Vamos Recordar? Anjo Mau (1997)

ANJO MAU – 2ª VERSÃO

Remake deu nova vida à personagem Nice, a ambiciosa babá que faz qualquer coisa para conquistar seu amado.

TRAMA PRINCIPAL

Anjo Mau é uma adaptação da novela homônima escrita por Cassiano Gabus Mendes e exibida pela TV Globo em 1976. Diferentemente da versão original, que se passava no Rio de Janeiro, o remake tem São Paulo como cenário.

A novela traz como protagonista e personagem-título a ambiciosa e dissimulada Nice (Gloria Pires), cujo lado obscuro só é conhecido pelo telespectador. Filha adotiva de Augusto (Cláudio Corrêa e Castro) e Alzira (Regina Dourado), ela busca ascensão social a qualquer custo. A mãe, uma mulher amargurada, é a única capaz de perceber a perversidade da filha, mantendo-se sempre atenta a seus passos.

Inconformada com sua vida, que considera medíocre e sem perspectivas, Nice se enche de esperança quando surge uma oportunidade de trabalho na mansão dos Medeiros, onde seu pai é motorista há anos. Ela aceita a vaga de babá do filho de Stela (Maria Padilha) e logo percebe em Rodrigo (Kadu Moliterno), irmão da patroa, uma saída para seus problemas. Nice decide conquistá-lo, apesar de ele ser noivo de Paula (Alessandra Negrini), e passa por cima de todos para atingir seu objetivo; mas se apaixona de verdade.

Nice acaba fazendo Rodrigo descobrir o romance de Paula com seu próprio irmão, o bon vivant Ricardo (Leonardo Brício). Arrasado, Rodrigo se torna um homem insensível, que não mais acredita nas mulheres. Para se vingar da ex-noiva, ele passa a sair com Nice, mas logo se sente culpado por estar usando a empregada. Desolado, começa a se relacionar também com Lígia (Lavínia Vlasak), que pertence à sua classe social e é apaixonada por ele desde menina. Mas Luiz Carlos (Márcio Garcia), irmão de Nice, também se envolve com a moça, e torna-se a maior arma da babá para tirá-la do caminho de Rodrigo.

Enquanto isso, o mecânico Julio (Luciano Szafir), ex-namorado de Nice, sofre por seu amor. Bonito e charmoso, ele atrai todos os tipos de mulheres, mas só tem olhos para a amada, cujo carinho passa a novela toda mendigando, em vão.

No decorrer da trama, Nice descobre que é filha biológica de Alzira, fruto de um estupro. Depois de tê-la abandonado em um orfanato, Alzira se arrependeu e buscou a criança, sem nunca revelar seu segredo a ninguém. Mas a mãe nunca conseguiu amar a filha, mal escondendo sua rejeição ao longo de todos aqueles anos.

Nice finalmente consegue se casar com Rodrigo e engravida. O parto, porém, não é tranquilo, e a ex-babá, com graves complicações de saúde, fica à beira da morte. No leito do hospital, ela recebe a visita de Alzira, que pede desculpas à filha por tê-la rejeitado, e de Rodrigo, que declara seu amor e implora que ela não o abandone sozinho com o filho. Mas Nice desfalece e entra em coma, deixando o marido desesperado.

Tempos depois, Nice reaparece na casa de Rodrigo, durante um jantar que reúne toda a família Medeiros. Todos ficam muito surpresos com sua chegada, e a ex-babá diz que vai embora com seu filho para se conhecer melhor e resgatar a pessoa boa que ela sabia que era.

A novela termina quando Nice, com seu bebê nos braços, tem uma grande surpresa ao encontrar Rodrigo no mesmo avião em que vai viajar. Na última cena, os dois brindam ao começo de uma nova vida.

PRODUÇÃO

Anjo Mau foi gravada na Central Globo de Produção, o Projac, no Rio de Janeiro; e em diversas locações da capital paulista, como o clube Hebraica e a Fundação Oscar Americano.

