Descaminhos – capítulo 30 (últimos capítulos)

Descaminhos


Descaminhos 

Novela de Débora Costa


Capítulo 30


Personagens

Luigi Fiore

Giovanna Fiore

Enrico Salvatore

Paola Fiore

Carlo Mantovani

Mirella Fiore

Vitor Albuquerque

Elis Albuquerque

Jonas Albuquerque

Isaque Munhoz

Susana Albuquerque

José Almeida

Ana Clara Carvalho

Bruno Almeida

Nice Almeida

Silvio Almeida

Helena

Vitório Fiore

Doménica Fiore

PARTICIPAÇÕES:

Sérgio Medeiros – Investigador

Augusto Lopez – Delegado

Rafael Almeida – Policia Militar  



Cena 1

Hospital/Quarto de Giovanna

RODRIGO: (olhando Giovanna) Fica calma…

GIOVANNA: Não!… Por que você quer me deixar?

RODRIGO: Emiliano tem razão…

GIOVANNA: (interrompendo Rodrigo) Então ele é o culpado por você estar indo?

RODRIGO: Não, eu tomei essa decisão, não posso deixa sua mente mais confusa do que já está.

GIOVANNA: Então não precisa ser o meu psicólogo, deixa o meu caso, mas não deixa de vir me ver e nem de falar comigo, você virá como amigo, livre de qualquer ameaça.

RODRIGO: (olhando Giovanna sorri) Você é muito inteligente bela…

GIOVANNA: (segurando a mão de Rodrigo) Você vai fazer isso por mim? Não me deixa…

RODRIGO: (acaricia o rosto de Giovanna) Em que problema eu me meti Giovanna… Está bem, eu faço como você falou.

GIOVANNA: (sorri feliz) Obrigada Rodrigo. (abraça Rodrigo).

RODRIGO: (abraçado, fecha os olhos).

GIOVANNA: (olha Rodrigo) Emiliano falou com você?

RODRIGO: (abaixa os olhos) Não.

GIOVANNA: (olhando Rodrigo) Você não sabe mentir…

RODRIGO: Ele te ama muito, vocês são namorados.

GIOVANNA: Até eu me lembrar não somos nada, e ele não respeitou a minha vontade, espero que ele não venha mais me ver.

Cena 2

Mansão Fiore/Suite de Doménica e Luigi

DOMÉNICA: (está sentada).

ENZO: (entra, sorri) Mamma eu preciso falar com você.

DOMÉNICA: (sorri) Ai meu filho, tenho até medo quando você diz isso.

ENZO: (se senta ao lado de Doménica, beija o rosto dela a olha) Eu vou me casar com Elis.

DOMÉNICA: (fica feliz) Que boa notícia meu filho! Até que enfim você criou juízo, já marcaram a data?

ENZO: (olhando Doménica sorri) Hoje á noite.

DOMÉNICA: Para de brincar meu filho, quando será o casamento?

ENZO: Hoje á noite dona Doménica. (sorri).

DOMÉNICA: Mas Enzo, a Elis aceitou isso? Um casamento demora para organizar.

ENZO: Aceitou… E ela virá morar aqui… (olhando Doménica) Tem problema?

DOMÉNICA: (sorri) Você a ama?

ENZO: Muito, muito mesmo mamma.

DOMÉNICA: Então não vejo problema nessa sua loucura meu filho, ela será bem vinda aqui.

ENZO: (abraça e beija muito o rosto de Doménica) Eu te amo mamma.

DOMÉNICA: (sorri) Eu também te amo meu querido, já contou isso para seu babbo?

ENZO: (fica sério) Ainda não…

DOMÉNICA: Enzo é impressão minha ou você está incomodado com Luigi?

ENZO: Algumas atitudes dele estão me incomodando muito mamma… Mas nada que valha a pena você ficar sabendo. (beija o rosto de Doménica se levanta) Eu vou contar para ele antes que ele saia para ver Giovanna.

DOMÉNICA: (olhando Enzo) Enzo… O que aconteceu que deixou Luigi com o rosto inchado? Eu não acreditei no que ele disse.

ENZO: Nada demais mamma… Eu preciso falar com ele agora. (sorri, sai).

DOMÉNICA: Eu também preciso falar com Luigi…

Cena 3

Ind. Alimentícia Fiore/Sala de José

JOSÉ: (está anotando algumas coisas).

CAMILA: (entra) Bom dia José, os produtos novos já chegaram.

JOSÉ: Eu já vou Camila, obrigado.

CAMILA: Você tem visita. (sorri, sai).

PAOLA: (entra, senta no colo de José, o beija sorri) Bom dia.

JOSÉ: (sorri) Bom dia Paola.

