Série Ferreto estreia dia 19 no TeleGlobo

Certamente 99,9% dos brasileiros já assistiram ou ouviram falar da novela “A Próxima Vítima”. A trama foi escrita por Sílvio de Abreu e exibida as 20h de 1995.

A história de que a novela girava em torno de misteriosos assassinatos, todos sabem, mas o que realmente serviu de pivô para esses assassinatos poucas pessoas sabem.

E por isso o TeleGlobo estreia dia 19 uma série que vai revelar para você leitor, tudo que aconteceu em 1968. É a série Ferreto, de Débora Costa.

Você vai poder ler e entender tudo sobre a família Ferreto e tudo que motivou essa dezena de assassinatos.

Então anota ai: dia 19, Filomena Ferreto e companhia está chegando aqui no TeleGlobo.

f6cd271b-38f6-4a3a-90e4-2e707934a674

 

 

 

 

 

Carne e unha, alma gêmea, bate coração! Nesta segunda “Alma Gêmea” estreia no TeleGlobo

“Carne e unha, alma gêmea, bate coração! As metades da laranja, dois amantes, dois irmãos…” Quem sabe, canta junto! ♪♫♪♫ Pois “Alma Gêmea” está de volta nesta segunda no “Tele Reprises: Tarde”.

A novela “Alma Gêmea” estreou no dia 20 de junho de 2005 e terminou no dia 10 de março de 2006 com um total de 227 capítulos, a novela das seis contava a história de dois seres apaixonados, um homem e uma mulher, separados pela tragédia, pelo tempo e pelas diferenças sociais até o eterno reencontro. Dividida em duas fases – começa na década de 20 e depois é ambientada nos anos 40 -, é mostrado o grande amor entre Rafael (Eduardo Moscovis), um botânico que cria rosas, e Luna (Liliana Castro), uma jovem bailarina, doce e delicada.

Quando os dois se conhecem é amor à primeira vista. Em poucos dias, eles se casam e logo têm um filho. Entretanto, no dia em que Luna faz sua primeira apresentação como bailarina principal, no Teatro Municipal em São Paulo – dia que deveria ser o mais feliz da vida do casal, ocasião que Rafael a presenteia com uma linda rosa branca preparada exclusivamente para ela, a rosa Luna – uma tragédia se abate sobre o casal.

Mas, no meio de tanta felicidade, há um espinho: Cristina (Flávia Alessandra), a governanta da casa, é também prima de Luna. Amargurada, Cristina sente-se injustiçada. Luna é rica, casada com Rafael – a quem Cristina sempre desejou – e, para completar, herdou da avó as jóias da família, as quais Luna usa no dia de sua estreia.

Toda essa alegria do casal, no entanto, é interrompida quando, ao sair do espetáculo, Luna e Rafael são surpreendidos por dois bandidos – sendo que um, Guto, é um admirador de Cristina -, que roubam as jóias de Luna. Rafael, para defender a mulher, reage ao assalto e Guto (Alexandre Barillari), assustado, atira na direção do botânico. Luna, ao perceber que o marido será atingido, coloca o corpo na frente do dele para defendê-lo e leva o tiro no lugar de Rafael. Luna é levada para o hospital, mas não resiste e morre.

Enquanto Rafael se desespera com a morte da mulher, num casebre distante nasce Serena (Priscila Fantin), filha de uma índia com um garimpeiro. Serena cresce em uma aldeia indígena com estranhos comportamentos. Às vezes, olha para um lago e vê uma flor que ela não conhece – uma rosa branca – refletida nas águas. Em outros momentos, desenha casas grandes que não existem na região, o que chama a atenção de Cleyde (Júlia Lemmertz), a professora da aldeia. Cleyde acha um mistério o que ocorre com Serena. Mas, o pajé da aldeia explica que Serena tem um sonho dentro de si e, se o sonho for forte demais, ela terá que, um dia, buscá-lo.

Os anos passam, Serena vai crescendo e, enquanto isso, Rafael nunca esqueceu Luna. Tornou-se um homem sério e fechado em si mesmo e nunca mais foi capaz de criar uma nova espécie de rosa. Quando Serena se torna moça, um jovem índio, José Aristides (André Gonçalves), a pede em casamento. Ela fica em dúvida mas, após receber a notícia da morte da mãe e presenciar a invasão da aldeia por garimpeiros – sendo que um deles é seu pai -, decide partir em busca de seu sonho.