O hall e o bar da Fundação Armando Alvares Penteado (Faap), em São Paulo, serviram de cenário para o núcleo jovem da trama, formado, entre outros, por Vivian (Taís Araújo), Simone (Samara Felippo), Bruno (Emilio Orciollo Netto) e Helena (Bel Kutner), todos estudantes ligados à moda e à arte. No Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM), no Parque do Ibirapuera, foram gravados muitos encontros de Ricardo (Leonardo Brício) e Paula (Alessandra Negrini).

CURIOSIDADES

Anjo Mau marcou duas importantes estreias: a do diretor Carlos Manga em novelas, depois de 50 anos de carreira, e a da autora Maria Adelaide Amaral que, pela primeira vez, assinava uma novela sozinha, após colaborar com Cassiano Gabus Mendes eSilvio de Abreu em outras produções.

Maria Adelaide Amaral fez muitas modificações na história, e criou novos núcleos e personagens para adequar a trama ao ritmo e à linguagem das telenovelas do final da década de 1990.

Gloria Pires e Cláudio Correa e Castro em cena de Anjo Mau

Os nomes de alguns personagens foram trocados no remake. O patriarca da família Medeiros se chamava Edmundo na versão original, tendo sido rebatizado de Eduardo na nova versão.

Alguns atores estiveram presentes nas duas versões de Anjo Mau. Átila Iório viveu o mesmo personagem nas duas produções, só que, na primeira versão, ele se chamava Onias, e, na segunda, Josias.

Assim como na novela exibida em 1976, o casal Stela (Maria Padilha) e Tadeu (Daniel Dantas) foi um sucesso. No original, os dois foram interpretados por Pepita Rodrigues e Osmar Prado, sendo que o personagem Tadeu se chamava Getúlio.

Maria Padilha em Anjo Mau

Susana Vieira, a Nice da versão original, fez uma participação especial no último capítulo, como a nova babá contratada pelos Medeiros.

Na primeira versão de Anjo Mau, Nice morre no parto. Maria Adelaide Amaral, autora do remake, já havia decidido que não a mataria – muitos telespectadores se manifestaram contra a morte da personagem –, mas chegou a pensar em escrever para a babá um final semelhante ao da personagem Nora, da peça Casa de Bonecas, de Henrik Ibsen: ela iria embora sozinha. O desejo do público, porém, falou mais alto, e Nice terminou ao lado de Rodrigo.

O ator Mauro Mendonça, intérprete do personagem Rui Novaes, teve de aprender a jogar golfe para atuar na novela.

Anjo Mau foi reapresentada no ano de 2003, em Vale a Pena ver de Novo.

A novela foi vendida para cerca de 30 países, entre eles Bolívia, Estônia, França, Rússia, Senegal e Venezuela.

Os saudosos Claudio Correa e Castro e Regina Dourado em Anjo mau

TRILHA SONORA

A canção Meu Mundo e Nada Mais, de Guilherme Arantes, tema de Rodrigo (Kadu Moliterno), também integrou a trilha sonora da versão original da novela, exibida em 1976. A música era tema do mesmo personagem, na época interpretado por José Wilker.

Nacional


Ser Igual é Legal – Tema de Vivian
Compositores: Carlos Careca/ Adriano Sátiro
Intérprete: Vânia Abreu

Cruzando Raios – Tema de abertura
Compositores: Orlando Morais e Tony Costa
Intérprete: Orlando Moraes

Sonhos Não São Impossíveis – Tema de Paula
Compositores: Curi/ Márcio Monteiro
Intérprete: Adriana

Hiper Conectividade – Tema de Luís Carlos
Compositores: Lulu Santos
Intérprete: Lulu Santos

Ai Mouraria – Tema de Américo
Compositores: Amadeu Do Vale/ Frederico Valério
Intérprete: Roberto Leal

Meu Mundo e Nada Mais – Tema de Rodrigo
Compositores: Guilherme Arantes
Intérprete: Guilherme Arantes

