Descaminhos – capítulo 40 (último capítulo)

Descaminhos


Descaminhos 

Novela de Débora Costa


Capítulo 40 (último capítulo)


Personagens

Luigi Fiore

Giovanna Fiore

Enrico Salvatore

Paola Fiore

Carlo Mantovani

Mirella Fiore

Vitor Albuquerque

Elis Albuquerque

Jonas Albuquerque

Isaque Munhoz

Susana Albuquerque

José Almeida

Ana Clara Carvalho

Bruno Almeida

Nice Almeida

Silvio Almeida

Helena

Vitório Fiore

Doménica Fiore

PARTICIPAÇÕES:

Sérgio Medeiros – Investigador

Augusto Lopez – Delegado

Rafael Almeida – Policia Militar   

Cena 1

Uma Semana Depois/Hospital/Quarto de Vitório

VITÓRIO: (esta dormindo, acorda, olha no braço, vê que está algemado na cama) O que é isso?

ENFERMEIRA: (entra, olha Vitório).

VITÓRIO: Vem cá, você pode me dizer que porcaria é essa no meu braço?

LUIGI: (entra, encara Vitório) Essa porcaria no seu braço significa que você vai daqui direto para a cadeia Vitório.

VITÓRIO: (olha Luigi com ódio) Você não pode fazer isso!

LUIGI: Deixa eu ver… Você mandou seqüestrar Giovanna, estava me roubando, falsificou documentos da empresa, tentou me matar… (olha Vitório) Eu acho que posso fazer isso sim, e já fiz Vitório.

VITÓRIO: (fica com muita raiva, puxa o braço que está preso, nervoso).

LUIGI: Calma… (sorri) Acho que não foi só a mim que Alanis enganou Vitório.

VITÓRIO: (olhando Luigi) Não sei porque você está rindo seu idiota, aposto que ela limpou metade da sua conta!

MIRELLA: (entra)

LUIGI: (olha Mirella) O que você está fazendo aqui?

MIRELLA: Eu vim ver meu irmão.

LUIGI: Esse canalha não é nada seu! Desde quando você vem aqui?

MIRELLA: Desde que ele está internado… Babbo… Sei que Vitório cometeu erros, mas eu gosto de vir aqui falar com ele.

LUIGI: Você sabe de tudo que esse cara fez?

VITÓRIO: Luigi… Ela é minha irmã.

LUIGI: Eu não vou deixar você se aproximar da minha filha! (olha Mirella) Foi ele quem planejou o sequestro da Giovanna e você sabe qual foi a ordem?… De matar… Ele mandou matar sua irmã.

MIRELLA: (fica com vontade de chorar olha Vitório) Isso é verdade?…

VITÓRIO: É… Nunca gostei da Giovanna… A morte pra ela é pouco.

MIRELLA: (olhando Vitório) Giovanna é uma pessoa maravilhosa comigo, sempre foi, ela não é perfeita, mais eu a amo…

VITÓRIO: Ela não merece nada de ninguém.

MIRELLA: Merece muito mais do que você… (sai).

LUIGI: (olha Vitório sorri) Mirella nunca mais vai querer falar com você.

VITÓRIO: Luigi quando eu sair daqui…

LUIGI: Você vai direto para a cadeia que é seu lugar seu safado! (sai).

VITÓRIO: (fica com vontade de chorar).

Cena 2

Mansão Fiore/Sala

DOMÉNICA: Estou com saudades de Giovanna.

ENZO: Eu não está tudo tão bem sem ela.

DOMÉNICA: (sorri) Você fala assim, mas ama sua sorella.

ENZO: É… Um pouco. (sorri).

PAOLA: (desce as escadas com algumas malas).

DOMÉNICA: (olha Paola) Você vai mesmo embora minha filha?

PAOLA: Eu vou mamma, gostei muito da proposta que me fizeram, vou ficar um tempo em Paris, George vai comigo.

ENZO: (olhando Paola) Não arruma confusão por lá hein. (sorri).

PAOLA: (sorri) Não causo confusões Enzo… Agora me da um abraço.

ENZO: (abraça Paola) Espero que tudo dê certo para você.

PAOLA: Obrigada.

DOMÉNICA: (olhando Paola com vontade de chorar) Vou sentir sua falta.

PAOLA: (abraça Doménica, fica emocionada) Eu te amo muito, desculpa pelos problemas que sempre causei.