Serena parte rumo a São Paulo, mais especificamente Roseiral, e, ao chegar na região, vai trabalhar como empregada na casa de Rafael. Quando os dois se vêem, Serena o reconhece sem saber de onde, emocionada. Ele a encara surpreso. Há um momento mágico entre os dois. Por um instante, Rafael fica estranhamente perturbado. Em seguida, ele a trata de forma rude e ela sai assustada, mas acaba sendo contratada por Cristina para trabalhar na casa. O primeiro momento de Serena na casa é de grande emoção. Ela sente algo pelo lugar e, ao se encontrar com Felipe (Sidney Sampaio), filho de Luna, imediatamente sente um impulso de mãe para filho. Ao mesmo tempo, mais importante que tudo, resta um amor que fala mais alto do que Rafael e Serena conseguem entender.

(Foto: Reprodução/Internet)

“Alma Gêmea” estreia nesta segunda, 26, e será publicada juntamente com a última semana de “Paraíso Tropical” e a partir do dia 02, a trama de Walcyr Carrasco ocupa sozinha as tardes do “TeleGlobo”.

Próxima segunda minissérie ‘Anos Dourados’ no TeleGlobo

Uma das principais atrações dos 02 anos de TeleGlobo já tem data de estreia e já esta prontinha para ser publicada aqui no blog: Anos Dourados de Gilberto braga. 

A trama de “Anos Dourados”, que foi exibida na TV Globo em 1986, retrata o romantismo e a hipocrisia moral da década de 1950. Marcos (Felipe Camargo) e Lurdinha (Malu Mader) estão apaixonados.

Malu Mader e Felipe Camargo interpretam o casal protagonista (Foto: CEDOC/TV Globo)

Mas os pais da moça, Dr. Carneiro (Cláudio Corrêa e Castro) e dona Celeste (Yara Amaral) são conservadores e não aceitam que ela namore um rapaz que é filho de pais divorciados.

Yara Amaral e Cláudio Corrêa e Castro são os pais de Ludrinha (Foto: CEDOC/TV Globo)

A produção chega ao blog na próxima segunda, dia 12, de segunda a sexta, no “Tele Reprises Manhã”. 

“Alma Gêmea” estreia em outubro no TeleGlobo

Uma das coisas boas das comemorações de 02 anos de TeleGlobo está a reprise da novela “Alma Gêmea” a partir deste mês de outubro no “Tele Reprises Tarde”.

Alma Gêmea foi um grande sucesso. Foi uma novela das seis com audiência de novela das oito, acima de 40 pontos na Grande São Paulo. Isso a credenciou a ser reprisada menos de quatro anos após o encerramento, em 2009 no “Vale a Pena ver de Novo”. A trama espírita de Walcyr Carrasco contava a história de Serena (Priscila Fantin) que reencarnava para viver com o homem de sua vida, Rafael (Du Moscovis).

A estreia de “Alma Gêmea” no “Tele Reprises Tarde” é prevista para 26 de outubro, juntamente com a última semana de “Paraíso Tropical”.

Quem não se lembra da antológica morte de Cristina (Flávia Alessandra)?

COMENTE: Gostaram da escolha de Alma Gêmea? 

“Anos 80, Trilhas de Ouro” entra em sua última semana e a partir do dia 05, “Pelas Trilhas das Novelas”

disco-de-ouroO especial “Anos 80, Trilhas de Ouro – 2ª temporada” entra a partir de amanhã (28) em sua última semana. E depois de 02 semanas relembrando as músicas que embalaram os anos 80, a partir de amanhã e até sexta, estaremos relembrando os hits de maior sucesso entre 1980 e 1989. Vai ter de todo estilo. Não perca.

E dia 05 de outubro a estreia de outro especial: “Pelas Trilhas das Novelas”. Nele relembraremos as músicas que embalaram as tramas da Globo nos anos 60, 70, 80, 90, 2000 e 2010. Com previsão de 20 edições, “Pelas Trilhas das Novelas” assim como a minissérie “Engraçadinha” também faz parte das comemorações de 02 anos de TeleGlobo.