Menina Moça – Tema de Simone
Compositores: Tito Madi/Luiz Antônio
Intérprete: Miltinho e Luiz Melodia

Um Amor, Um Lugar – Tema de Helena
Compositores: Herbert Vianna
Intérprete: Fernanda Abreu e Herbert Vianna
 
O Sonho Acabou – Tema de Fred e Goreti
Compositores: Arthur Kent / Sylvia Dee/ Ronaldo Bastos
Intérprete: Roupa Nova

Estrela do meu Céu – Tema de Júlio
Compositores: Cláudio Goldman
Intérprete: Cláudio Goldman

Un Jour Tu Verras – Tema de Clô
Compositores: Marcel Mouloudji/ Georges Van Parys
Intérprete: Maysa

A História de Lili Brown – Tema de Ricardo
Compositores: Chico Buarque/ Edu Lobo
Intérprete: Leila Pinheiro

Eu Sei Que Vou Te Amar – Tema de Nice
Compositores: Tom Jobim/ Vinicius de Moraes
Intérprete: Anna Lengruber

Moon River – Tema de Lygia
Compositores: Henry Mancini/John H.Mercer
Intérprete: Roger Henri

Internacional:


Cantare È D’Amore – Tema de Fred e Goreti
Compositores: A. Minghi / P. Panella
Intérprete: Amedeo Minghi

So Beautiful – Tema de Nice
Compositores:
Chris de Burgh
Intérprete: Chris de Bourgh

Santeria
Compositores:
Bradley J. Nowell
Intérprete: Sublime

Besame Mucho
Tema de Stela e Tadeu
Compositores: Consuelo Velázquez
Intérprete: Luis Miguel

Truly Madly DeeplyTema de Luís Carlos
Compositores: Daniel Jones / Darren Hayes
Intérprete: Savage Garden

Virtual InsanityTema de Duda
Compositores: Toby Smith
Intérprete: Jamiroquai

Let’s Stay TogetherTema de Vivian
Compositores: Al Green
Intérprete: Big Montain

Solo En TiTema de Lygia
Compositores: Vince Clarke
Intérprete: Enrique Iglesias

Who Will Save Your SoulTema de Paula
Compositores: Jewel Kilcher
Intérprete: Jewel

Mouth
Compositores
Intérprete:
Joan Evans

How Come, How Long Tema de Rodrigo
Compositores: Babyface / Stevie Wonder
Intérprete: Babyface & Stevie Wonder

Love 4 Two Tema de Simone
Compositores
Intérprete:
Lulu Joppert

I’d Love You To Want Me Tema de Julio e Helena
Compositores
Intérprete:
Lord Magoo

What Do You Want From Me – Tema de Ricardo
Compositores: Potts / Hook
Intérprete: Monaco

ABERTURA

A Central de Atendimento ao Telespectador (CAT) da Rede Globo registrou muitas ligações de telespectadores interessados nos itens exibidos na abertura da novela, que mostrava uma noiva se maquiando com produtos de uma empresa de cosméticos.

A abertura foi criada pela equipe de Hans Donner.

  

AÇÕES SOCIOEDUCATIVAS

Por meio de novos personagens e tramas que não existiam na versão original da novela, o remake abordou temas como a diferença de classes e o preconceito racial. A personagem Vivian (Taís Araújo) combate o racismo e defende os direitos dos negros, atuando como porta-voz de questões como a participação no mercado de trabalho e o acesso às universidades.

Anjo Mau também abordou a violência sexual, por meio da tentativa de estupro de Vivian por Ricardo (Leonardo Bricio). Após a agressão, Vivian se dirige ao Instituto Médico Legal e submete-se a exame de corpo de delito. A novela informou todos os passos que a mulher deve tomar em um caso como esse. Na trama, Ricardo se transforma em uma pessoa melhor, desculpa-se, e é absolvido em seu julgamento. Ele e Vivian se casam no final da trama.