DOMÉNICA: (abraçada, emocionada) Eu te amo muito minha querida. (a olha sorri) Espero que você seja muito feliz da maneira que escolher.

PAOLA: Obrigada. (sorri) Agora já chega dessa ceninha… Já vou. (pega as malas sorri) Até logo. (sai).

DOMÉNICA: (enxuga as lagrimas) Estou ficando sozinha meu querido.

ENZO: E eu? Não sou ninguém?

DOMÉNICA: (sorri olha Enzo) Você é meu companheiro. (abraça Enzo).

Cena 3

Estados Unidos/Hotel/Suite de Giovanna

EMILIANO: (entra) Oi meu amor.

GIOVANNA: (sorri) Oi, Emiliano eu consegui dar alguns passos!

EMILIANO: (se aproxima de Giovanna, sorri) Que coisa boa Gi, logo você vai voltar a andar.

GIOVANNA: Pelo esforço que estou fazendo sim, não vejo a hora de me livrar dessa cadeira.

EMILIANO: (acaricia o rosto de Giovanna, a olha) E eu não vejo a hora de me casar com você.

GIOVANNA: (sorri) Te amo muito. (beija Emiliano).

Cena 4

Um Ano Depois/Mansão Fiore/Jardim

DOMÉNICA: (está mexendo nas flores).

LUIGI: (se aproxima) Olá…

DOMÉNICA: O que você está fazendo aqui?

LUIGI: Doménica… Já se passou tanto tempo e você ainda está com raiva de mim?

DOMÉNICA: (olhando Luigi) Estou.

LUIGI: Eu vim falar com Enzo…

DOMÉNICA: Meu filho não está, foi com Elis ao médico.

LUIGI: (sorri) Como está a gravidez dela?

DOMÉNICA: Ótima. (volta a cuidar das flores).

LUIGI: Eu volto depois então. (um taxi para em frente a mansão, observa).

EMILIANO: (desce do taxi).

DOMÉNICA: (sorri, vai abrir o portão) Emiliano! Que surpresa, não sabia que você iria voltar hoje.

EMILIANO: (sorri, abraça Doménica) Era essa a intenção dona Doménica, fazer uma surpresa.

LUIGI: (se aproxima) E Giovanna?

EMILIANO: (sorri, abre a porta do taxi).

GIOVANNA: (desce do taxi, fica de pé, olha Luigi e Doménica sorri).

LUIGI: (sorri orgulhoso, abraça Giovanna) Eu sabia minha filha… Sabia que você iria se recuperar.

GIOVANNA: (abraçando Luigi) Agora sim babbo… Agora estou bem.

DOMÉNICA: (emocionada) Minha filha está linda como sempre.

GIOVANNA: (abraça Doménica) Que saudade mamma!

DOMÉNICA: Vamos entrar querida.

LUIGI: (o celular toca) Alô… O que? Mas que coisa, estou indo ai. (desliga).

GIOVANNA: O que foi babbo?

LUIGI: Uma das máquinas parou de funcionar, tenho que ir até a empresa resolver, mas eu volto para falar com você melhor meu amor. (olha muito Giovanna) Eu te amo muito… Muito mesmo. (abraça Giovanna).

GIOVANNA: (abraçada com Luigi, fecha os olhos).

LUIGI: (olha Giovanna sorri) Até logo meu amor. (sai).

GIOVANNA: (pensativa).

EMILIANO: Está tudo bem?

GIOVANNA: Não sei… Senti uma coisa estranha…

DOMÉNICA: Vem meu amor, vamos entrar. (sorri) Quero saber tudo sobre o seu tratamento.

RODRIGO: (está passando na rua olha Giovanna sorri).

GIOVANNA: (olhando Rodrigo sorri).

EMILIANO: (olha sério para Rodrigo) Vamos entrar Giovanna… (entra com Giovanna).

Cena 5

Casa de Ana Clara e José/Quarto do bebê

ANA CLARA: (está segurando seu filho, sorri) Você hoje está muito sapeca meu amor.

JOSÉ: (entra, sorri, beija Ana Clara, olha o bebê, mexe com ele) Ei campeão, está dando trabalho para a mamãe é?

ANA CLARA: (da risada) Ele não me deixou trabalhar hoje.

JOSÉ: Eu falei para você contratar uma babá.

ANA CLARA: Eu ainda não quero, estou conseguindo fazer algumas coisas e cuidar do nosso filho, só hoje que ele quis que eu ficasse com ele o tempo todo. (sorri).