Amanhã minissérie “Engraçadinha” está de volta no TeleGlobo

Para iniciar as comemorações de 02 de TeleGlobo, a partir de amanhã a minissérie “Engraçadinha”, do escritor Nelson Rodrigues (1912-1980), começa a ser reprisada no “Tele Reprises Manhã”, juntamente com a última semana de “O Sorriso do Lagarto”. Exibida originalmente pela TV Globo entre abril e maio de 1995.

A minissérie é uma adaptação de Leopoldo Serran para os textos escritos pelo dramaturgo no folhetim Asfalto Selvagem: Engraçadinha, Seus Amores e Seus Pecados, publicado no jornal Última Hora entre agosto de 1959 e fevereiro de 1960. A direção é de Denise Sarraceni.

A versão televisiva foi dividida em duas partes. A primeira, nos anos 40, traz Alessandra Negrini no papel-título. A história começa em Vitória, no Espírito Santo, e conta a vida de uma menina de família conservadora que é noiva de Zózimo (Pedro Paulo Rangel), mas vive um romance proibido com o primo Sílvio (Ângelo Antônio). Para apimentar ainda mais a situação, sua amiga, Letícia (Maria Luísa Mendonça), noiva de Sílvio, se revela apaixonada por Engraçadinha. Depois de uma tragédia familiar, a jovem se vê obrigada a mudar de cidade. Casa-se com Zózimo e vai morar no Rio de Janeiro.

Vinte anos depois, Engraçadinha, agora vivida por Claudia Raia, é uma mulher religiosa, mãe de dois filhos, que acaba cedendo às investidas do galanteador Luiz Cláudio (Alexandre Borges). Letícia também volta do passado para atormentar a vida da amiga e tentar, mais uma vez, seduzi-la.

A minissérie fez muito sucesso na época de sua exibição, não só por se tratar de uma obra de Nelson Rodrigues, mas também por colocar a debutante Alessandra Negrini no posto de sexy symbol. As sensuais cenas de Claudia Raia, que fazia sua estreia em um papel dramático, também chamaram atenção.

Sucesso comercial, a minissérie já foi vendida para países como Chile, Bulgária, Portugal, Venezuela, Colômbia, México e Finlândia. A TV Globo a reprisou por duas vezes, em 98 e 2002, e o Canal Viva já a reapresentou duas vezes, em 2010 e 2012.

Engraçadinha será apresentada de segunda à sexta-feira, às 23h15. Quem perder a exibição noturna e tiver coragem de encarar uma obra rodrigueana logo cedo, haverá uma reprise às 5 horas da manhã.

Pátria Amada: série estreia em outubro no TeleGlobo

Image by FlamingText.comO Senado Federal brasileiro de uma forma que você nunca viu, mas que certamente existe. Corrupção, suborno, políticos desonestos, esses serão os temas tratados em “Pátria Amada” série de Fábio Moda Magnoni, em 07 capítulos, que estreia em outubro como parte das comemorações de 02 anos do TeleGlobo.

Durante a exibições das 05 séries que serão apresentadas no especial de 02 anos, as web novelas ficarão suspensas. Além de “Pátria Amada” as outras séries terão em média de 05 a 15 capítulos e serão elas: “Vila Edite Roitman”, “Ele Ela”, “Taça de Vinho” e “Amor ou Poder?”.

No dia 07 de novembro, dia em que o TeleGlobo completa 02 anos, um especial de um capítulo será publicado junto a uma programação especial.

TeleGlobo: a dois anos levando a dramaturgia pra você! 

Em outubro, “Sábado Especial” apresenta “O Que Vi da Vida”

a-regra-do-jogo-imagem-destaque-logo-tv-globo-blog-geek-publicitario-825x428
O TeleGlobo bateu o martelo e já escolheu a reprise que vai substituir o programa “Por Toda Minha Vida” no “Sábado Especial“.

Será “O Que Vi da Vida” quadro exibido dentro do “Fantástico” entre 2011 e 2012. Dentre as apostas para a faixa, estava uma reapresentação do seriado “A Grande Família” e o humostico “Os Trapalhões”.

“O Que Vi da Vida” exibiu depoimentos de personalidades que falaram sobre suas carreiras, trabalhos e histórias de vida. A estreia foi no dia 7 de agosto de 2011, e os depoimentos tinham em torno de dez minutos, com edição e fotografia de cinema.