A reinserção social de um menor abandonado foi outra questão importante inserida na novela. Atendendo a um pedido de Ricardo, que passou a dedicar-se às causas sociais, Alzira (Regina Dourado) adota um menino de rua, dando-lhe a oportunidade de conviver em família. Em seguida, cria um orfanato em sua própria casa.

ELENCO

Ada Chaseliov – Dora
Alessandra Negrini – Paula
Ana Beatriz Nogueira – Eduarda
Ana Beatriz Nogueira – Eduarda
Ariclê Perez – Elisinha Jordão Ferraz
Átilla Iório – Josias
Beatriz Segall – Clotilde Jordão
Bel Kutner – Helena Ferraz
Bruno La Roque Guimarães – Téo
Carlos Kroeber – Conrado
Carlos Kroeber – Conrado
Cida Moreira – Colega de Nice (Glória Pires) na fábrica
Cláudio Corrêa e Castro – Augusto
Daniel Dantas – Tadeu Fachini
Emilio Orciollo Netto – Bruno Novaes
Francisco Milani – Empresário
Gabriel Braga Nunes – Olavo Ferraz
Glória Pires – Nice
Ilana Cruz – Noiva
Ivens Godinho – Supervisor da fábrica
Ivone Hoffmann – Geralda
Jackson Antunes – Frederico Jordão (Freddy)
Jaqueline Fernandes – Candidata a babá
José Lewgoy – Eduardo Medeiros
Júlio Braga – Gastão
Kadu Moliterno – Rodrigo Medeiros
Lavínia Vlasak – Lígia Furtado
Léa Garcia – Aparecida Ribeiro (Cida)
Leonardo Brício – Ricardo Medeiros
Leticia Hees – Babá despedida
Licurgo Spínola – Celso
Licurgo Spínola – Celso
Lilia Cabral – Goreti Garcia
Luciano Szafir – Júlio Malagoni
Luis Salem – Beny Garcia
Luiza Brunet – Teresa Novaes
Marcela Rafea – Socorro
Márcio Garcia – Luiz Carlos Machado
Maria Padilha – Stela Medeiros Fachini
Mauricio Gonçalves – Ivan
Mauricio Gonçalves – Ivan
Mauricio Gonçalves – Ivan
Mauro Mendonça – Rui Novaes
Mila Moreira – Maria Lucinda Abreu Furtado (Marilu)
Mônica Mattos – Fátima
Niwa Yanagizawa – Colega de Nice (Glória Pires) na fábrica
Noris Barth – Marcy
Raul Gazolla – Ciro Furtado
Regina Dourado – Alzira
Samara Felippo – Simone Garcia
Sérgio Mamberti – Otávio Ferraz
Sérgio Mamberti – Otávio Ferraz
Sérgio Viotti – Américo Abreu
Susana Vieira
Susana Vieira – Participação especial como a nova babá de Téo no último capítulo
Taís Araujo – Vivian
Thelma Reston – Tiana
Thiago de La Roque Guimarães – Téo

FONTES

Depoimentos concedidos ao Memória Globo por:  Maria Adelaide Amaral (09/02/2006), Mauro Mendonça (05/11/2007); Boletim Especial de Programação da Rede Globo, 09/1997; Centro de Documentação da TV Globo (Cedoc); “‘Anjo mau’ sai do fundo do baú” In: Jornal do Brasil, 30/06/1997; JARDIM, Vera. “Lá vem a noiva da Avon” In: Jornal do Brasil, 09/11/1997; MEMÓRIA GLOBO. Dicionário da TV Globo, v.1: Programas de Dramaturgia & Entretenimento. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 2003; MEMÓRIA GLOBO. Autores – Histórias da Teledramaturgia. São Paulo, Editora Globo, 2008; MEMÓRIA GLOBO. Guia Ilustrado TV Globo – Novelas e Minisséries. Rio de Janeiro, Jorge Zahar Editor, 2010.



Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s