PAOLA: Eu vim te dar um recado do meu pai ele disse que vai passar aqui hoje mais tarde.

JOSÉ: Tudo bem, agora eu tenho que ver alguns produtos que chegaram e depois tenho uma reunião.

PAOLA: (se levanta) Não gosto desse homem ocupado.

JOSÉ: (sorri, olha Paola) Não sou seu brinquedinho Paola.

PAOLA: Tudo bem já entendi, não precisa ficar chato.

JOSÉ: (beija Paola, sai).

PAOLA: (sai).

Cena 4

Corredor

MANUELLA: (encontra Paola).

PAOLA: (olha Manuella, sorri) Olha só… Você por aqui?

MANUELLA: Pois é, eu vim ver o meu namorado.

PAOLA: (olhando Manuella) Você precisa ser mais mulher para Carlo.

MANUELLA: Por que você está me falando isso?

PAOLA: (se aproxima de Manuella, a olhando) Porque Carlo recorreu a mim para se satisfazer… Com licença… (sorri, sai).

MANUELLA: (pensativa, brava, vai para a sala de Carlo).

Cena 5

Sala de Carlo

MANUELLA: (entra, esta brava).

CARLO: (sorri) Oi meu amor.

MANUELLA: (olhando Carlo) Você foi para a cama com a Paola?

CARLO: (fica sério) Por que você está me perguntando isso?

MANUELLA: (com vontade de chorar, brava) Ela acabou de esfregar isso na minha cara! É verdade dela?

CARLO: Claro que não Manuella, essa mulher não tem o que fazer, Paola adora provocar os outros.

MANUELLA: Fala a verdade…

CARLO: (olhando Manuella) Está bem… Eu passei a noite com Paola, mas não por gostar dela e sim para me vingar.

MANUELLA: (as lagrimas escorrem, olhando Carlo) Infelizmente você acabou com o nosso namoro. (vai saindo).

CARLO: (a segura, a olha) Não! Você não pode me deixar Manuella, eu te amo.

MANUELLA: (chora) Não ama Carlo, você ama Paola, até mora na mesma casa que ela… Eu fui burra aceitando isso… Me solta vai, eu vou embora.

CARLO: (olhando Manuella) Você me ajudou a esquecer o amor que sentia por Paola, por favor, não me deixa.

MANUELLA: Eu não posso perdoar uma traição Carlo… Sinto muito… (sai).

CARLO: (fica com raiva, pega o telefone) Camila, Paola ainda está por aqui?… Ah ela já foi… E José?… Assim que ele sair da reunião manda ele vir até a minha sala com urgê

ncia! (desliga, está bravo) Vou pagar na mesma moeda Paola…

Cena 6

Hospital/Quarto de Giovanna

MIRELLA: (está mostrando fotos á Giovanna).

GIOVANNA: (olhando as fotos) É tão estranho Mirella… Eu me vendo em todos esses momentos e não me lembrar de nenhum…

MIRELLA: Eu imagino Gi… Olha essa aqui. (mostra uma foto de Giovanna com Emiliano).

GIOVANNA: (olhando a foto) Eu estou com muita raiva dele…

MIRELLA: Vocês se amam muito sabia.

GIOVANNA: (olha Mirella) Não sei… O que eu sei é que por culpa dele quase Rodrigo vai embora.

MIRELLA: Gi você… Gosta do Rodrigo?

GIOVANNA: Eu me sinto muito bem com ele… Sempre me lembro da voz dele, ele passava um bom tempo falando comigo… As vezes ele lia poesia…

MIRELLA: Você não me respondeu… (sorri).

MÉDICO: (entra) Com licença, Giovanna a sua psicóloga chegou.

LÚCIA: (entra, sorri) Olá.

MÉDICO: Essa é a Dra. Lucia.

LÚCIA: (se aproxima de Giovanna, a olha) Como vai Giovanna?

GIOVANNA: Bem…

MÉDICO: Quando você tiver alta a Dra. Lúcia vai até sua casa, o seu pai não quer que você venha todos os dias aqui.

LÚCIA: O Dr. Rodrigo já me passou os detalhes do seu caso e eu tenho certeza que você vai conseguir recuperar a sua memória.

GIOVANNA: (olha o médico) Quando vou ter alta?

MÉDICO: Você não está mais correndo risco de morte, e os resultados de todos os exames que fizemos em você foram ótimos, então você vai poder ir amanhã.

MIRELLA: (fica feliz, sorri segura a mão de Giovanna) Que coisa boa Gi!

GIOVANNA: (sorri) Sim… É muito ruim ficar aqui.

MIRELLA: Eu vou avisar a mamma e o babbo, já volto. (sai).