A fala do entrevistado era ilustrada por imagens de arquivo dos seus trabalhos e do seu acervo pessoal. O quadro foi criado por Cláudio Manoel, Cavito Leal, Micael Langer e Leonardo Lanna. A direção foi de Calvito Leal e Ricardo de Barros e a direção geral, de Cláudio Manoel.

O Que Vi da Vida” estreia em outubro.

Minissérie “Engraçadinha” substitui “O Sorriso do Lagarto”

Textos polêmicos, eróticos e realistas. O estilo de escrever de Nelson Rodrigues marcou o teatro, a literatura, o jornalismo e a dramaturgia brasileira. Para comemorar o os 02 anos de TeleGlobo, o Tele Reprises Manhã exibe a minissérie “Engraçadinha”.

Engraçadinha (Alessandra Negrini) (Foto: CEDOC/ TV GLOBO)
Alessandra Negrini é “Engraçadinha” na primeira fase (Foto: Bazilio Calazans/ TV GLOBO)

A história é uma adaptação de Leopoldo Serran do folhetim “Asfalto Selvagem: Engraçadinha, Seus Amores e Seus Pecados”, publicado no jornal “Última Hora” entre agosto de 1959 e fevereiro de 1960. O texto é o primeiro a ser assinado por Nelson Rodrigues com seu nome verdadeiro.

Letícia (Maria Luísa Mendonça) (Foto: Bazilio Calazans / TV Globo)
Maria Luísa Mendonça é Letícia (Foto: Bazilio Calazans / TV Globo)

A minissérie é dividida em duas fases. A primeira se passa em Vitória (ES) nos anos de 1940 e a personagem Engraçadinha é interpretada por Alessandra Negrini, estreante na TV. A jovem de 18 anos é de família conservadora e noiva de Zózimo (Pedro Paulo Rangel), mas vive uma relação proibida com o primo Sílvio (Ângelo Antônio). Ele é noivo da melhor amiga de sua paixão, Letícia (Maria Luisa Mendonça), que, por sua vez, também esconde uma atração por Engraçadinha. Sílvio acaba descobrindo que é irmão da jovem e se mata na frente de seu amor. Ela, que está grávida, resolve se casar com Zózimo.

Engraçadinha (Alessandra Negrini) e Zózimo (Pedro Paulo Rangel) (Foto: Bazilio Calazans / TV Globo)
Engraçadinha (Alessandra Negrini) e Zózimo (Pedro Paulo Rangel) (Foto: Bazilio Calazans / TV Globo)

A segunda fase da história se passa no Rio de Janeiro vinte anos depois. Engraçadinha, agora interpretada por Claudia Raia, é uma mãe de família religiosa que acaba se rendendo aos encantos Luiz Claudio (Alexandre Borges). Os dois vivem um tórrido romance às escondidas até que Letícia descobre tudo e começa chantagear Engraçadinha. Ela tenta fazer com que a amiga se entregue a ela sem sucesso. Sem conseguir realizar seus desejos, Letícia se mata e deixa tudo o que tem para Engraçadinha. Na série, Claudia Raia interpretou seu primeiro personagem dramático e foi muito elogiada pelo público e por críticos de dramaturgia.

Claudia Raia interpreta Engraçadinha na segunda fase (Foto: Bazilio Calazans / TV Globo)
Claudia Raia interpreta Engraçadinha na segunda fase (Foto: Bazilio Calazans / TV Globo)

Engraçadinha” estreia dia 28, juntamente com a última semana de “O Sorriso do Lagarto”. 

“Anos 80, Trilhas de Ouro” ganha segunda temporada no TeleGlobo

Uma das maiores atrações do TeleGlobo em 2014, o especial “Anos 80, Trilhas de Ouro” ganhará uma segunda temporada, mas desta vez qui no site; a partir do dia 31, você ira ouvir de novo durante 20 dias, os maiores sucessos da música brasileira da década de 80.

“Anos 80, Trilhas de Ouro” será exibido de segunda a sexta em 20 episódios. Rock, MPB, Sertanejo, Funk etc… todos os ritmos que fizeram sucesso entre 1980 a 1989.

Anota ai: dia 31,  segunda temporada do “Anos 80, Trilhas de Ouro”.