JOSÉ: (olhando Ana Clara) Sabia que você ficou ainda mais linda depois de ser mãe.

ANA CLARA: (olhando José sorri) Para com isso meu amor.

JOSÉ: É verdade… (acaricia o rosto de Ana Clara, a olha com carinho e amor) Você tem uma luz muito grande, um brilho no olhar, um sorriso que me fascina… O que seria de mim sem você?

ANA CLARA: (olhando José) Que lindo meu amor… Obrigada, eu te amo.

JOSÉ: (sorri) Eu também te amo. (beija Ana Clara).

Cena 6

Vila/Casa de Bruno/Sala

MIRELLA: Meu amor eu consegui um lugar ótimo para abrir meu consultório!

BRUNO: Que bom Mirella. (sorri)… Eu tenho uma coisa pra te falar.

MIRELLA: O que?

BRUNO: (olhando Mirella) É sobre nós.

MIRELLA: Eu fiz alguma coisa?

BRUNO: Não… (a olha muito, segura a mão dela) Eu sei que você é uma mulher rica… Que sempre teve do bom e do melhor, e que eu não posso te oferecer muita coisa.

MIRELLA: (sorri) Meu amor para com isso, você sabe que não ligo para essas coisas.

BRUNO: Eu sei… (pega um anel do bolso, olha Mirella) Eu te amo muito e quero me casar com você… Mirella você aceita se casar comigo?

MIRELLA: (olhando Bruno sorri) Bruno eu… Não esperava esse pedido agora.

BRUNO: Quer um tempo para pensar?

MIRELLA: (sorri) Não… (olhando Bruno) Eu quero muito me casar com você.

BRUNO: (fica feliz, abraça Mirella) Eu estava com medo de receber não.

MIRELLA: (olha muito Bruno) Eu te amo demais para não aceitar. (beija Bruno).

Cena 7

Mansão Fiore/Sala

DOMÉNICA: (feliz) Valeu a pena meu amor, você voltou ao normal.

EMILIANO: E ela já aprontou…

DOMÉNICA: É mesmo?

GIOVANNA: Não fiz nada demais mamma, eu só fui retirar a queixa contra Éderson, ele me ajudou muito e ficou tempo demais preso.

EMILIANO: Eu fui contra, por mim ele ficava preso junto com Pedro.

SÉRGIO: (entra, está nervoso) Com licença.

GIOVANNA: (olha Sérgio) Você aqui?

SÉRGIO: (olha Giovanna) Isaque… Fugiu da cadeia.

GIOVANNA: (se levanta) Quando?

SÉRGIO: Hoje pela manhã.

ENZO: (entra com Elis, olha Giovanna, olha Sérgio) É só Giovanna chegar que a policia vem atrás.

GIOVANNA: Péssima hora para fazer piadinhas Enzo, Isaque fugiu da cadeia.

ELIS: Quando foi isso?

SÉRGIO: Hoje de manhã.

GIOVANNA: Eu vou ligar para babbo, ele teve que ir até a empresa.

ENZO: Fazer o que lá? Hoje não tem ninguém trabalhando, os funcionários emendaram o feriado.

GIOVANNA: (preocupada) Sérgio… Meu pai recebeu uma ligação de alguém que disse que uma máquina quebrou.

SÉRGIO: Então eu vou até lá.

GIOVANNA: Eu vou com você.

DOMÉNICA: Isso pode ser perigoso minha filha.

GIOVANNA: Não se preocupe mamma vou ficar bem.

Cena 8

Ind. Alimentícia Fiore/Produção

LUIGI: (está revisando as máquinas).

ISAQUE: (se aproxima) Luigi…

LUIGI: (se assusta olha muito Isaque) Você…

ISAQUE: (olhando Luigi) Achou que escaparia do castigo?

LUIGI: (olhando Isaque) Giovanna me contou a sua historia absurda.

ISAQUE: Não é absurda, você sabe que é verdade.

LUIGI: Se eu fosse você iria para outro lugar, a policia deve estar atrás de você.

ISAQUE: Não se preocupe comigo e sim com o que vou fazer com você.

LUIGI: Você matou pessoas inocentes nessa vingança estúpida.

ISAQUE: Então chegou a hora de matar a pessoa certa, o culpado pela ruína do meu pai. (aponta um revólver para Luigi).

LUIGI: (olhando Isaque) Me matar não vai trazer seu pai de volta.