GIOVANNA: (sorri, aliviada).

Cena 7

Mansão Fiore/Escritório

LUIGI: (olhando Enzo) Você ficou louco meu filho? Se casar assim de qualquer maneira com essa moça.

ENZO: Eu sei o que estou fazendo babbo.

LUIGI: Sabe nada, você não tem nem emprego e quer colocar essa moça aqui para eu sustentar.

ENZO: Não é nada disso, Elis e eu estamos construindo nosso negócio.

LUIGI: Até ficar pronto eu vou dar abrigo, casa, comida, roupa para Elis.

ENZO: Elis não precisa da sua esmola, ela vai ter o dinheiro da venda da mansão e ainda tem alguma coisa de que Jonas deixou, aliás pagar a Elis tudo o que Giovanna roubou seria bom.

LUIGI: Eu não concordo com isso Enzo.

ENZO: E eu não concordo que você tenha uma amante!

LUIGI: Fala baixo… Uma coisa não tem nada com a outra.

ENZO: Tem sim, eu vou me casar com Elis porque a amo e quero ajuda – la, já você não passa de um velho babão que está traindo uma mulher maravilhosa que só te ajudou.

LUIGI: Não fala assim comigo.

ENZO: Eu falo sim… Tenho vergonha de você babbo…

LUIGI: (fica chateado).

ENZO: Hoje á noite vou me casar com Elis e ela virá para cá, e eu só não vou embora dessa casa por causa da minha mãe. (vai saindo, olha Luigi) E uma coisa, não quero que trate Elis mal, entendeu?… (sai).

LUIGI: Era só o que me faltava…

DOMÉNICA: (entra, feliz) Luigi, nossa Giovanna vai voltar para a casa!

LUIGI: (fica feliz, sorri) Hoje?

DOMÉNICA: Não, amanhã, Mirella acaba de me contar.

LUIGI: Eu vou adaptar a casa para ela, vou mandar arrumarem o quarto que temos aqui embaixo para Giovanna.

DOMÉNICA: Ótima idéia Luigi, vou mandar arrumarem o quarto com as coisas dela.

LUIGI: (sorri) Até que enfim uma boa notícia.

DOMÉNICA: (olhando Luigi) Luigi, agora que está tudo bem… Acho que agora é a hora certa de te falar uma coisa.

LUIGI: O que?

DOMÉNICA: (se senta) Um dia desses eu atendi o seu celular e Alanis falou comigo…

LUIGI: (olhando Doménica) Quem?

DOMÉNICA: Não se faça de desentendido… Ela disse “como vai meu amor?”…

LUIGI: (sorri) Deve ter sido engano Doménica.

DOMÉNICA: Luigi essa não seria a primeira vez que você me trai, eu sei… Mas dessa vez eu não vou aceitar, deixei passar por causa de Giovanna, da situação dela e de como todos nós ficamos.

LUIGI: Essa sua acusação é absurda Doménica.

DOMÉNICA: Não é e você sabe… Eu percebi que esse seu caso está afetando os meus filhos e ai é muito mais do que me calar e aceitar que você tenha uma amante, o meu lado mãe fala mais alto.

LUIGI: (fica sério).

DOMÉNICA: Pare de ver essa moça, ou então você irá se ver comigo… Tiro todo o dinheiro que tenho de suas mãos, desfaço as sociedades que temos, e ai Luigi… (se levanta, olha Luigi) Você terá que roubar mais amigos para completar a fortuna que tanto te orgulha. (sai).

LUIGI: (fica com raiva, se senta) Antes eu passo tudo para meu nome… Mas não deixo de ver Alanis.

Cena 8

Mais Tarde/Ind. Alimentícia Fiore/Sala de Carlo

JOSÉ: (entra) A Camila disse que você quer falar comigo com urgência, o que foi?

CARLO: (olhando José) Sente-se… Como foi a reunião?

JOSÉ: (se senta) Muito boa, eu provei todos os novos produtos junto com nossos sócios, aprovamos todos e logo vamos distribuir nos mercados.

CARLO: Isso é bom, parabéns, você está cuidando de tudo muito bem.

JOSÉ: Obrigado… Então? O que quer falar comigo?

CARLO: (olhando José) É sobre Paola.

JOSÉ: O que tem ela?

CARLO: Paola não mudou nada… Ela traiu você.

JOSÉ: (sorri) Carlo eu achei que nossas diferenças tinham sido resolvidas há muito tempo.

CARLO: Você não acredita em mim?

JOSÉ: Claro que não, só não sei por que você está inventando isso, a troco de que Paola te confessaria que me traiu.

CARLO: (olhando José) Ela não me contou, eu sei porque Paola te traiu comigo… (sorri) Eu fui para a cama com Paola.

