fiore, para quem eu trabalho diretamente me pediu isso e eu vou fazer, com licença. (entra no elevador).

CARLO: (fica sério) Eu não suporto esse sujeito!

ISAQUE: Cuidado ou ele vai roubar o seu lugar na empresa e na família…

CARLO: (olha Isaque) Como assim?

ISAQUE:… Paola… Ela veio aqui ontem buscar José e… Eu os vi aos beijos ai na entrada.

CARLO: (fica com raiva) Eu não acredito nas coisas que Paola está fazendo… E esse sujeito me paga!

Mansão Fiore/Sala

MIRELLA: (está estudando).

PAOLA: (entra, está cansada, sorri) Bom dia Mirella!

MIRELLA: (olha Paola sorri) Bom dia… É impressão minha ou você está chegando agora?

PAOLA: Estou e preciso urgente da minha cama! Dancei a noite toda! E tenho uma novidade! (sorri) Me convidaram para participar de um filme! (da risada) Depois te conto. (sobe as escadas).

MIRELLA: (sorri) Essa Paola… (volta a estudar).

Suíte de Doménica e Luigi

DOMÉNICA: (está terminando de se arrumar).

LUIGI: (está sentado na cama triste).

DOMÉNICA: (olha Luigi) Amore… O que você tem?

LUIGI: (olha Doménica)… A Giovanna me contou sobre o aborto dela…

DOMÉNICA: Ela contou… Por quê?

LUIGI: Porque Vitório ameaçou me contar ontem e eu preferi saber dela que segredo era esse.

DOMÉNICA: Claro… Ela jamais te contaria se não fosse por beneficio próprio…

LUIGI: Não fala assim dela Doménica, mesmo porque você também me escondeu isso.

DOMÉNICA: (olhando Luigi) Tem razão… Giovanna te contou metade do segredo… E eu acho que ela não merece que eu guarde a outra parte…

LUIGI: Como assim outra parte?…

DOMÉNICA: Giovanna passou muito mal á noite e me chamou e só por isso me contou sobre o aborto… Daí eu a levei em um bom médico… E lá Giovanna teve que fazer uma operação de urgência ou ela poderia morrer.

LUIGI: (olhando Doménica) Dio… Que operação?

DOMÉNICA:… Giovanna teve que remover o útero… Por causa da maldade dela, nunca mais Giovanna poderá ser mãe.

LUIGI: (leva um choque).

Fim do Capítulo



Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s