ISAQUE: Eu sei, mas vai me fazer bem, não vou me arrepender… Agora eu quero que você vá para a sua sala.

LUIGI: Isaque…

ISAQUE: (grita) Vai para a sua sala! Quero te matar lá.

LUIGI: Fica calmo… Eu vou. (vai saindo).

ISAQUE: (olha Luigi com raiva).

Cena 9

Paris/Casa de Show/Camarim

PAOLA: (está se arrumando).

GEORGE: (entra a olha sorri) A casa está cheia Paola.

PAOLA: (sorri) Ótimo, assim que é bom.

GEORGE: (olhando Paola) Você está perfeita.

PAOLA: (se levanta, olha muito George sorri) Eu sei. (beija George) Agora vou para o palco.

GEORGE: Vou estar na primeira fila. (sorri).

Cena 10

Palco

PAOLA: (entra começa a dançar sensualmente, é aplaudida por todos, dançando tira parte da roupa, pisca para um homem da platéia, dançando tirando a roupa, fica semi nua, desce do palco, dançando, se senta no colo de George o beija, sobe no palco e termina a sua dança, é aplaudida de pé, sorri).

Cena 11

Ind. Alimentícia Fiore/Sala de Luigi

ISAQUE: (apontando a arma para Luigi, o olha) Tem algo para dizer?

LUIGI: Que amo muito meus filhos e Doménica…

ISAQUE: Não está arrependido do mal que causou a tanta gente?

LUIGI: (olhando Isaque) Nem um pouco… Tudo o que fiz foi para o melhor da minha família, para mim… Não me arrependo Isaque.

ISAQUE: (olhando Luigi) E nem eu do que fiz e do que vou fazer. (atira no peito de Luigi).

LUIGI: (cai no chão).

GIOVANNA: (entra, olha Luigi caído no chão, fica desesperada) Babbo! (corre para perto de Luigi, o olha muito) Fala comigo!

ISAQUE: (olha Giovanna).

LUIGI: (esta fraco olhando Giovanna sorri um pouco) Giovanna…

GIOVANNA: Eu vou chamar ajuda… (chora).

LUIGI: Não vai dar tempo…

SÉRGIO: (entra aponta uma arma para Isaque) Mãos para cima Isaque!

ISAQUE: (aponta a arma para Sérgio) Abaixa essa arma.

SÉRGIO: O prédio está cercado, você não vai sair daqui.

GIOVANNA: Sérgio meu pai precisa de ajuda.

LUIGI: (olha Giovanna) Pede perdão a sua mamma… (olhando Giovanna, acaricia o rosto dela, as lagrimas escorrem) Agora você vai cuidar de tudo meu amor… (fecha os olhos).

GIOVANNA: (olhando Luigi, o chacoalha) Babbo… Babbo fala comigo…

ISAQUE: Ele morreu Giovanna, agora minha vingança está completa.

GIOVANNA: (se debruça sobre o corpo de Luigi, chora).

SÉRGIO: Isaque abaixa essa arma!

ISAQUE: (atira na direção de Sérgio).

SÉRGIO: (atira várias vezes contra Isaque).

ISAQUE: (cai morto).

GIOVANNA: (acaricia o rosto de Luigi, chorando).

Cena 12

Meses Depois/Salão de festas/Casamento de Giovanna e Emiliano

GIOVANNA: (beijando Emiliano).

EMILIANO: (beijando Giovanna sorri) Finalmente casados meu amor.

GIOVANNA: Sim. (sorri)… Só lamento por babbo não estar aqui…

EMILIANO: (acaricia o rosto de Giovanna) Não quero te ver triste hoje.

GIOVANNA: Tem razão. (sorri olhando Emiliano) Me casar com você foi a melhor decisão que já tomei sabia… Te amo muito.

EMILIANO: Também. (beija Giovanna).

Cena 13

Penitenciaria/Pátio

PEDRO: (se aproxima de Vitório, se senta ao lado dele) Está tudo pronto…

VITÓRIO: Ótimo… Seu amigo já está lá fora?

PEDRO: Está.

VITÓRIO: (se levanta, vai caminhando, entra no banheiro, vê uma mala, abre, pega um uniforme da policia, veste, se olha no espelho) A volta a liberdade… (sorri).

Fim

10606597_447230475479604_816710189477512347_n



Anúncios

4 comentários em “Descaminhos – capítulo 40 (último capítulo)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s