JOSÉ: (fica sério) Mentira.

CARLO: Se fosse mentira ela não teria contado para a minha namorada…

JOSÉ: E você para se vingar está me contando…

CARLO: Exatamente.

JOSÉ: (se levanta, olha Carlo) Era só isso?

CARLO: (olhando José) Sim.

JOSÉ: (sai, está bravo).

Cena 9

Hospital/Quarto de Giovanna

GIOVANNA: (está pensativa).

VITÓRIO: (entra, se aproxima, olha Giovanna).

GIOVANNA: (olhando Vitório, sem o reconhecer) Quem é você?

VITÓRIO: (sorri, puxa uma cadeira, se senta ao lado de Giovanna a olha) Essa sua situação… É tão comovente Gi… (dá risada).

GIOVANNA: (fica séria) Não faço idéia de quem você seja… Mas quero que vá embora…

VITÓRIO: (sorri) Ai um segundo ao meu lado e você já se lembrou de alguma coisa… Que nós não nos damos bem.

GIOVANNA: É notável… Você é irritante… Não vai mesmo me dizer que é?

VITÓRIO: Eu sou Vitório Fiore, sou seu primo…

GIOVANNA: (pensativa, olhando Vitório) Se não nos damos bem por que veio aqui?

VITÓRIO: Para te ajudar com suas memórias… Aposto que ninguém te contou a verdade.

GIOVANNA: Sobre o que?

VITÓRIO: De como você é… Fria e mesquinha.

GIOVANNA: (olhando Vitório).

VITÓRIO: (sorri) Eu fui seu primeiro homem na cama… Nós tivemos um namoro rápido, você ficou grávida.

GIOVANNA: Eu tenho um filho?

VITÓRIO: (olhando Giovanna nos olhos) Nem eu e nem você queríamos essa criança, você foi ao médico para interromper a gravidez.

GIOVANNA: (fica com vontade de chorar).

VITÓRIO: (sorri) O nome Jonas Albuquerque te diz alguma coisa?

GIOVANNA: (pensativa) Não…

VITÓRIO: Pois deveria… É graças ao que fez a ele que você está aqui hoje.

GIOVANNA: O que eu fiz?

VITÓRIO: Você conquistou Jonas, deixou ele muito apaixonado por você… Jonas fazia tudo que você mandava, ele te vendeu tudo o que tinha, e quando ele ficou sem nada você revelou a ele que só estava o usando para se vingar por tudo que seu pai sofreu nas mãos da família dele.

GIOVANNA: Isso não é verdade… Você está inventando tudo.

VITÓRIO: Não estou, pode perguntar á qualquer um, e ainda não acabou, Jonas te amava tanto que quando você contou tudo, ele não suportou e se matou.

GIOVANNA: (as lagrimas escorrem).

VITÓRIO: (sorri) É cruel não é? Você é assim… Você deixou a família dele sem nada, incluindo dignidade o que fez o filho dele, Vítor Albuquerque querer se vingar de você, ele planejou te seqüestrar para recuperar tudo que você roubou… Mas… Aconteceu esse acidente, você quase morreu mas Vítor não teve a mesma sorte que você Gi… Ele morreu.

GIOVANNA: (chora, coloca a mão na cabeça) Não me chama de Gi!

VITÓRIO: (olhando Giovanna) Essa é você, cruel, fria, capaz de qualquer coisa para ter o que quer, mesmo se for um capricho.

GIOVANNA: (chorando com a mão na cabeça).

RODRIGO: (entra) O que está acontecendo aqui?

VITÓRIO: (se levanta) Nada demais, só estava relembrando algumas coisas com a minha prima… Com licença… (sorri, sai).

GIOVANNA: (chorando).

RODRIGO: (se aproxima a abraça) O que foi Giovanna? O que ele te fez?

GIOVANNA: (abraçada, chorando, olha Rodrigo) Vitório me disse coisas ruins… Ele disse coisas que eu fiz…

RODRIGO: (olhando Giovanna) Fica calma bela… (acaricia o rosto de Giovanna).

GIOVANNA: (olhando Rodrigo, um flash de lembrança vem em sua frente, vê Jonas sorrindo).

RODRIGO: Giovanna… Você está bem?

GIOVANNA: (olhando Rodrigo) Eu sei quem é Jonas Albuquerque… Vi o rosto dele…

RODRIGO: E quem é Jonas Albuquerque?

GIOVANNA: É o homem que segundo Vitório eu enganei… (olhando Rodrigo) Rodrigo… Acho que você não vai gostar mais de mim quando souber quem eu realmente sou…

RODRIGO: (olhando Giovanna).

Fim do Capítulo   


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s